06 outubro 2020

Resenha | Um Acordo e Nada Mais - Mary Balogh

Livro: Um Acordo e Nada Mais
Série: Clube dos Sobreviventes #2
#1- Uma Proposta e Nada Mais
Gênero: Romance de Época
Autora: Mary Balogh
Editora: Arqueiro
Páginas: 304
Ano: 2018

Resenha:
Faz apenas quatro anos que Vincent Hunt atende por visconde Darleigh. Mas esse pouco tempo já foi o suficiente para sua família se acostumar com a vida boa que veio junto com o título. E Vincent até entende o medo da mãe, da avó e das irmãs de que se algo acontecer com ele, elas terão que voltar a vida de pobreza que viviam antes. Mas isso não lhes dá o direto de tomar decisões por ele, ainda mais uma tão importante como escolher a pessoa com quem ele vai passar o resto da vida. Até porque ele tem só vinte e três anos e casamento não faz parte de seus planos até o momento. Por isso Vincent fica furioso quando descobre que elas já planejaram seu casamento com lady Philippa Dean e toma a atitude de um covarde: faz suas malas e foge no meio da noite. 

A principio Vincent vai para Lake District, mas então resolve voltar para a casa em Barton Coombs onde cresceu e foi muito feliz. A casa que saiu para lutar na guerra onde esperava realizar grandes feitos, mas que acabou ferido em sua primeira batalha e ficou cego. Aliás o motivo de sua família achar que precisa fazer tudo por ele. Vincent pretendia ficar na casa escondido por um tempo, mas em questão de horas todo o vilarejo sabe sobre sua presença e se preparam para visitar o morador mais ilustre de Barton Coombs. Entre eles Clarence March, que pretende casar Vincent com sua filha Henrietta. Nem que para isso ele e sua esposa precisem forçar um pouco as coisas. Parece que Vincent fugiu de um casamento que não queria para acabar preso em outro.

Mas Vincent é salvo da armadilha por Sophia Fry, a prima pobre de Henrietta. Sophia nunca foi bem vinda na casa da tia que sempre se referiu a ela como a Ratinha, e ela interferir na armadilha deles para o visconde é a gota d'água e Sophia é expulsa de casa. Quando Vincent descobre o que aconteceu com a moça que o salvou, ele decide propor um acordo a ela que vai beneficiar os dois: um casamento de conveniência, já que assim Sophia terá um lar e ele por sua vez vai se casar, mas com uma noiva de sua escolha. Sophia reluta em aceitar porque não quer que pensem que ela se casou por causa de dinheiro, já que sua aparência não é lá essas coisas e, Vincent é cego. Mas os dois chegam em um acordo onde eles farão o possível para o casamento funcionar pelo menos por um ano e depois cada um segue sua vida e seus sonhos.

“Sonhos são desejos que provavelmente nunca serão realizados. Eu poderia fazer meus sonhos se realizarem. Na verdade, é o que pretendo.”

Esse é o segundo livro da série Clube dos Sobreviventes e dessa vez vamos conhecer o caçula do clube. O Clube dos Sobreviventes é formado por ex-soldados de uma guerra que deixou suas marcas físicas e psicológicas em cada um deles. Vincent foi atingido e em um primeiro momento ficou cego e surdo, mas a audição ele recuperou com o tempo. E além da cegueira ele ainda tem ataques de pânico porque tem momentos que se vê preso à escuridão e não consegue se lembrar que agora ele não enxerga. E por tudo isso ele voltou para casa, mas é como se não tivesse voltado pois ele deixou sua vida seguir com as pessoas à sua volta fazendo tudo por ele. Principalmente sua mãe e irmãs.

Até o momento que elas arrumam uma esposa para ele. É então que dá aquele estalo, mas como sua vida estagnou a única atitude que ele consegue tomar é fugir. E por vezes é irritante ao ver como Vincent aceita de bom grado ser manipulado e não toma as rédeas da situação. Mas por outro lado dá para entender que ele é um jovem de vinte e três anos que a seis acredita que sua vida "acabou" e que vai ser sempre daquele jeito. Até que ele conhece Sophia. Que por sua vez tem a autoestima lá no chão e acredita que só mesmo um cego para se casar com ela. E sabe aquela coisa da metade da laranja, não poderia ser mais exato com esses dois. 

