21 abril 2019

Resenha | Um Amor de Inverno - Carrie Elks


Livro: Um Amor de Inverno
Série: As Irmãs Shakespeare #2
Gênero: Romance
Autora: Carrie Elks
Editora: Verus
Páginas: 320
Ano: 2019

Resenha:
Quando Kitty Shakespeare, a irmã mais nova das quatro irmãs Shakespeare se mudou de Londres para Los Angeles seguindo seu sonho de trabalhar com cinema, ela não imaginou que seria tão difícil conseguir um estágio. Kitty tem um pequeno problema com entrevistas. Ela já fez inúmeras delas e por mais que se prepare antes, na hora ela trava e começa a passar mal e fica parecendo que ela não sabe nem o que está fazendo lá. Nessa ultima não foi diferente. Kitty foi chamada para uma entrevista de estágio na Klein Produções, sonho de todo estudante de cinema, trabalhar com Everett Klein, um dos maiores produtores de Hollywood. mas Kitty nem chegou a conhecê-lo já que foi entrevistada por seu assistente e a entrevista não durou nem dez minutos. Minutos esse que Kitty pensou que ia ter uma parada cardíaca.

Por isso Kitty estranhou quando recebeu um telefonema de Mia Klein, esposa de Everett, querendo contratá-la. Estranhou, mas ficou radiante de felicidade. Mas a alegria de Kitty com o telefonema não durou muito, já que o emprego não era na produtora e sim de babá do filho deles Jonas de sete anos. Kitty até pensou em rejeitar o emprego, mas ela adora crianças e quem sabe se estando perto de Everett ela não consegue uma chance de mostrar do que é capaz? O que ela nem imaginava é que ela ia ter que conviver com Adam Klein, irmão de Everett, que o que tem de rude, tem de bonito. E eles se conhecem de um modo inusitado quando Kitty atropela um cervo e fica presa na estrada que leva até a casa da família Klein.

Adam e Everett sempre foram muito unidos, mas depois do último verão Adam nem suporta mais olhar para o irmão. Há três meses Adam está fazendo terapia como uma condição para não ser preso. E foi Everett quem chamou a polícia. Mas agora com o Natal chegando e a família reunida no mesmo lugar, Adam vai ter que chegar no seu limite para não magoar seus pais. E apesar de odiar Everett, Adam gosta muito do sobrinho. O problema é que ele vem acompanhado da babá, uma garota que representa tudo o que ele não suporta mais. Mas ele estava enganado e assim que começa a conviver com Kitty, Adam percebe que ela é bem diferente do que imaginou e começa a se interessar por ela. Só que Adam já tem tantos problemas para resolver, que não tem tempo para pensar em se apaixonar. 

"Ele não conseguiu se lembrar da ultima vez em que esteve tão desarmado. Metade dele queria pegá-la nos braços e girá-la ao redor da sala enquanto a outra metade queria correr para bem longe, onde não teria que ficar ansioso."

Antes de mais nada quero dizer que esse livro é o segundo de uma série que vai contar as histórias das quatro irmãs Shakespeare. O primeiro é Um Verão Na Itália que conta a história de Cesca. Os livros são independentes e dá para serem lidos fora de ordem. Isso se você não for neurótico com spoilers porque encontrei sim vários spoilers do primeiro livro aqui. Mas nada que atrapalhe a leitura, pelo contrário, fiquei ainda com mais vontade de ler o primeiro livro. Vontade essa que me deu assim que comecei a ler Um Amor de Inverno. A escrita da autora é uma delicia e logo nos primeiros capítulos já me vi envolvida pela história e já quero ler tudo dela.

A história não é daquelas que vai te marcar para o resto da vida, mas para quem gosta de um bom filme de comédia romântica, esse livro é ideal porque tem todos os elementos que encontramos no gênero. E a autora escreve de uma forma que é como se estivéssemos assistindo a história e não apenas lendo. Tem dois protagonistas apaixonantes, tem uma criança que dá toda uma leveza para a história, tem um drama envolvendo os irmãos e tem muito romance, daqueles de tirar o folego e fazer com que a gente torça que nem loucos para que o casal consiga se acertar e termine a história juntos. Mesmo sabendo que esse é o desfecho provável da história.


