05 julho 2017

Resenha | A Prisão do Rei - Victoria Aveyard


Livro: A Prisão do Rei
Série: A Rainha Vermelha #3
#1 A Rainha Vermelha
#2 A Espada de Vidro
Gênero: Distopia
Autora: Victoria Aveyard
Editora: Seguinte
Páginas: 552
Ano: 2017

Contém spoiler dos livros anteriores.

Resenha:
Apesar de ter sangue vermelho, Mare descobriu que tem poderes igual aos dos prateados. Para que ninguém descobrisse isso, o Rei fez Mare fingir que era uma prateada e noiva de Maven. Mas enquanto estava no palácio, Mare fez jogo duplo e passava informações para a Guarda Escarlate, um grupo de vermelhos rebeldes. Porém Mare confiou em quem não devia e foi traída. Tanto ela como o príncipe Cal se tornaram fugitivos. E enquanto se escondiam do novo rei, eles começaram a recrutar os vermelhos, que assim como a Mare, também tem poderes. Mas o rei Maven também sabia desses sanguenovos e se juntou a caça. E mais uma vez eles são traídos e são pegos por Maven. E para salvar seus amigos, Mare se entregou para Maven e agora ela é uma prisioneira do rei, com direito a uma coleira, cuja corrente fica na mão de Maven.

Mas depois que Mare expôs as mentiras de Maven e o corpo da rainha na televisão, Maven vem enfrentando uma pequena resistência das Casas Prateadas. Tem algumas Casas que querem Cal no poder. Mas nada que o rei não possa controlar. Por enquanto. E ainda mais tendo Mare como um cachorro aos seus pés. E ele não perde a oportunidade de mostrar o quanto Mare, segundo ele, a líder da Guarda Escarlate, está subjugada e sofrendo em suas mãos. Mare só pode odiar a todos de longe, já que onde vai, ela está acompanhada dos guardas da Casa Arven com seus poderes silenciadores. O único lugar que eles não estão é no banheiro de seu quarto, mas lá está cheio de Pedras Silenciosas e é uma agonia entrar lá. Mare já está há um mês sem sentir seus poderes e ela está definhando um pouco a cada dia. E finalmente Maven cede a pressão dos prateados e deixa Mare ser interrogada por Samson, primo de Elara e Mare tem que reviver seus piores pesadelos. E Samson faz com que Mare tenha saudades de Elara. 

Mas nada que Mare possa revelar sobre a Guarda Escarlate vai ser útil, já que assim que Mare foi levada por Maven, os outros avisaram o Coronel, e Tuck foi evacuada. Cameron não gostava de Mare, já que Mare não lhe deu escolha e ela foi obrigada a se juntar a Guarda, mas ela sente pelo o que Mare deve estar passando por ter salvado a vida deles. E enquanto Maven está torturando Mare, os vermelhos estão se rebelando por todos os lugares, sendo que em Corvium a coisa está por um fio. Mas Maven tem uma ideia, ele vai usar Mare para atrair os sanguenovos até ele. Ele obriga Mare a fazer um discurso contra a Guarda Escarlate e oferecer proteção aos sanguenovos. Mas a Guarda Escarlate não vai aceitar isso calada e eles decidem enfim dar início a essa guerra que vem sendo anunciada a tanto tempo. Resta saber qual lado Cal vai apoiar. O certo é que ele vai fazer tudo o que estiver ao seu alcance para tirar Mare das garras de seu irmão. 

"Quando o conheci, fui seduzida por sua dor. Ele era o menino na sombra, um filho esquecido. Eu me reconheci nele. Sempre atrás de Gisa, a estrela cintilante do mundo dos meus pais. Sei agora que foi proposital. Ele me enganou quando era príncipe, me atraindo para sua armadilha. Agora, estou na prisão do rei. Mas ele também está. Minhas correntes são as Pedras Silenciosas. As dele são a coroa."

