20 outubro 2020

Resenha | O Pequeno Príncipe - Antoine De Saint – Exupéry

Livro:
O Pequeno Príncipe
Série: Não
Autor: Antoine De Saint-Exupéry
Gênero: Fábula, Infantil
Editora: Faro Editorial
Paginas:  112
Ano: 2020

Sinopse:
“O essencial é invisível aos olhos ..." O Pequeno Príncipe é uma das obras literárias mais lidas no mundo e isto se deve à sua capacidade de relevar, a cada pessoa, significados diferentes, profundos, diante de uma história aparentemente simples. Nesta nova edição, você terá a chance de revisitar asteroides, planetas e baobás, encontrar uma certa raposa e admirar uma rosa muito especial. Escrito há mais de 70 anos, este livro é um dos favoritos de todos os apaixonados por literatura. E, até quem não tem hábito de leitura, se encanta pela doçura do pequeno príncipe. Ilustrado com as aquarelas do autor, a obra narra a amizade entre um piloto perdido no deserto e seu amigo inesperado, o pequeno príncipe. Seja esta a sua primeira leitura ou já perdeu as contas de quantas vezes leu a história: prepare-se para se emocionar.


Resenha:

"... eu dedicarei esse livro para a criança que essa pessoa grande já foi um dia. Todas as pessoas grandes já foram crianças — apesar de poucas se lembrarem disso." 

Quando tinha seis anos, ele viu uma ilustração em um livro, de uma jiboia engolindo um animal. Ele então resolveu fazer o seu primeiro desenho inspirado na ilustração, mas quando mostrou o desenho aos adultos, todos diziam ser o desenho de um chapéu, quando ele tinha desenhado uma jiboia que tinha devorado um elefante. Ele resolveu então desenhar o interior da barriga da serpente, mas foi aconselhado a deixar de lado os desenhos. Foi assim que ele abandonou uma carreira promissora de pintor para se tornar um piloto de aviões. Mas seu primeiro desenho está sempre com ele e, ele usa como teste para saber qual adulto é realmente inteligente.


Ele foi sozinho por muito tempo, até que a seis anos atrás seu avião sofreu uma pane e ele foi obrigado a fazer um pouso de emergência no deserto do Saara. Ele só tinha água e comida para poucos dias, por isso ele tinha que achar um jeito de consertar o motor. Foi depois da primeira noite que ele conheceu o Pequeno Príncipe. Como ele está sozinho a quilômetros de tudo, ele levou um susto quando viu o garoto pedindo que ele desenhasse um carneirinho. Como seu talento para pintor consistia em desenhar uma jiboia que tinha engolido um elefante, vista por dentro e por fora, foi o que ele desenhou e qual não foi sua surpresa quando o garoto disse que queria o desenho de um carneirinho e não de uma jiboia que tinha engolido um elefante.


Eles começam a conversar e ele descobre que o Pequeno Príncipe veio de outro planeta, e que a Terra é o sétimo planeta que ele está visitando. Ele descobre que o planeta que o garoto veio, é muito pequeno e que tem três vulcões, um já extinto e uma flor com quatro espinhos. Ele mal dá atenção as coisas que o garoto está falando e perguntando, porque ele está mais preocupado com o conserto do avião. Mas quando ele começa a prestar atenção nas aventuras que o garoto viveu em cada planeta até chegar ali, ele percebe que havia se tornado o adulto que ele desprezava quando era criança.


Eu li O Pequeno Príncipe pela primeira vez depois de velha, cinco anos atrás, e essa é uma releitura. E acredito que me emocionei ainda mais dessa segunda vez do que da primeira. E eu me arrependo até o ultimo fio de cabelo de não ter lido ele antes. Queria ter lido ele criança e hoje com 39 anos, já teria relido algumas vezes. Como é um livro infantil, a história é bem bobinha, sem nada parecido com as histórias mirabolantes que temos hoje em dia. Mas o que realmente importa aqui é a bela mensagem que o livro traz. Um livro escrito tantos anos atrás, mas que é ideal para o momento em que estamos vivendo. Gente que tapa na cara que eu levei de um livro infantil. A Silvana criança teria vergonha da Silvana adulta, assim como aconteceu com o nosso protagonista. 