Uma coisa que gostei bastante e que foi mais uma razão para eu querer ler o primeiro livro, foi a relação entre as irmãs, que achei muito bonita. Eu tenho duas irmãs e dois irmãos, mas infelizmente, acho que até por causa da diferença de idade, sou onze anos mais nova que a minha irmã mais próxima, eu não tenho uma boa relação com eles. Tenho amigas que considero mais minhas irmãs do que as próprias. Por isso achei um ponto forte no livro, que apesar delas estarem todas vivendo a quilômetros de distancia uma da outra, a amizade e o amor é muito forte e é nítida a ligação entre elas. Em vários momentos do livro temos conversas entre elas, e só pelo tom de voz uma da outra elas percebem quando algo está errado.

O casal protagonista tem tudo para dar certo junto. Eles se completam. Enquanto Kitty é de uma leveza e cheia de bondade, Adam está passando por uma fase mais amarga depois de um desentendimento com o irmão. As cenas entre eles são lindas e eu me derretia toda vez que eles estavam juntos. O Adam é o tipo de homem que não tem vergonha de pedir desculpas quando erra, e sem falar que é só ele entrar em cena para a gente se apaixonar. Ele é o tipo de homem que está em falta no mercado. Outro personagem que amei foi o Jonas, que mesmo sendo ignorado pelos pais não deixou de ser um doce de menino. Quanto a edição do livro, achei muito bem feita. A diagramação está agradável e combina muito bem com o clima da história, assim como essa capa que está de encher os olhos. Termino a resenha indicando o livro para todos que gostam de um bom romance.

Nota: 








18 abril 2019

Tag | Páscoa Literária

Imagem retirada do blog Histórias Existem Para Serem Contadas


Eu vi essa tag no blog Vidas em Preto e Branco. E quando fui procurar o criador vi que na verdade é uma junção de duas tags a Pascoa Literária que foi criada pela Karen do canal Viajando na Estante e a Livros e Chocolate que foi criada pelo canal A Daydreamer's Ramblings e traduzida pelo canal Olhos de Ressaca.

Como estou lendo a série Trono de Vidro eu queria colocar os livros em quase todas as respostas hehe, mas vou acalmar meu coração de fã e indicar outros livros hehe.

♫ Coelhinho da Páscoa o que trazes pra mim?
Um ovo, dois ovos, três ovos assim! ♪
(Indique três livros que você daria de presente ou que recomendaria a alguém)
Inclusive já dei os três de presente. Vox e Fique Comigo porque acho que são livros que todos deveriam ler e Como se livrar de um escândalo porque acho que todo mundo precisa de um livro para rir de vez em quando.


♫ Coelhinho da Páscoa que cor eles têm?
Azul, amarelo, vermelho também! ♪
(Indique três livros: um com a capa azul, outro com a capa amarelo e um de capa vermelha)
Escolhi capas que amo. A Rebelde do Deserto é uma trilogia maravilhosa e com capas lindas. Um Tempo Aceitável, apesar de ter me decepcionado com o livro, é uma das poucas capas amarelas que gosto (não sou fã de amarelo) e Seduzida Até Domingo porque amo as capas dessa série e queria colocar uma delas aqui na tag.


Chocolate meio-amargo
(Um livro que cobre um tópico obscuro)
Falar sobre relacionamento abusivo é sempre dificil. E a autora o fez muito bem nesse livro.


Chocolate branco
(Um livro leve e bem-humorado)
Além de muito romance, o humor é o ponto forte desse livro.


Chocolate ao leite
(Um livro que virou moda e você está morrendo de vontade de ler)
Acho que não é o livro que virou moda e sim as autoras hehe.


Chocolate ao caramelo
(Um livro que te fez sentir todo meloso durante a leitura)
Essa história se passa no inverno, mas deixou meu coração quentinho.


Chocolate com wafer
(Um livro que te surpreendeu ultimamente)
Eu nunca que imaginava o rumo que tomou esse livro.

Chocolate com amendoim
(Um livro que está te fazendo surtar)
Essa é minha leitura atual e não vou falar muito porque ainda estou na metade, mas estou surtando com as coisas que acontecem nessa história.