A exemplo do livro anterior, esse terceiro livro também começa exatamente no ponto de onde parou o segundo. E de novo a narrativa é em primeira pessoa, mas temos uma diferença aqui. Eu prefiro mil vezes livros em terceira pessoa, porque quando é em primeira e a pessoa que está narrando não é tão interessante, a história se torna chata. Sem falar que ficamos preso somente ao que o narrador sabe e a visão dele dos outros personagens. No primeiro livro, A Rainha Vermelha, isso não me incomodou tanto, já que estava conhecendo um novo mundo e a história teve inúmeras traições e reviravoltas. Já no segundo, A Espada de Vidro, me senti bastante incomodada porque acabei desgostando bastante da Mare, a narradora. E quando comecei o terceiro livro fui surpreendida pela narrativa não ser exclusividade da Mare, o que foi um ponto muito positivo, mas assim como me surpreendi por isso, acabei surpreendida também pela pessoa que a autora escolheu para dar uma outra visão da história, Cameron.

Me perdoem os fãs da garota, mas nem ela sabe o que ela está fazendo na história, então qual foi o motivo da escolha, quando a autora poderia ter escolhido tantas outras pessoas mais interessantes que ela como a Farley, o Julian, o Coronel, o Cal e principalmente o Maven. Mas enfim, quando já tinha perdido as minhas esperanças, mais da metade do livro depois, a coisa muda de figura e Evangeline passa a narrar também. Ai a coisa melhorou e muito, com a narrativa de Evangeline podemos ter uma visão completamente diferente de tudo o que vinha sendo apresentado até então. Os horizontes se abriram. E infelizmente foi só ai, quase na página 300 que comecei a gostar da história. Até então foi um chove não molha e nem sei como consegui ler até lá. Para quem gosta de uma parte mais psicológica, vai ser um prato cheio, porque é nela que aprendemos mais sobre a personalidade e a razão dos atos de Maven. Mas eu que queria ação, achei essa primeira parte muito chata.

Quanto aos personagens, o livro gira praticamente em torno da Mare e os personagens secundários ficam um pouco esquecidos. Maven é quem mais aparece, mas eu ainda queria mais dele. E Mare muda a cada livro, por isso nem sei o que esperar dela no próximo. Ela é muito instável. Cal que era meu favorito até então, me deu muita raiva nesse livro, principalmente no final. Evangeline que eu odiava, acabou ganhando a minha simpatia. E os outros pouco fizeram para serem mencionados. Agora tenho que tirar o meu chapéu para a autora no quesito finais. Ela sabe como terminar uma história e deixar o leitor desesperado pelo próximo livro. Tomara que não demore muito para lançar o próximo, porque eu preciso saber o que vai acontecer. Quanto a edição, está tão linda quanto as anteriores e essa é a minha capa favorita entre as quatro, contando o livro de contos que eu não tenho. Enfim, foi o livro que menos gostei até agora, mas indico para os fãs da série, e sim, vou ler o próximo, porque preciso saber como termina essa história.

Nota: 




17 comentários:

  1. Estava na livraria hoje mesmo e vi esse livro na estante! Pensei em comprar o primeiro, mas acabei pegando a continuação da saga Deuses do Egípcio, da Colleen Houck. Não vou ler a resenha pra não tomar spoiler, haha!

    Beijo!
    www.controversios.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Olá, tudo bem? Eu quero muito ler essa série, parece ser demais. É uma pena que esse livro não seja bom como os outros...

    Beijos,
    Duas Livreiras

    ResponderExcluir
  3. Oi Silvana, não estou acompanhando a série, então acabo ficando meio por fora da história. Quando você ler o último livro faz um balanço aqui no blog!

    ResponderExcluir
  4. Oi Sil!

    Eu adoro livro que são escritos em primeira pessoa, mas concordo que dependo do livro e muito complicado, ainda mais quando se trata de cenas luta ou guerra, o personagem fica parado e narrado e você quer que ele se mecha e vá lutar também, mas você também precisa saber o que esta acontecendo hahaha resumindo e bem difícil, quando o livro só melhora lá para o fim e bem complicado não vale muito a pena, adorei sua resenha.

    Te indiquei no prêmio mistery Resenha Atual

    ResponderExcluir
  5. Eu lembro da sua resenha dos outros da série! Apesar de achar a história fraquinha iria dar uma chance :3

    www.vestindoideias.com

    ResponderExcluir
  6. Oi Sil, eu ainda não comecei a ler essa trilogia, mas tenho bastante curiosidade. Que pena que não te agradou tanto quanto os outros, espero que no próximo seja melhor.