Acho que cada um vê essa história de uma maneira e para mim, ele falou muito sobre valores. Como as coisas mudam de quando somos crianças para a idade adulta. Como é fácil agradar uma criança e tão difícil satisfazer um adulto. Como uma criança consegue ver as coisas mais importantes da vida e ser feliz com tão pouco e os adultos dão tanta importância para o "ter" e ficam sem chão quando isso lhes é tirado. Como não temos tempo para nada, só para o que "é importante", mas isso que julgamos tão importante são coisas que passam e o que fica são aquelas "bobagens" que as crianças dão tanto valor. Por isso que acredito que esse livro apesar de ser considerado infantil, é uma leitura obrigatória para todo adulto. 



A parte do livro que mais me emocionou foi a conversa que ele teve com a raposa, queria copiar tudo aqui, de tão linda que ela é. Mas selecionei algumas frases que vão ficar para sempre comigo. 

"As pessoas já não tem tempo para compreender coisa alguma. Elas compram tudo pronto nos mercados, mas não há loja alguma onde a amizade possa ser comprada, e assim as pessoas não tem mais amigos."

"E agora como prometido, aqui vai meu segredo. De fato é um segredo bem simples: é somente com o coração que podemos ver corretamente; o essencial é invisível aos olhos." 

Quanto a edição mais uma vez vou me desmanchar em elogios para a Faro. Apesar de não ser capa dura, que é o acabamento preferido de muitos para os clássicos, ela está de encher os olhos e agrada a todos. Na capa temos muito gliter e é nesse tom de azul que amo. Por dentro está impecável, ilustrado com as aquarelas do autor. E se você ainda não leu essa história, leia. É minha segunda leitura do livro, mas significou até mais do que da primeira vez.

Nota:





 







18 comentários:

  1. Amei a resenha. Esse livro é tão incrível e cheio de quotes bons que dá vontade de tatuar
    beijos
    https://www.dearlytay.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oi, Sil como vai? Este livro é lindo, pois é bastante tocante, e emociona o leitor de uma maneira simples, mas profunda. Esta edição da Faro ficou muito bonita. Ótima resenha. Abraço!

    https://lucianootacianopensamentosolto.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Oiii Sil

    O Pequeno Principe é uma história que marcou minha infância, acho que foi um dos primeiros livros que tive e guardo o maior carinho por ele. Essa edição da Faro tá mesmo lindissima. Eu até gosto que não seja em capa dura pra falar a verdade.

    Beijos, Ivy

    www.derepentenoultimolivro.com

    ResponderExcluir
  4. Oi!
    Só li O Pequeno Príncipe uma vez e também quando já era adulta, mas não me emocionei com a história, mas com a sua resenha fiquei com vontade de reler para comparar as sensações com a da primeira leitura!!

    Beijão
    https://deiumjeito.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  5. Oi Sil! Eu adoro O pequeno príncipe, acho ótimo reler porque sempre noto algo que não tinha notado antes rsrss Raposa é a melhor personagem! E a edição da Faro é linda!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  6. Eu sempre releio esse livro acho que não tem idade para ler e reler uma obra tão incrível como essa! <3 eu SEMPRE me emociono, lendo sua resenha fiquei com vontade de ler de novo hahaha é um livro muito especial pra mim <3
    Beijoss, Blog Seja Agridoce ♥️♥️♥️

    ResponderExcluir
  7. Oi, Sil! Tudo bom?
    Esse é um dos livros favoritos da minha mãe, ela tem umas trocentas edições aqui em casa. Ainda não li, mas tá na listinha de clássicos pra ler em algum momento da vida por motivos de todo mundo amar tanto que me enche de curiosidade <3

    Beijos, Nizz.
    www.queriaestarlendo.com.br

    ResponderExcluir
  8. Oi, Silvana! Parabéns pela bela postagem. Estava inspirada. Lembro-me que assistia a desenhos animados do Pequeno Príncipe na TV, nos anos oitenta e noventa. Se não me engano, passava no sbt. Eram muito bons.
    Quanto ao livro, não tenho o que falar. Deve ser muito bom. Que legal que a editora resolveu inserir as ilustrações. Com certeza faz diferença, em termos de arte, para a publicação.