Chocolate quente
(Um livro que te conforta)
Acho que romance de época sempre me conforta.


Caixa de chocolates
(Uma série bem variada para agradar pessoas de vários gostos)
Acho dificil alguém não se encantar com essa série. Eu caí de amores por ela e como falei acima queria colocar ela em todas as respostas hehe.


Se alguém quiser responder, só não esquece de dar os devidos créditos. E um ótimo feriado para todos.







15 abril 2019

Resenha | Um Tempo Aceitável - Madeleine L'Engle


Livro: Um Tempo Aceitável
Série: Uma Dobra No Tempo #5
#1 - Uma Dobra No Tempo
#2 - Um Vento à Porta
#3 - Um Planeta Em Seu Giro Veloz
#4 - Muitas Águas
Gênero: Fantasia, Ficção Científica
Autora: Madeleine L'Engle  
Editora: HarperCollins Brasil
Páginas: 336
Ano: 2019

Resenha:
Polly O’Keefe é a mais velha dos sete filhos de Margaret e Calvin O'Keefe, que apesar de serem uma família muito unida, por causa de estarem sempre se mudando de um lugar para o outro, acabou não passando muito tempo com seus avós. Mas agora ela veio para passar uma temporada na casa dos Murry. Ainda mais que seu avó é um cientista reconhecido e sua avevó, forma carinhosa como ela chama sua avó, já ganhou até um Prêmio Nobel. E como na Ilha Benne Seed, residência atual da sua família, ela não iria aprender nem metade do que seus avós podem lhe ensinar, Polly não perde tempo e vai para a casa dos avós na Nova Inglaterra. E eles até parecem que sabia que ela viria porque quando Polly chegou eles tinham reformado o quarto do seu tio Charles Wallace, que ficou perfeito para ela. 

Sua estadia está sendo muito agradável e só não está perfeita porque não tem ninguém da idade de Polly nas redondezas, sua única companhia são seus avós e os amigos deles a Dra. Louise Colubra e o irmão dela o bispo Nason. Por isso Polly fica muito feliz quando Zachary Gray, um amigo que ela conheceu no verão anterior em sua passagem por Atenas, aparece para uma visita. E Zachary se dá super bem com seus avós e com os Colubra, ainda mais que Nason encontrou uma pedra Ogam e Zachary já estudou sobre as inscrições ogam um alfabeto celta usado há três mil anos. E não é só Zachary que aparece por lá, nesse mesmo dia Polly vê um jovem com um cachorro perto da rocha de observação estelar e mais tarde uma garota aparece em sua janela, mas desaparece depois de falar um monte de coisas sem sentido, como círculos do tempo. 

Mas Polly revê a garota no dia seguinte quando acorda cedo e sai para dar um passeio pela propriedade. Ela sente um pequeno tremor e quando percebe a rocha de observação estelar continua no mesmo lugar, mas todo o resto está diferente. A garota se chama Anaral e o rapaz Karralys e Polly descobre que eles são druidas e que eles já conhecem o bispo Colubra. Mas quando os avós de Polly descobrem que ela viajou no tempo, com medo de que lhe aconteça algum mal, eles pedem que Polly fique longe do portal temporal, pelo menos até passar o Samhain. Mas por algum motivo Polly parece estar destinada a voltar no tempo e nada que eles façam vai impedir que isso aconteça. 

"Ele tinha razão. Aquilo tudo soava insano. Limiares temporais. Três mil anos. Círculos do tempo. Mas havia acontecido. Polly não fazia ideia de como ela e o bispo poderiam ter sonhado o mesmo sonho."

Esse livro está sendo publicado aqui no Brasil como o quinto da série Uma Dobra no Tempo, mas ele na verdade é o quarto livro de uma outra série que foi escrita paralelamente com a de Uma Dobra no Tempo. A série Uma Dobra no Tempo é a Série dos Murry e Um Tempo Aceitável pertence a Série dos O'Keefe. E uma curiosidade é que o primeiro livro da Série dos O'Keefe tendo a Polly como protagonista, foi escrito em 1965, três anos após Um Dobra no Tempo e onze anos antes de Um Planeta Em Seu Giro Veloz, que é o livro onde Polly aparece pela primeira vez na barriga de Meg. Por isso pode ser que para quem acompanha a série venha a sentir uma grande diferença entre os quatro primeiros livros e esse quinto.

