11 outubro 2019

Resenha | Os Últimos Jovens Da Terra - 4 Contra O Apocalipse - Max Brallier


Livro: Os Últimos Jovens da Terra - 4 contra o apocalipse
Série: 4 contra o Apocalipse # 1
Gênero: Infantojuvenil
Autor: Max Brallier
Ilustrador: Douglas Holgate
Editora: Milk+Shakespeare
Páginas: 240
Ano: 2019

Resenha:
Jack Sullivan estava prestes a apanhar do valentão da escola quando tudo começou. Ou terminou, depende do ponto de vista. Jack é um adolescente de treze anos que já percorreu o país todo de família em família, já que ele é órfão, até chegar em Wakefield para viver com os Robinson, que provavelmente não queriam ele de verdade, só precisavam de alguém para cortar a grama e varrer as folhas de graça. Mas foi em Wakefield que Jack fez seu primeiro amigo, Quint Baker. E foi para defender Quint que Jack quase apanhou de Dirk Savage, mas foi salvo pelo Apocalipse dos Monstros.


Bem, salvo não é a palavra certa. No momento em que tudo começou eles estavam dentro do ônibus escolar e de repente um monstro enorme ergueu o ônibus e começou a chacoalhar jogando os alunos de um lado para o outro. Quando a porta se abriu os alunos mais espertos correram o mais rápido possível, os que eram mais lerdos acabaram virando comida de monstros e de zumbis. Sim, o problema não eram só os monstros, para onde eles olhavam havia zumbis querendo mordê-los. Jack correu junto com Quint, mas eles precisaram se separar pois Quint quis ir até a casa dele para ver como estava a situação.


E quando Jack chegou em casa só viu as marcas dos pneus na saída da garagem. Sua nova família fugiu sem esperar por ele. Jack então correu até a casa da arvore onde ficou por dias escondido até criar coragem de sair e ver que o mundo como ele conhecia não existia mais. Então Jack resolve viver nesse novo mundo como de estivesse em um jogo de videogame. E como nos games tem desafios que geram troféus e conquistas, ele resolve criar seus próprios desafios munido de um taco de beisebol quebrado para os monstros e um taco de hóquei para os zumbis. E Jack vai descobrir que nesse novo mundo ele não está sozinho, e vai ser ele e seus amigos contra o apocalipse. 

"— Espera ai, Jack... você, hã, por acaso está se divertindo durante o fim do mundo?
— Bom, eu... olha só, sim, é terrível — respondo bem sério agora. — Mas não vou simplesmente desistir. Sim, alguns dias são muito assustadores, e às vezes as coisas são absurdamente tristes, mas estou realmente me esforçando muito, muito mesmo, para continuar."

Os últimos jovens da Terra: 4 contra o Apocalipse é o primeiro livro lançado pelo novo selo da Faro Editorial, o Milk+Shakespeare. Esse novo selo será voltado para livros jovens e de cultura pop. E não poderiam ter começado melhor. O livro é adorável. Tanto pela história divertida e envolvente, como pela edição maravilhosa. Eu não esperava menos já que a Faro sempre capricha nas edições, mas ainda assim fui surpreendida pela beleza do livro. As cores fortes são ideais para o público alvo do livro. E a história ainda conta com ilustrações em quase todas as páginas, deixando a história mais atrativa e dinâmica. 


Apesar do público alvo do livro ser os mais jovens, os personagens estão na faixa dos treze anos, ele vai agradar a todas as idades. Desde as crianças menores até os mais velhinhos, porque a história apesar de abordar a tão famosa invasão dos zumbis, aqui com monstros de brindes, é antes de mais nada muito divertida. A narrativa é em primeira pessoa pelos olhos de Jack e ele é aquele tipo de protagonista que a gente já gosta de graça. Se pensar por tudo o que ele passou até então, ele é órfão e já passou por vários lares adotivos, ele deveria ser uma criança dificil e amargurada, mas pelo contrário, ele é de bem com a vida e vê o lado bom das coisas.


Como esse livro é o primeiro de uma série de cinco livros, a história é mais introdutória, é mais para mostrar como nosso protagonista está enfrentando o fim do mundo, e também para apresentar os personagens. Como a história é narrada por Jack, ele é o que mais aparece. Dai tem seu melhor amigo Quint, que é o cara que inventa as armas e os "novos" aparelhos que eles vão precisar nesse novo mundo. Temos também Dirk, que no começo é apresentado como o valentão, mas que no fim acaba se tornando amigos deles e uma espécie de protetor. E por fim temos June, a crush do Jack que ele insiste em salvar, mas que na verdade estava bem e não precisava da ajuda de ninguém.


A história como falei é dinâmica e uma grande aventura do começo ao fim do livro. Tem os zumbis que são bem atrapalhados e os monstros que apesar do tamanho são meio bobos. E tem até um que acaba virando uma espécie de "cachorro" de estimação de Jack. A história é tão boa que quando a gente percebe já terminou o livro. Eu li ele em uma sentada e agora fiquei aqui querendo ler os outros da série, porque já me apaixonei por essa turminha. Ainda bem que tem a série na Netflix, que já mato um pouco a saudade. Enfim, eu recomendo muito o livro. Se você ainda não comprou o presente de dia das crianças do seu filho, sobrinho, afilhado, fica a dica. Tenho certeza de que o presente vai agradar.