Vincent não enxerga. Com os olhos. E com seus outros sentidos ele consegue fazer com que Sophia "enxergue" o que ele vê nela. E Sophia pode ter se acostumado a ser "invisível" para que as outras pessoas não enxergassem sua falta de beleza. Mas enquanto fazia isso absorvia tudo ao seu redor e vai mostrar a Vincent o quanto ele consegue fazer, mesmo tendo uma deficiência. Ela se torna os olhos de Vincent, sem fazer com que ele dependa dela para tudo e faz com que ele consiga sentir a alegria de viver novamente. E o melhor de tudo foi que a autora mostrou isso da maneira correta e não romantizou nada na relação deles. Eles são o que marido e mulher deveriam ser, duas pessoas que se completam, que se apoiam e incentivam um ao outro a serem pessoas melhores. 

Mas mesmo achando lindo a relação deles não posso deixar de citar o mesmo problema que sempre ocorre entre casais que se apaixonam. Principalmente em casais que se unem em casamentos ou acordos de conveniência. Tá, o acordo inicial era esse, mas as pessoas mudam o tempo todo. Custa falar, viu eu não quero mais seguir o acordo porque me apaixonei por você no meio do caminho? Ai fica aquele "eu amo ele mas ele não vai querer continuar comigo agora que não precisa mais de mim"; "eu amo ela mas ela só aceitou se casar porque prometi que ia deixar ela livre para seguir seus sonhos". E por esse motivo eu pensei muito em não dar nota máxima para o livro. Mas como fazer isso se me emocionei tanto com a história? 

E me surpreendi com a idade dos personagens, porque estava acostumada a ler livros da autora com protagonistas mais velhos e maduros e Vincent tem vinte e três e Sophia vinte e os dois são bem imaturos, acho até que mais por suas inseguranças do que pela idade em si. Mas ela soube trabalhar bem esse amadurecimento deles ao decorrer do livro. E assim como foi no primeiro livro não tivemos grandes acontecimentos, mas as cenas emocionantes compensam. A cena final é linda e temos varias outras que me deu um nó na garganta de tão maravilhosas. Uma em especial com o George, o duque de Stanbrook, que me deixou apaixonada e preciso do livro dele (que por sinal nem foi lançado ainda). Mas enfim, essa resenha já esta enorme e vou terminar indicando o livro é claro. 

Nota:













18 comentários:

  1. Oi Sil.
    Também gostei muito da história deles. Preciso acabar de comprar e ler essa série. Acho que só li até o terceiro. Gostei da resenha.
    Bjus

    ResponderExcluir
  2. Tenho dificuldade com séries porém eu adorei a história. A capa é uma das mais bonitas que já vi, estou apaixonada!
    Beijão,

    Marcela Miranda

    ResponderExcluir
  3. Oi Sil, eu acho que faltou uma grande clímax, mas eu gostei da leitura mesmo assim. Mary trabalhou muito bem os protagonistas, amis uma vez rs

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  4. Oi Sil,

    Eu ainda não comecei essa série da autora e vivo só enrolando rs.
    Que bom que gostou desse segundo livro, apesar dos personagens serem jovens, se a autora soube trabalhar no desenvolvimento deles acredito que vou gostar bem da trama.

    Bjs
    https://diarioelivros.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  5. Oi, Sil

    Tá aí outro livro que eu amei!! Ao contrário de você, não achei os dois imaturos, muito pelo contrário. Acho até pelo fato da autora, como você falou, estar acostumada a escrever personagens mais velhos, pra mim ela trabalhou bem e achei os dois maduros para a idade e para as circunstâncias. É o meu favorito de todos que li até o momento.

    Beijos
    - Tami
    https://www.meuepilogo.com

    ResponderExcluir
  6. Fiquei curiosa com a história desse livro, gostei de saber que nesse enredo os personagens são mais jovens e vamos vendo como vai se dando esse amadurecimento.
    Beijos.


    https://www.parafraseandocomvanessa.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Eu adoro acompanhar os personagens o amadurecimento deles na trama. Gostei da resenha e adorei saber mais sobre a obra.