Eu senti essa diferença e até por isso fui pesquisar mais sobre ele. Diferente dos quatro anteriores, já resenhados aqui no blog, Um Tempo Aceitável tem uma narrativa bem mais lenta e tem pouca ação em suas páginas. A história fica mais na teoria do que na prática. São mais de duzentas páginas com os personagens conversando sobre o assunto e a ação só apareceu nas últimas cem páginas, que ai sim foram muito boas. Eu não sou acostumada com livros de ficção científica, mas não tive problemas com os outros livros da autora. Já nesse foi tanta conversa sobre física que confesso cheguei a dormir com o livro na mão. Mas para quem gosta do assunto é um prato cheio. 


Fora a ação, outra coisa que senti falta foi que nesse livro não temos títulos nos capítulos e essa era uma das coisas que eu gostava muito na série. E achei que a autora ficou debatendo muito o tema fé x ciência que era uma das coisas que eu também tinha gostado nos outros livros. Apesar dos livros ter uma analogia com a religião e os protagonistas serem cientistas, nos outros livros ela soube casar as duas coisas e mostrar que as duas podem andar juntas. Nesse já senti uma mudança nos personagens dos Murry, que praticamente deixaram de ter qualquer tipo de fé, o que é engraçado se formos levar em conta tudo o que eles passaram nos livros anteriores. 

E infelizmente não consegui me conectar com a protagonista do livro, a Polly. Ela passou longe de ter o mesmo carisma de seus pais e tios. Achei ela bem sem graça e meu problema não foi só com ela, mas não me apaguei a nenhum dos personagens. O Zachary me deu nos nervos com seu egoísmo desenfreado. O único personagens que gostei um pouco foi o bispo, porque achei ele um personagem bem mente aberta. Mesmo sendo uma espécie de líder em sua religião, ele respeita as outras religiões que não pregam o mesmo que a sua. E por causa dele e do final, que a história melhorou um pouco, acabei dando uma nota três de cinco para o livro.

Quanto a edição está tão linda quanto as outras da série. O livro é em capa dura e tanto por fora como por dentro é um capricho só. E como disse nas outras resenhas, é um orgulho ter os livros na estante. Toda vez que olho e vejo eles lá eu fico admirando o quanto eles são bem feitos. E por fim quero agradecer a editora pelo envio do livro e por ter pensado nos antigos parceiros para recebê-los, mesmo não tendo mais a parceria. E termino a resenha indicando para quem leu os outros da série e, a série toda para quem é fã de livros de ficção científica com uma pegada mais juvenil.


Nota:







14 abril 2019

Lançamentos de Abril da Faro Editorial

Considerada a obra mais visceral de Tarryn Fisher, você entenderá porque leitores de vários países o elegeram como um dos livros mais especiais de suas vidas.Quando a escritora Senna Richards acorda na manhã de seu aniversário, ela não está em seu quarto. Raptada e trancada numa casa em meio a uma tempestade de neve, ela precisa decifrar as pistas ligadas ao seu passado para conseguir fugir. Forjada pela dor, moldada pelo abandono, Senna se tornou uma mulher que destrói antes de ser destruída...Apenas uma pessoa conseguiu atravessar suas barreiras e conquistar sua confiança, mas isso aconteceu há muitos anos...“Isaac era um estranho, mas foi capaz de enxergar minhas feridas mais do que qualquer outra pessoa.”O cirurgião Isaac encontrou Senna em um momento de caos e vulnerabilidade, depois de um furacão que lançava cinzas sobre suas feridas. Ele a ajudou quando ninguém mais pôde, mas agora, tudo está diferente. Depois de tanto tempo distantes um do outro, os dois estão presos na mesma cabana, e podem ser consumidos por recordações que esperavam esquecer. Além do perigo que os cerca, a escassez de comida e água, e os jogos perigosos do raptor, um sentimento antigo começa a despertar, ameaçando romper novamente as defesas de Senna, o que pode ser fatal.


