27 setembro 2020

Resenha | Uma Proposta e Nada Mais - Mary Balogh

Livro: Uma Proposta e Nada Mais
Série: Clube dos Sobreviventes #1
Gênero: Romance de Época
Autora: Mary Balogh
Editora: Arqueiro
Páginas: 272
Ano: 2018

Resenha:

O Clube dos Sobreviventes é composto por sete membros e o que une essas pessoas são as marcas da guerra, tanto físicas como psicológicas. Cinco deles são ex-oficiais militares, Flavian Artnott, visconde de Ponsonby; Ralph Stockwood, conde de Berwick; Vincent Hunt, visconde Darleigh; sir Benedict Harper e Hugo Emes, que se tornou lorde Trentham pelos seus feitos na guerra. Ainda tem George Crabbe, duque de Stanbrook que perdeu o filho e a mulher para a guerra e Imogen Hayes, lady Barclay, cujo marido foi torturado na guerra e morto em sua presença. O clube se reúne uma vez por ano em Penderris Hall, residência do duque de Stanbrook, e esse é o terceiro encontro desde que cada um deles voltaram para suas vidas de antes da guerra. Hugo esta ansioso pelo encontro porque ele perdeu a ultima reunião e já faz dois anos que não vê seus amigos, que são as pessoas que ele mais respeita nessa vida. 

Mesmo que ele seja motivo de chacota entre eles quando diz que precisa encontrar uma esposa urgente. Hugo sempre esteve satisfeito com o que tinha, mas então ele herdou um título e a fortuna de seu pai e junto veio a responsabilidade de ter um herdeiro, sem falar na meia-irmã Constance. Seus amigos sugerem que ele caminhe pela praia e peça em casamento a primeira dama bem apessoada que encontrar, porque com seu titulo, sua fortuna e seu porte, a dama vai aceitar na hora. Hugo entra na brincadeira e realmente vai até a praia, mas para relaxar e esquecer seus problemas, já que ali sempre foi seu lugar favorito da propriedade. E ele já vai imaginando a história que vai inventar para seus amigos, já que tem certeza de que não vai encontrar ninguém na praia. Mas qual não é sua surpresa quando ele realmente encontra uma dama e ela está precisando urgente de ajuda.

Gwendoline Greyson, lady Muir, está viúva há sete anos e desde a morte de seu marido ela voltou à viver com sua mãe. Gwen não pretendia se casar novamente pois aprecia a vida tranquila que leva, mas já faz algum tempo que ela tem se sentido um pouco solitária. Então quando sua amiga Vera lhe escreve dizendo que seu marido faleceu, Gwen decide passar um tempo com ela, pois sabe o quanto foi dificil quando o mesmo lhe aconteceu. Mas não demora muito para Gwen se arrepender de ter ido, pois Vera é uma pessoa bem diferente do que ela lembrava e para não brigar com a amiga Gwen resolve esfriar a cabeça com um passeio na praia, onde acaba se acidentando e conhecendo Hugo. E logo um enxerga no outro a resposta para seus dilemas. Mas como se eles pertencem a mundos tão diferentes, mesmo que o desejo seja evidente cada vez que eles chegam perto um do outro.

Eu me apaixonei pela escrita da autora quando li a série Os Bedwyns. Ela tem um estilo diferente dos autores do gênero que conheço. Seus personagens tem uma maturidade e um senso de honra fora do comum se comparado com os outros do gênero e por vezes os livros mais se assemelham a romances históricos do que de época. E até agora nas duas séries que li da autora, as Guerras Napoleônicas foram o pano de fundo escolhido pela autora para contar suas histórias. E para quem gosta de um crossover, temos personagens da série Os Bedwyns dando as caras por aqui, inclusive o meu personagem favorito da outra série, um certo duque, deu o ar da graça nesse livro.

