23 abril 2021

Resenha | O enigma do quarto 622 - Joël Dicker

Livro: O enigma do quarto 622
Série: Não
Gênero: Romance Policial
Autor: Joël Dicker
Editora: Intrínseca
Páginas: 528
Ano: 2021

Resenha:
O escritor Joël Dicker acaba de perder uma das pessoas mais importantes da sua vida, seu editor Bernard de Fallois. Ele sabia que uma hora o amigo ia embora, já que o mesmo estava com noventa e dois anos, mas ele não estava preparado para isso. Bernard não era somente seu editor, ele que fez a carreira de Joël e acabou se tornando um amigo, quase um irmão. Por isso mesmo em meio a tanta angustia Joël resolve escrever um romance em sua homenagem. Mas nesse meio tempo ele acaba conhecendo sua vizinha Sloane e se envolvendo com ela. Joël acaba se apegando mais do que deveria e fica ainda mais deprimido quando o romance termina dois meses depois. 

Por isso ele resolve fugir daquele ambiente e escolhe como destino o Palace de Verbier, um luxuoso hotel nos Alpes suíços que Bernard sempre elogiava. Mas Joël nem imagina que sossego era a ultima coisa que ele teria naquele lugar. Ele fica hospedado no quarto 623 e estranha ao andar pelo corredor, que não existe um quarto 622 e sim um 621 e 621 bis. E quando Joël conhece Scarlett Leonas, que está hospedada no quarto 621 bis, eles começam a conversar sobre esse enigma e Stella resolve investigar e descobre que anos atrás aconteceu um assassinato no 622 e por isso o número não existe mais. 

E como o crime não foi desvendado até hoje, Stella incentiva Joël a descobrir o que realmente aconteceu naquele quarto. O crime aconteceu durante o Grand Week-End, a festa anual de um prestigiado banco suíço, nas vésperas da nomeação do seu presidente. Na disputa pela presidência estão Macaire Ebezner, herdeiro legítimo do banco e Lev Levovitch, que começou de baixo no banco e foi mostrando seu valor. E a disputa entre eles vem de anos atrás, quando o caminho de ambos cruzou eles começaram a disputar a mesma mulher e vamos acompanhar o desenrolar de uma história cheia de intrigas, espionagem e muito mistério.


Quando esse livro chegou aqui pelo Clube Intrínsecos, confesso que não dei muita bola para ele. Ainda mais depois que vi o tamanho, acredito ser o maior do Clube que tenho aqui em casa. Mas esses dias li muitos romances romântico e precisa variar um pouco e acabei olhando na estante e optando por esse. E gente que livro! Quem é fã de um bom mistério, regado a reviravoltas impensáveis, e com uma pitada de romance, vai amar esse livro. Comecei a ler como quem não quer nada e me vi querendo ler só mais um capitulo, algo que fazia tempo não me acontecia. 

De início a gente estranha porque o protagonista do livro tem o mesmo nome do autor e a mesma profissão e o livro é dedicado ao mesmo editor. Então a ficção se confunde com a realidade e fica aquela duvida sobre ser algo baseado em fatos reais ou não. E também no começo achei que o livro fosse ser um saco porque o Joël não é uma pessoa assim muito carismática e empolgante. mas quando ele e a Scarlett começam a investigar o crime e conhecemos o trio de protagonista da história do passado, a gente não consegue mais largar o livro. A história é viciante e nem o triângulo amoroso, que é algo que eu não gosto, deixou a história menos fascinante.

Temos uma história não linear, o que num primeiro momento parece algo confuso já que o autor está no presente em um capitulo, depois volta ao dia do crime, depois volta três dias antes, depois seis meses, depois quinze anos, depois no presente novamente. Mas isso não atrapalha em nada o bom andamento da história e é tudo muito bem separado e explicado em qual tempo estamos. E eu particularmente amo quando temos essa narrativa que vai e volta porque o mistério só aumenta e por vezes me vi querendo avançar até o final e ler logo quem era o bendito culpado e quem tinha de fato sido a vítima.

Sim, porque a vítima do assassinato no quarto 622 só é revelado lá por volta dos 70% da história. Até então você muda de ideia sobre quem seria várias vezes. E não é só esse o mistério que o autor trás na história. Você fica com aquele leque de perguntas em aberto e criando mil teorias na cabeça só para serem derrubadas a cada novo plot twist. Porque temos muitos nesse livro. Até a ultima página somos surpreendidos por novas revelações que mudam completamente o rumo da história. A escrita do autor me lembrou bastante a do Harlan Coben, que também faz a gente de trouxa até o ultimo momento. 