Passaram-se 7 anos desde que Bruno, Pol, Mònica, Berta, Ivan e Gerard perderam mais que um professor de Filosofia… Perderam um grande mestre. Você vai reencontrar esses jovens e descobrir como as questões filosóficas participaram e transformaram suas vidas: primeiros amores, festas, escolhas profissionais, medo do futuro, relações familiares, amizades… todos os pontos das inesquecíveis aventuras da série de sucesso da Netflix.
Narrado por Bruno, você vai relembrar os momentos na escola Àngel Guimerà, que decide escrever uma carta para a sua irmã. Mina, a filha que Merlí teve postumamente com Gina, só deve ler essas memórias quando for adolescente, para descobrir quem eram e como viveram os alunos de seu pai.
Este livro é mais que um novo capítulo da série, que trará os personagens de volta aplicando a Filosofia na prática. Agora, você pode conhecer os destinos desses jovens e refletir sobre histórias parecidas com as suas ou com a de todos que carregam lembranças tão especiais.


Em Fuja da Farmácia, Dr. Oz apresenta um plano para você aproveitar o poder de cura dos alimentos. Por meio de um simples programa de refeições, incluindo alimentos ricos em nutrientes, o Dr. Oz explica como perder peso, aumentar sua energia, prevenir e reduzir uma série de complicações… e o melhor: tudo sem medicação!
Com receitas saudáveis e deliciosas, e com base nos resultados práticos, alcançados por milhares de leitores, este livro é o melhor guia para comer com saúde, e também um ingresso para viver uma nova fase da sua vida.
Você vai descobrir como preparar refeições saudáveis, saborosas e rápidas, e será capaz de perceber benefícios visíveis tanto em seu corpo quanto em sua disposição, apenas incluindo algumas novidades em seu prato.
Melhore seu humor, perca peso, tenha uma saúde (e pele) impecável… Você não precisa de uma pílula para cada uma dessas coisas, mas o Dr. Oz mostrará que existe um alimento adequado para cada necessidade!











11 abril 2019

Resenha | Procura-se Um Novo Amor - Debbie Macomber


Livro: Procura-se Um Novo Amor
Série: Não
Gênero: Romance
Autora: Debbie Macomber
Editora: Harlequin Books
Páginas: 384
Ano: 2019

Resenha:
Nichole acreditava ter uma vida perfeita. Seu marido Jake tinha um excelente salário e eles moravam em uma casa grande e confortável a qual Nichole se dedicava a cuidar enquanto mimava seu bebê, Owen. Eles eram membros de um prestigiado clube na região e seus sogros moravam perto e Nichole se dava muito bem com eles, especialmente com sua sogra Leanne. E foi ela quem lhe abriu os olhos para o que estava acontecendo ao seu redor. Assim como o pai Sean, Jake não respeitava seus votos matrimoniais e estava traindo Nichole há muito tempo. Leanne cansada de sofrer com o mesmo problema com seu marido, decidiu que não ia deixar a nora passar pelo mesmo que ela, e contou sobre a traição do seu filho.

Mas diferente de Leanne, Nichole pediu o divórcio assim que soube de tudo e por incrível que pareça ela encontrou apoio em quem menos esperava. Leanne incentivada pela atitude da nora, também tomou a decisão de se divorciar. Mas enquanto Sean aceitou o divórcio numa boa, Jake está fazendo de tudo para seu divórcio não sair e eles já estão há dois anos separados e Jake ainda não assinou os papéis. Quando os amigos de Nichole descobriram sobre o divórcio foi que Nichole percebeu que na verdade não tinha amigos e se não fosse Leanne, ela tinha desmoronado, porque Jake era o mundo de Nichole. Mas as duas recém separadas acabaram encorajando uma a outra nesse momento dificil e até criaram um guia para seguir em frente. 