Nota:










17 comentários:

  1. Oi, Sil tudo bem? Que resenha adorável, ficou perfeita! Estou doido para ler esse livro, pois o gênero me agrada. Abraço!

    https://lucianootacianopensamentosolto.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Oi, Sil!
    O livro parece ser adorável e muito envolvente. Gosto de leituras assim que servem para qualquer idade.

    Beijos
    Construindo Estante || Instagram

    ResponderExcluir
  3. Oi Sil,
    O livro parece estar lindo, e a turma parece ser divertida.
    Tem um ali que até me lembrou o Daryl, pelo cabelinho haha.
    Achei legal o lance da arma pra cada tipo. E eu não cortaria grama de graça não
    Amei as fotos, a edição está linda.

    até mais,
    Canto Cultzíneo

    ResponderExcluir
  4. Oi, Sil

    Eu não leria por ser infantojuvenil mesmo, não curto, mas estou extremamente encantada com edição. Que capricho, cara! Vou perguntar pro João se ele já viu a série, agora ele cresceu e está relutante em ler, tô passando um perrengue mas não desisto. Vou ver se ele se interessa!


    Beijos
    - Tami
    https://www.meuepilogo.com

    ResponderExcluir
  5. Oi Sil,
    Acho que seria um livro bem gostosinho por ter personagens mais jovens, né?
    Quando vi que tinha a série na Netflix, fiquei empolgada para conhecer também!
    Agora, com sua recomendação, vou conferir!
    P.S.: Eu também pensei no Daryl com aquele menino da ilustração, rs.
    Beeeijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  6. Oi Sil, tudo bem?
    Esse livro parece ser bem legal mesmo não só pelos bons personagens, mas por toda estrutura narrativa. Faz muito tempo que não leio nada tão diferente, mas gostei bastante deste.
    Beijos.
    Blog: Fantástica Ficção

    ResponderExcluir
  7. que graça esse livro, td a edição linda e a narrativa parece bem bacana! super boa indicação pra jovens leitores

    www.tofucolorido.com.br
    www.facebook.com/blogtofucolorido

    ResponderExcluir
  8. Oi Sil! Estou ansiosa para ler este livro e não imaginava que a edição tivesse ilustrações. Tomara que os outros volumes chegue logo aqui. Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  9. Olá...
    Adorei a resenha!
    Achei bem legal acompanhar seus pontos de vistas acerca da leitura, porém, o livro não pertence a um gênero que estou habituada, portanto, prefiro passar a dica...
    Bjo

    http://coisasdediane.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  10. Eu vi esse livro entre os lançamentos da editora e havia sido o único que me interessara. Ainda não li e imaginava que fosse bacana mas não que fosse TÃO legal. Me deixou com mais vontade ainda de ler. Tem todo o lance de zumbis porém com uma trama mais leve, é isso mesmo que eu quero. Eu ouvi falar da série da Netflix, quero ver também ma será que não vai me tirar o interesse pela leitura se eu assistir antes de ler? :/

    Abraço,
    Parágrafo Cult

    ResponderExcluir
  11. Que legal a proposta, parece ser muito envolvente e divertido. E eu adoro livros com ilustrações, então nem preciso dizer que amei esse.

    www.vivendosentimentos.com.br

    ResponderExcluir
  12. Oi, Silvana! A série da Netflix tem o mesmo nome? Quero conhecer. A priori, os livros da Faro são excelentes em termos visuais porque eles capricham na capa e tem toda uma apresentação ilustrativa nas primeiras páginas... um show! Eu vi referências a Walking Dead (o taco de beisebol) e A Volta dos Mortos-Vivos (o cachorrinho). O que acho ótimo e me deixou mais curioso.
    Existe um artista chamado Lucas Lima, se não me engano, que teve cerca de cinco revistas publicadas pela Abril com o nome "Garoto Vivo na Villa Cemitério". Era muito legal! Uma pena que foi temporário. Há muitos artistas bons que fazem obras legais para a garotada e que estão sem chance de investimento.
    Adorei que você compartilhou essa obra. Um abraço.

    ResponderExcluir
  13. Oi, Sil!
    Já quero essa graphic novel! Amei os traços e a história parece ser bem envolvente.
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  14. Oi Sil!

    Não conhecia o livro e nem sabia da série da Netflix, mas sua resenha me deixou bem curiosa para conhecer ambos. Faz tempo que não leio nada do estilo, e Os Últimos Jovens da Terra me pareceu ser uma história bem envolvente e gostosa de se acompanhar.

    Beijos;***
    Ariane Reis | Blog My Dear Library.

    ResponderExcluir
  15. Oi Sil, tudo bem?
    Só de ver as fotos já tive uma sensação muito boa.
    Quando eu era pequena, adoraaaava livros com esse tipo de "intervenção" no meio da história, com ilustrações que complementavam, flechinhas apontando, enfim. Acho encantador. ♥
    Beijos,

    Priih
    Infinitas Vidas

    ResponderExcluir
  16. Que livro mais fofo!
    Gosto desse tipo de livro bem intuitivo.
    Niceness Beauty

    ResponderExcluir
  17. Adoro livros assim, e essas ilustrações?! Um arraso!!

    Beijo

    Imersão Literária

    ResponderExcluir

© Blog Prefácio ♥ 2016 - Todos os direitos reservados ♥ Criado por: Taty Salazar || Tecnologia do Blogger. imagem-logo