Como faz tempo que li a outra série nem tinha percebido, mas a Luiza do blog Balaio de Babados que leu recentemente percebeu e já fui lá conferir. Eu tenho esse livro desde que lançou na estante mas ainda não tinha me animado a ler. Então quando vi a Luiza divulgando uma Leitura Coletiva da série corri participar. E já me apaixonei pela história no prólogo, onde somos apresentados aos integrantes do clube, que terão cada um suas histórias contadas nos próximos livros da série. Para quem gosta de uma história repleta de ação vai estranhar o livro, já que aqui não acontece muita coisa de extraordinária. Mas em compensação a autora vai levando tudo de uma maneira que a gente fica querendo ler só mais um capitulo antes de parar.

E essa foi a minha maior dificuldade, me conter para acompanhar o cronograma de leitura do clube. A vontade era ler tudo de uma vez para saber se eles iam ficar juntos, o que eu já sabia que ia acontecer é lógico, vide o gênero do livro. Mas mesmo sabendo do final do livro, o melhor é acompanhar a construção do romance entre o casal, que são duas pessoas com passado difíceis e que no momento estão bem sozinhos, então porque criar um problema onde não tem? Hugo precisa de uma esposa principalmente por causa da irmã, mas e se tudo se resolvesse de outra maneira? E Gwen está sozinha, mas na qualidade de viúva isso não é um problema tão grande se pensar que diferente das donzelas, as viúvas tem certas vantagens e seu "problema" seria facilmente resolvido.

E na mesma proporção que eles se querem, eles se repelem. Para cada motivo que eles tem para ficar juntos, tem um para que eles se separem. Mas quando estão juntos a intensidade do que eles sentem chega a ser visível. E confesso terminei o livro suspirando pela linda história de amor que encontrei nesse primeiro livro da série. Sem falar nos personagens secundários que dão todo um toque especial ao livro, principalmente os membros do clube que não vejo a hora de ler a história de cada um deles. Quanto a capa, deu muito o que falar quando foi lançada porque grande parte do povo não gostou. Eu particularmente não acho elas bonitas, mas gosto porque foge do padrão das capas de romance de época que tem por aqui. Termino a resenha indicando para quem gosta dos livros do gênero.

Nota:



 




17 comentários:

  1. Amei a resenha. Vi as outras das meninas que também estão participando da leitura coletiva e fiquei com muita vontade de ler. O casal principal parece aqueles de histórias que queremos ler mesmo.
    sobre leituras coletivas: eu sempre saio pois não consigo acompanhar o ritmo de todo mundo. Fico agoniada de ter que pausar a história para seguir o cronograma rs
    beijos
    https://www.dearlytay.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Olá Sil
    Amei a resenha, já conhecia essa série mas nunca procurei saber muito sobre ela mas sua resenha me interessou bastante. Já deixei anotado

    Beijinhos
    https://focadasnoslivros.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Oi, Sil como vai? Que bom que a leitura lhe agradou. A capa deste livro é diferente de outras deste tipo de livro. Abraço!


    https://lucianootacianopensamentosolto.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. Oi, Silvana a capa fica linda em um acamento padrão lixo capa dura com letras douradas ou prateadas.

    Acho que já li sobre essa obra em algum lugar, pois a leitura da tua postagem me foi familiar. Deve ter sido em algum outro blog ou Instagram.

    Você e suas leituras e época que tanto lhe encantam!! Bom divertimento!

    ResponderExcluir
  5. Realmente as capas de romances históricos são mais chamativas, ao contrário dessa. Mas como o que importa é a história, rsrs, eu fiquei bem curiosa com essa proposta. Era engraçado como antigamente as pessoas tinham mais esse negócio de casamento e saía fazendo propostas a torto e a direita. Se alguém me chega na praia dizendo que tem uma herança e quer casar comigo, eu saio correndo e mandando arranjar uma camisa de força pra esse ser... kkk
    Bjks!