Foi assim que elas acabaram fazendo trabalhos voluntários. Leanne dando aulas de inglês para estrangeiros e Nichole ajudando mulheres que estavam entrando no mercado de trabalho. E foi através desses trabalhos voluntários que elas perceberam que ainda podem ter uma chance no amor. Um dos alunos mais esforçados de Leanne é Nikolai, um charmoso padeiro ucraniano que toda vez que pode diz o quanto Leanne é bonita. Sean aceitou o divórcio, mas não sem antes acabar com a autoestima de Leanne e através de Nikolai ela está se recuperando. Já Nichole conhece Rocco, o dono de um guincho que é o oposto de Jake tanto fisicamente como na postura. Eles acabam se envolvendo quando Rocco precisa da ajuda de Nichole com sua filha adolescente Kaylene. Mas Jake não vai aceitar que Nichole possa ser feliz com outra pessoa. 


Esse é o quarto livro que eu leio da autora e assim como nos outros, a leitura foi super rápida porque a gente é absorvido pela história e terminei o livro com o coração quentinho. Sem falar que a leitura é emocionante e terminei o livro em lágrimas. Para fãs de um bom romance, os livros da autora são uma ótima pedida. Fazia tempo que eu não lia um livro de romance. Esse ano eu virei a louca dos suspenses e intercalei com livros de fantasia, chick-lit e poucos romances de época e estava sentindo falta daquelas histórias de amor que faz a gente se apaixonar junto com os personagens e torcer feito louca para que de tudo certo e eles fiquem juntos. E a autora ainda escreve histórias que poderia ser a minha ou a sua, nada é fantasioso, é tudo muito real. 

Em capítulos alternados entre Nichole e Leanne, vamos acompanhar as histórias muito parecidas da nora e sogra que hoje em dia não é mais muito comum de se encontrar. Duas mulheres que se casam pensando em construir uma família e uma vida que vai durar para sempre e colocam todas as suas expectativas e todo sua dependência no marido. Mas então vem a traição e seu mundo desaba. Não é só a parte emocional, mas tem também a financeira, porque no momento em que se casam elas abrem mão de tudo para cuidar de suas casas e maridos. Não estou dizendo que isso é errado, se for uma escolha da pessoa ela está no seu direito e é por isso que lutamos, para ter o direito de escolher. Mas infelizmente a gente sabe que são pouquíssimos os casamentos que dão certo quando é feita essa opção da mulher, viver em função da família. 

Até porque não é só o caso de traição, mas também já vi acontecer do marido morrer e a mulher não saber fazer nada sozinha. E tem também os casos de violência doméstica onde a mulher é tao dependente que continua naquela situação por medo de não saber viver sozinha. Mas voltando a história do livro. Elas precisam seguir em frente tendo anteriormente uma vida mais do que confortável e sem o dinheiro dos maridos, se vão também os amigos e elas só tem uma a outra para se apoiar. E esse foi um dos pontos fortes da história, a amizade entre as duas. Aqui se vê claramente o apoio e a compreensão pelo "ser mulher". A postura de Leanne foi exemplar, não é porque era o filho dela que ela passou a não na cabeça dele, pelo contrário ela apontava seus erros, e até porque ela não queria que seu neto também crescesse achando que traição era uma coisa normal. 

Nichole e Leanne me encantaram cada uma a seu modo e me vi nas duas porque já passei por essa situação e sei o quanto é doloroso seguir em frente. Gostei bastante de como a autora construiu as duas protagonistas. Outra coisa que notei foi que a autora quis fazer uma crítica usando o contraste entre os ex-maridos Sean e Jake e Rocco e Nikolai. Enquanto os dois primeiros são refinados e exemplos de perfeição por fora, mas que tratam as mulheres como propriedade, Rocco e Nikolai são rústicos por fora, mas por dentro são homens de ouro. Gostei dessa crítica sobre as aparências. Me apaixonei por Rocco, e Nikolai tive algumas ressalvas por causa do excesso de ciúmes. 

Já Jake foi ódio a primeira vista que foi aumentando conforme fui conhecendo ele. Eram atitudes típicas de pessoa mimada que se acha o dono da razão. Ele traí a mulher e a errada é ela e a mãe é errada também porque ficou do lado da nora. Mas enfim, é uma história emocionante que vale a pena ser lida para quem já é fã da autora ou para quem gosta do gênero. Quanto a edição está muito bem feita. Eu particularmente não sou fã de capas assim, mas gostei porque mostra o laço entre as duas mulheres. 