    Abraço

    Imersão Literária

    ResponderExcluir
  8. OIii Sil

    Eu adorei o casal protagonista, parece ser uma relação envolvente. Realmente dá nos nervos mesmo esse tal de "amo ele mas e agora que ele nao precisa de mim porque o acordo e bla bla bla", peguei ja livro assim e te entendo. Ainda assim, parece mesmo ser uma trama cheia de emoções, eu achei tão lindo que ela vai se tornar os olhos dele, e a maneira como ele a vê. Ah deve ser emocionante mesmo, quero ler.

    Beijos, Ivy

    www.derepentenoultimolivro.com

    ResponderExcluir
  9. Oi Sil, tudo bem?

    Tenho esse livro aqui em casa, mas vou esperar um pouco para ler ele. Estou determinada a até 31 de dezembro finalizar algumas séries antigas (rs).

    Realmente os personagens da Mary são sempre mais maduros, porém deve ser interessante ver como ela trabalhou o amadurecimento deles na narrativa.

    Beijos;*
    Ariane Reis | Blog My Dear Library.

    ResponderExcluir
  10. Um dia eu vi uma live com essa autora e fiquei com muita vontade de ler os livros dela. As capas dessa série são lindas, né? ♥ E não tem jeito, casamentos armados nesse estilo, sempre terminam com o mesmo final e a gente tem vontade de sacudir a cabeça dos protagonistas hahaha. Mas mesmo algumas partes sendo clichê, como não amar? :) E adorei a premissa e vou anotar aqui para ler futuramente.

    Beijos, Carol
    www.pequenajornalista.com

    ResponderExcluir
  11. Oioi! Ainda não li nenhum livro a Mary, mas já tenho vários na lista para começar, inclusive esse! Gostei bastante da história! Parabéns pela resenha!

    Beeijos
    http://estanteflordelis.blogspot.com

    ResponderExcluir
  12. Oi Sil :)
    Eu adorei a sua resenha! Sou fã da autora e sigo as suas obras, ainda não tive a oportunidade de ler esta série, mas vou compensar no futuro.
    Beijo

    Mundo da Fantasia

    ResponderExcluir
  13. Como comentei no dia da discussão, eu gostei mas senti que faltou algo entre os dois...
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  14. Oi. Fiquei com uma sensação de que o primeiro livro teve mais elementos para o leitor conhecer. Assim como o desenrolar da trama, no primeiro, pode ter sido mais de acordo com o que vinha sendo proposto. Eu digo isso de acordo com a maneira como você fala do livro. É a impressão que me causa.

    Talvez esse segundo livro seja muito bom e interessante. A questão é que você já deve ter lido outras tramas com esse desenvolvimento. Então você já viu algumas situações que vai "pegando" aqui e ali, ao longo da trama. Para leitores novos ou que não tem um grande ritmo de leitura, esses aspectos podem ter um outro impacto, talvez mais significativo para eles.

    Um abraço, querida. Tudo de bom.

    ResponderExcluir
  15. Oi, Sil como vai? Parece uma estória bastante envolvente não é mesmo. Que bom que curtiu a leitura. Adorei a sua resenha. Abraço!



    https://lucianootacianopensamentosolto.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  16. Oi Sil,
    Esse livro estava em promoção da Amazon, não o acho caro e já tive um contato positivo com a Mary, mas como os romances de época estão acumulados aqui em casa, acabei não comprando o meu. Começar uma nova série antes de concluir as que comecei, não vai ser uma boa ideia! kkkkk
    beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  17. Olá Sil,
    Que resenha mais linda, deu ainda mais vontade de ler. Só li o primeiro livro da série até agora mas me encantei pelo Vincent desde que ele foi apresentado. Eu adoro um casamento por conveniência, mas por que será que sempre insistem nessa falta de diálogo quando os sentimentos mudam?

    Beijo!
    www.amorpelaspaginas.com

    ResponderExcluir

© Blog Prefácio ♥ 2016 - Todos os direitos reservados ♥ Criado por: Taty Salazar || Tecnologia do Blogger. imagem-logo