    Mundinho da Hanna
    Pinterest | Instagram | Skoob

    ResponderExcluir
  6. Oi, Sil. Tudo bem?
    Se não fosse pelo título do livro e apenas a capa eu estava imaginando uma biografia. Achei interessante a história, essa coisa de desejar e reprimir me lembrou muito Orgulho e Preconceito.

    Beijos, Vanessa
    Leia Pop

    ResponderExcluir
  7. Oi Sil, tudo bem?
    Eu acho que gosto das capas dessa série justo por fugirem do padrão, como você mencionou. Acho tão bonito o pattern da capa e aqueles raminhos emoldurando, sabe? Quero conferir essa série assim que possível, só ouço elogios a essa autora e pelo que você contou na resenha eu vou gostar bastante da abordagem.
    Beijos,

    Priih
    Infinitas Vidas

    ResponderExcluir
  8. Oi, Sil
    Estou apaixonada nessa série hahah amo a profundidade que a Mary escreve seus textos, deixa a leitura mais intensa. Uma proposta e nada mais começou com chave de ouro e pra mim é um dos melhores livros da série inteira. Adoro a Gwen e o Hugo, são dois personagens maravilhosos! Espero que goste do demais também.
    Beijo
    https://www.capitulotreze.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Oi Sil, eu adorei esse livro tb, mas parei com a série e preciso urgentemente voltar. De fato a escrita da Mary é mais séria e madura, eu gosto bastante!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  10. Oii, tudo bem?
    Não sou a maior fã desse tipo de livro, já tentei ler alguns livros do gênero, mas sempre acabo abandonando. Lendo sua resenha, até fiquei com vontade de tentar novamente para ver se acabo gostando. Gostei muito de ler a sua resenha e ver que a autora se destaca dos demais autores do gênero, me deixou ainda mais interessada!
    Beijos,
    https://treesdedezembro.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  11. Tô numa fase de ler romances de época que tá acabando comigo (olho pros cara de hoje e me pergunto: quem criou esses meninos? hahahah)
    Esse livro parece ser ótimo, entrou na minha listinha

    Beijinhos
    Renata

    ResponderExcluir
  12. Oi, Sil!
    Já ouvi falar tanto nessa série, que não tem como não ficar curiosa haha. Eu fiquei meio perdida com os nomes e sobrenomes dos personagens! Mesmo assim acho que daria uma chance :D

    Estante Bibliográfica

    ResponderExcluir
  13. Sil, também tive dificuldades em me contar na meta da leitura, mas no final deu tudo certo. Esse livro foi maravilhoso e entrou na lista dos meus favoritos da autora.
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  14. Amei sua resenha, confesso que a capa poderia ter sido mais elaborada, não ficou feia, mas não é aquela capa que a gente olha e se surpreende, né? De qualquer forma, tenho muita vontade de ler essa sequência! <3

    https://www.kailagarcia.com

    ResponderExcluir
  15. Oi Sil! Eu gosto muito desta série e a cada volume as histórias me conquistam mais e mais. A da Imogen é a que amis estou curiosa para conferir. Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  16. Oi, Sil! Tudo bom?
    Eu aaaaaaaamo um plot de romance tão bem desenvolvido que mesmo dentro do clichê e de saber que eles estão destinados a terminar juntos, tu ainda sofre ansiosa pelo casal. A última história que eu passei por isso foi com Quando a bela domou a fera, lembro que no final tava MEU DEUS!!!!!!!!!!!!!! de nervoso.
    Tô pra ler alguma coisa da Mary em breve, vamos ver...

    Beijos, Nizz.
    www.queriaestarlendo.com.br

    ResponderExcluir
  17. Fico feliz que tenha aproveitado, LC é tudo de bom mesmo! Ajuda muito poder compartilhar a leitura!
    É um livro que tb quero ler, parece muito incrivel!

    osenhordoslivrosblog.wordpress.com

    ResponderExcluir

© Blog Prefácio ♥ 2016 - Todos os direitos reservados ♥ Criado por: Taty Salazar || Tecnologia do Blogger. imagem-logo