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  7. Oi, Sil

    Eu ainda estou tomando coragem pra ler esse livro! Você sabe minha saga com ele, então... hahaha
    Que pena que a experiência com esse não foi tão boa. Acho que você era uma das poucas que eu via elogiando a série.
    Eu gosto mais de narrativas em primeira pessoa, vamos ver se esses outros pontos de vista vão me agradar ou não.

    Beijos
    - Tami
    http://www.meuepilogo.com

    ResponderExcluir
  8. Olá Sil! Tudo bem??
    ahh, você falou que tem spoilers dos próximos livros e fiquei com medo de ler.. comprei o primeiro, mas ainda não consegui começar.. mas uma coisa que me chamou a atenção foi a mudança na cor da capa do terceiro para os outros, né.. E a sua nota, poxa.. que trise que foi o que menos gostou..
    beeijo

    http://lecaferouge.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Oi, Sil!
    Nossa, com tanto personagem interessante para narrar esse livro COF COF MAVEN COF COF me aparecem com essa aleatória aí.. Ainda bem que larguei a história no anterior, porque se não eu ia ficar muito revoltada.
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  10. Oie Sil =)

    Eu me fiz a mesma pergunta, sabe? Por que cargas da água transformar a Cameron em narradora quando nem ela mesma sabe que está fazendo ali. Seria bem mais interessante se ao invés dela a narração foi do Cal ou da Farley já que a autora pelo visto da preferência pelo ponto de vista feminino.

    Eu continuo não gostando da Mare e acho que vou terminar a série tendo birra com ela, mesmo reconhecendo que ela melhorou bastante nesse livro.

    E entre o Maven e o Cal fico com a Maven rs... ele pode ser um peste, mas pelo menos ele age enquanto o Cal só é pau mandado dos outros XDD

    Beijos;***
    Ane Reis | Blog My Dear Library.

    ResponderExcluir
  11. Olha, só li o primeiro livro. Eu gostei, mas teve tanta gente que falou mal...só jesus! Eu li apenas alguns trechos da resenha porque ainda tenho que ler o segundo e esse. Gostei de saber que a autora mantém essa coisa de voltar exatamente do lugar que parou no outro livro...tem autor que faz uma volta.... kkk
    Beijos,
    Monólogo de Julieta

    ResponderExcluir
  12. Oi Sil
    Toda vez que vejo vc falando desta série eu lembro que não curti nada o primeiro livro, até me doi o coração, pq vejo todo mundo gostando, quem sabe um dia eu retome a leitura.

    Beijinhos
    https://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Eu nunca li nenhum da saga, mas já ouvi muita gente falar sobre o primeiro, tenho muita curiosidade. Lindo teu blog, seguindo já <3

    melninas.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  14. Oiii Sil
    adoro essas histórias sobre monarquia também.
    A gente fica imaginando as roupas, o cenário, tudo.
    Sou assim como você só gosto da narrativa na terceira pessoa
    bju

    Karina Pinheiro

    ResponderExcluir
  15. Eu também Sil
    eu devorei em dois dias porque é curtinha então dá pra ver rápido
    mas o primeiro episódio eles poderiam ter dividido
    não entendi essa da netflix em colocar uma hora de duração
    é bem cansativo hahaha
    fora isso a série é perfeita
    bju

    Karina Pinheiro

    ResponderExcluir
  16. Sei como é essa sensação de "não gosto tanto da série, mas vou ler até o fim" hahaha As vezes penso em colocar essa série na lista, mas umas resenhas me animam outras clamam por prudencia e no frigir dos ovos vou esperar o encerramento de tudo se o final fizer a história valer a pena quem sabe?!?! hahah

    Uma Pandora e sua Caixa

    ResponderExcluir
  17. Oi Silvana, tudo bem?
    Eu ainda fui fisgada por esta série! Tenho lidos resenhas bastante elogiosas do primeiro e segundo livros, e esta é a primeira que leio deste terceiro. Uma pena que você não se empolgou tanto com a história. Bjus
    www.docesletras.com.br

    ResponderExcluir

© Blog Prefácio ♥ 2016 - Todos os direitos reservados ♥ Criado por: Taty Salazar || Tecnologia do Blogger. imagem-logo