Eu queria poder falar dos personagens aqui na resenha, mas o mistério em torno de cada um deles é enorme e o interessante é que o leitor vá desvendando durante a leitura. Por isso só vou dizer que fora aquela primeira má impressão do Joël, eu acabei me apaixonando por todos os personagens do livro. É bem raro isso acontecer comigo, sempre tem um personagem que detesto ou que eu fico torcendo para que colha o que está plantando hehe. Mas enfim, eu recomendo muito o livro para quem gosta do gênero e com certeza vou ler outros livros do autor. Quanto a edição, meu livro é o do Intrínsecos, com essa capa no tom de azul que amo.

Nota:








14 comentários:

  1. Oi, Sil. Como vai? Adoro este gênero lierário, sendo assim este livro tem tudo para me agradar. Que bom que gostou. Sua resenha ficou ótima. Um abraço!


    https://lucianootacianopensamentosolto.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Oi Sil! Eu li os primeiros capítulos e fiquei curiosa sobre a trama, em breve pretendo embarcar na leitura e espero que goste tanto quanto você. Eu nunca li nada do autor e vai ser meu primeiro contato com sua obra. Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  3. Oii, curto bastante desse gênero, vou salvar na minha lista.
    Beijos!
    https://deliriosdeumaliteraria.blogspot.com/?m=1

    ResponderExcluir
  4. Eu amo um mistério e estava curiosa desde que achei esse livro no Skoob. Pela sua resenha, já vi que vou ficar grudada nesse livro também. S2
    Bjks!

    Mundinho da Hanna
    Pinterest | Instagram | Skoob

    ResponderExcluir
  5. Olá...
    Ainda não tinha lido nenhuma resenha desse livro, mas, fiquei bastante curiosa por aqui... principalmente, sobre os personagens e os mistérios que eles possuem. Fiquei com o pé atrás sobre a história não linear (que não costumo gostar tanto assim), porém, amei seus comentários a respeito da obra e já quero ler!
    Beijos

    http://coisasdediane.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  6. Oi Sil, achei interessante essa referência do autor a si mesmo no livro rsrsrs e mais ainda porque demora pra descobrir a vítima. Acho que vou gostar!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  7. OOi
    Eu já adorei que o autor é personagem do livro!! Achei uma ideia bem interessante, ainda mais por não ser uma autobiografia. Acho que nunca li um livro onde o próprio autor é personagem.

    Sil
    blog kzmirobooks.com • Siga no Instagram: @kzmirobooks
    Top comentarista valendo a saga Harry Potter

    ResponderExcluir
  8. Oi Sil, como você está?
    Então, eu também amo esse tom de azul e acho que a edição do Intrínsecos está perfeita!
    Pessoalmente, eu ainda não li nada do autor, mas já tenho dois livros dele aqui comigo, rs.
    Foram adquiridos em promoções que eu não poderia perder, quero ver se leio quando estiver de férias já que são calhamaços e merecem dedicação. Ainda mais porque faz um tempão que não leio um Romance Policial dos bons!
    beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  9. Que edição bonita. E a narrativa parece ser muito legal :)

    www.vivendosentimentos.com.br

    ResponderExcluir
  10. Oi, Silvana. Fico feliz em saber que a Intrínseca está com ótimos títulos. Isso é muito bom.

    ResponderExcluir
  11. Oi, SIl
    Eu achando que o Joel fosse o autor do livro?! Fiquei até confusa com o personagem agora KKKK Não conhecia as obras dele, mas enfim. Legal quando o suspense sobre a vítima estende até o final, pra descobrir quem é e quem matou fica mais difíci ainda. Achei essa edição da intrínseca perfeita demais!
    Beijo
    https://capitulotreze.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Depois de vários comentários maravilhosos sobre o autor, decidi dar uma chance para ele e vou começar a ler seus livros mês que vem. Amei ter conferido sua opinião e espero sentir as mesmas sensações com a história.

    Bjs

    Imersão Literária

    ResponderExcluir
  13. É muito bom pegar um livro, começar a ler como quem não quer nada e de repente se envolver na leitura de forma intensa. ADORO quando isso acontece comigo! Achei muito interessante a linearidade do livro, parece bagunçada, mas você diz que funcionou e fiquei curiosa!

    A proposito, acho a estética da coleção de livros do clube Intrínsecos muito linda. A simplicidade externa e o charme interno me cativam, sinto vontade de experimentar toda vez que vejo um post a respeito.

    https://elfpandora.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  14. Oi Sil
    Foi exatamente neste livro que eu canelei a assinatura do Intrínsecos, pois já tinha dois sem ler e mais este que é enorme. Sua resenha agora me deixou curiosa e com vontade de ler, e parece ser uma trama envolvente pelo que você fala, ainda que o início seja confuso. Vou dar uma chance a este livro.

    Beijinhos
    https://tecendoaliteratura.blogspot.com/2021/04/volteii-com-novidade.html

    ResponderExcluir

© Blog Prefácio ♥ 2016 - Todos os direitos reservados ♥ Criado por: Taty Salazar || Tecnologia do Blogger. imagem-logo