Nota:








09 abril 2019

Lançamentos de Abril da Editora Gutenberg

Estão ansiosos pelos lançamentos de abril? Eu estou morrendo aqui com os lançamentos da Gutenberg, porque tem dois livros de autoras que amo. Jogos Malignos é o segundo livro com a Detetive Kim Stone. Eu li o primeiro o ano passado e amei. Já Um Casamento Conveniente é o primeiro livro da nova série da Tessa Dare.


Quanto maior o mal, mais mortal é o jogo…
Quando o corpo de um estuprador é encontrado mutilado em uma cena de esfaqueamento brutal, a Detetive Kim Stone e sua equipe são chamadas para encontrar uma solução rápida para o caso. Porém, à medida que novos eventos perturbadores vêm à luz, logo fica claro que há alguém ainda mais sinistro por trás do que parecia ser apenas um crime de vingança.
Com a investigação ganhando força e tentando expor os segredos de uma doentia rede de pedofilia, Kim encontra-se na mira de um sociopata cruel, que parece conhecer suas fraquezas.
Mas cada movimento da Detetive Stone pode ser fatal, e quando o número de vítimas começar a aumentar, Kim terá que cavar mais fundo do que nunca para deter o assassino. Desta vez, ela terá que lutar pela própria vida.

Com metade do rosto marcado e desfigurado pela guerra, não foi só a aparência do Duque de Ashbury que sofreu mudanças: a rejeição e o olhar de desprezo das pessoas mutilaram também o seu interior. E, já que precisa viver às sombras da sociedade, ele decide que passará seus dias perambulando por Londres durante a noite para assustar todos que cruzarem seu caminho.
Mas o tempo passa, e em posse de um grande título, o duque sabe que precisará cumprir o dever de conseguir um herdeiro para seu ducado. Para isso, só existe uma regra: encontrar uma mulher que aceite um casamento de conveniência, lhe dê um herdeiro e desapareça de sua vida.
Quando Emma Gladstone, uma costureira, aparece na casa de Ashbury para exigir o pagamento de uma dívida, ele vê ali uma grande oportunidade de acordo e lhe faz a proposta de casamento. Mas o duque deixa claro que, assim que Emma engravidar, ela deverá partir para o interior e sumir para sempre.
Ele precisa de um herdeiro. Ela precisa de um bom casamento. Os dois estão dispostos a tudo, desde que não envolva seus corações. Mas será que o amor cabe nas entrelinhas de um contrato?

Para se ter um parto feliz, a palavra-chave é “informação”.
Cristina Balzano apresenta o essencial de seu conhecimento teórico e prático como obstetriz (formada pela USP), professora de yoga e fisioterapeuta no livro O parto é da mulher!. Nesta obra, fruto de uma longa experiência acumulada em mais de mil partos atendidos, a autora oferece aos leitores informação de qualidade, com base em evidências científicas. O conteúdo é ricamente ilustrado e traz orientações feitas de maneira didática e em linguagem acessível para tratar sobre a anatomia do parto, o papel fundamental dos hormônios, a preparação por meio da yoga, os tipos de parto, como elaborar o seu plano de parto, a presença decisiva da doula e como testar se o seu médico realmente vai respeitar as suas escolhas. A autora também conta com a colaboração de profissionais comprometidos com a humanização do parto, que assinam artigos sobre temas igualmente essenciais, tais como o papel do pai no parto, amamentação, hipnose no parto, homeopatia no parto e violência obstétrica. O livro ainda contempla as recomendações da Organização Mundial da Saúde para o parto normal e oferece uma lista com locais de encontros de gestantes e grupos de apoio em diversas regiões do país. O parto é da mulher! é um contraponto à realidade obstétrica do Brasil e visa fornecer à mulher as informações necessárias para que ela possa decidir qual é o parto que ela realmente deseja, tornando-se, assim, a grande protagonista desse momento.







© Blog Prefácio ♥ 2016 - Todos os direitos reservados ♥ Criado por: Taty Salazar || Tecnologia do Blogger. imagem-logo