    Um abraço, querida.

    ResponderExcluir
  9. Oi Sil, tudo bem?

    O Pequeno Príncipe é um desses livros que uma vez ou outra no decorrer da vida precisamos reler, justamente pelo o que você citou na resenha, a nossa visão da história muda e parece que toca em outros pontos de nossas emoções que não tinha sido alcançados na leitura anterior.

    Faz tempo que não releio O Pequeno Príncipe. Acho que é uma boa para ver se me curo na minha ressaca literária.

    Beijos;*
    Ariane Reis | Blog My Dear Library.

    ResponderExcluir
  10. Oi Sil, tudo bem?
    Eu sempre digo que esse livro vale não uma, não duas, mas váaarias releituras. Ele é lindo, singelo e cheio de lições. Também li depois de adulta, ambas as vezes, e nas duas ele me tocou de modos diferentes. ♥
    Beijos,

    Priih
    Infinitas Vidas

    ResponderExcluir
  11. Não sabia que as ilustrações desse livro eram do próprio autor, e apesar de não ser capa dura, a Faro realmente arrasou na edição, pois ela está mesmo linda.
    Eu sempre fico protelando, mas ainda pretendo ler esse clássico.
    Beijo, Blog Apenas Leite e Pimenta ♥

    ResponderExcluir
  12. Oi, Sil!
    Eu li esse livro há mais ou menos 5 anos atrás também, e amei relembrar um pouquinho da história por meio da sua resenha!
    Já quero fazer uma releitura, e fiquei encantada com essa edição linda! :D

    Estante Bibliográfica

    ResponderExcluir
  13. Oi Sil,
    A edição ficou lindíssima. E também acho que é uma história pra ser lida e refletida em cada fase da vida.
    Esses quotes da raposa, principalmente o primeiro, soa tão minha vida atualmente.
    Eu tenho uma edição que o tamanho é pequeno e fininho. Tinha separado pra reler, mas sumiu aqui no quarto hahaha

    tenha uma ótima semana :D
    Nana - Canto Cultzíneo

    ResponderExcluir
  14. Oi, Sil!

    Ahh, essa história é uma coisa única, e realmente a interpretação muda muito de acordo com a idade, até mesmo a compreensão. Essa edição ficou maravilhosa!!

    xx Carol
    https://caverna-literaria.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  15. Eu concordo contigo, esse é um livro que deveria ser leitura obrigatória para adultos. Eu também li esse livro depois de adulta e gostaria de ter lido quando criança, mas não pude. É um livro emocionantes em poucas palavras, mas tão profundas, que não sei nem explicar. Como você mesma disse, para cada um ele traz uma mensagem, e para mim foi sobre amizade.
    Bjks!

    Mundinho da Hanna
    Pinterest | Instagram | Skoob

    ResponderExcluir
  16. Oi Sil,
    Queria gostar de 'O Pequeno Príncipe' como a maioria gosta, só que a história não me encantou como os demais. Acho que li na época errada, na idade errada...
    Mas é claro que essa edição da Faro está encantadora!
    beeeijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  17. Olá Sil,
    Também li a primeira vez já adulta e senti o mesmo desejo de você: ter lido ainda criança. Desde então li umas três ou quatro vezes e acredito que a magia desse livro seja exatamente essa, ter uma nova visão sobre os acontecimentos a cada leitura realizada.

    Beijo!
    www.amorpelaspaginas.com

    ResponderExcluir
  18. Oi, Sil!!!
    Li esse livro já adulta e confesso que mesmo com muitas passagens de mensagens valiosas, não me ganhou completamente não! Tenho vontade de reler só pra ver se minha impressão muda rs

    Beijinhos 😘
    Thay - Sankas Books

    ResponderExcluir

© Blog Prefácio ♥ 2016 - Todos os direitos reservados ♥ Criado por: Taty Salazar || Tecnologia do Blogger. imagem-logo