08 setembro 2020

Resenha | Codinome Villanelle - Luke Jennings


Livro: Codinome Villanelle
Série: Killing Eve #1
Gênero: Suspense
Autora: Luke Jennings
Editora: Suma
Páginas: 216
Ano: 2020

Resenha:
Faz três anos que Oxana Borisovna Vorontsova faleceu. A garota de vinte e três anos era uma estudante universitária de francês e linguística quando foi acusada de homicídio triplo qualificado e levada para o centro de detenção para mulheres em Dobryanka. Essa é a história oficial, mas na verdade Oxana se tornou Villanelle, uma das assassinas mais habilidosas do mundo. Desde pequena ela soube que era diferente, então aprendeu a imitar as expressões e reações das pessoas para disfarçar sua indiferença perante tudo. E parece que para compensar essa falta de sentimentos, ela tem uma inteligência acima da média e sua memória grava tudo o que já viu com apenas uma olhada.

E esse foi um dos motivos que levaram-na a ser recrutada. Faltando quinze dias para seu julgamento Oxana conheceu Konstantin e aceitou trabalhar para um misterioso conselho conhecido como Os Doze. Ela passou por um treinamento rigoroso aprendendo de tudo, desde condicionamento físico e combate desarmado, curso de fuga e evasão, resistência a interrogatórios, treinamento com armas e até mesmo comportamento. Desde então ela tem percorrido o mundo cumprindo sua missões, vivendo uma vida de luxo e se entregando aos prazeres do sexo sempre que seu corpo necessita, mas tudo isso com a maior discrição possível.

Porém Villanelle despertou a atenção de Eve Polastri, chefe de uma subdivisão do serviço britânico de segurança. O trabalho de Eve é avaliar ameaças contra indivíduos de alto risco que entram no Reino Unido. Há dois anos Eve vem montando seu próprio arquivo de assassinatos de figuras proeminentes não solucionados e alguns casos tem tirado seu sono porque parecem ter sido cometidos por uma mulher, o que deixa Eve fascinada pela ideia de uma mulher para quem o ato de matar não é nada de mais. E Eve vai ter a chance de entender essa assassina, já que Villanelle mata uma pessoa debaixo do seu nariz, o que faz com que prender Villanelle se torne uma questão pessoal.

"— Ela é uma escrota homicida, Gary, e me custou a carreira. Eu a quero, viva ou morta."

Como vocês podem ver pela capa do livro, foi ele que inspirou a série de TV Killing Eve. Eu confesso que nunca tinha ouvido falar da série até receber o livro em parceria com a editora. Então meus comentários serão referentes somente ao livro, e pode ser que quem assistiu a série perceba diferenças entre o enredo e até mesmo na personalidade dos personagens. Que é o que geralmente acontece em adaptações. Esse livro é o primeiro de uma série, então o que encontramos nas poucas mais de duzentas páginas do livro é basicamente uma apresentação dos personagens e suas respectivas histórias de vida. E a leitura é tão ágil que dá para ler o livro em uma sentada.

O livro é dividido em quatro capítulos e ao meu ver o autor já escreveu o livro pensando em uma adaptação, porque a impressão que passa é que cada capitulo corresponde a um episódio. E sem falar que as cenas são feitas para serem assistidas. O livro é um thriller de espionagem, então esperem muita ação e nada muito profundo, pelo menos foi assim nesse primeiro livro. No primeiro capítulo conhecemos Oxana e como ela se tornou Villanelle, no segundo somos apresentados a Eve e em como a vida das duas acabou se cruzando, e nos dois capítulos seguintes temos cada uma delas fazendo seu trabalho: Villanelle perseguindo e matando seus alvos e Eve seguindo seu rastro.

Não sei se foi a forma como o autor apresentou as personagens, com Villanelle sendo apresentada antes de Eve, mas o certo é que a simpatia do leitor, pelo menos a minha, vai para ela e não para a "mocinha" da história, no caso a Eve. Villanelle é uma psicopata que sente prazer em planejar e executar o assassinato de suas vitimas. E além de matar, Villanelle também gosta de subjugar seus parceiros sexuais e o interesse dela se encerra quando a pessoa se rende. Ela é bissexual e isso foi tratado da maneira que deveria ser sempre, normal. E enquanto Villanelle tem múltiplas facetas a ser desvendadas, Eve é uma pessoa comum, descontente com sua vida, e pelo menos nesse primeiro livro achei ela muito chata.

Mas enfim, eu gostei muito do livro. Fazia tempo que não lia um livro tão rápido assim. Terminei a leitura em poucas horas, desejando ter os outros livros da série em mãos para continuar acompanhando o jogo de gato e rato das protagonistas. Acho que vou ter que assistir a série hehe. E outra coisa que me fez amar o livro foi que o enredo inicial me lembrou muito uma série pela qual sou apaixonada, Nikita, não sei se alguém aqui assistiu. Quanto a capa achei linda e tem muito a ver com a história. Pena que o carteiro fez o favor de dobrar o livro e colocar ele na caixa de correio, o que deixou o livro bem retorcido. Mas enfim, é uma leitura que recomendo para quem gosta de um bom enredo de espionagem.

Nota:






16 comentários:

  1. Eu ainda vou ler esse livro em algum momento e tem que ser antes de ver a série kkkk
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  2. Eu ainda não conhecia a série de televisão e nem o livro. Mas eu ainda não tinha visto nada desse gênero, a história parece bem interessante. Você fez algumas considerações que deixam os leitores em potencial sabendo o que esperar do livro, pelo menos um pouco. Eu amei, beijocas.

    https://resenhabookshouse.blogspot.com/?m=1

    ResponderExcluir
  3. Oi Sil
    A maioria das resenhas realmente tende para o lado da Vilanelle, acho que esse foi o intuito da autora. Eu peguei o livro pra ler em um impulso, mas nunca comecei hahaha nem sei se vou na verdade, mas ao menos você gostou, porque teve resenhas que não foram muito boas.
    Beijo!

    ResponderExcluir
  4. Só essa capa já fisga nossa atenção, né? Não conhecia a série, nem o livro. Mas quero conhecer a história! <3

    https://www.kailagarcia.com

    ResponderExcluir
  5. Oi Sil!
    Eu acho essa capa linda e fico bem dividida entre assistir a série e ler o livro. Na verdade quero muito fazer ambos, mas to um pouco enrolada no momento, talvez seja por isso que não peguei de fato para conhecer.
    Amo um enredo cheio de reviravoltas, personagens turbulentos, então acho que vou gostar e espero que a editora continue lançando os próximos livros em curto espaço de tempo, séries me deixam ansiosa para concluir.

    Beijos!

    Camila - www.bookobsessionblog.com

    ResponderExcluir
  6. Oi, Silvana. Tenho visto muito Netflix e confesso que não reparei nesse título. Uma pena as publicações dos demais volumes demorarem a chegar, fazendo com que o seriado na TV tomasse a frente.

    Um abraço

    ResponderExcluir
  7. Oi, Sil como vai? Que bom que o livro lhe agradou. Me parece um excelente livro. Abraço!


    https://lucianootacianopensamentosolto.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  8. Oi, Sil

    Chocadissima que você nunca ouviu falar da série! Hahahahahha
    Praticamente todos que assistiram e depois leram falam que a série de TV é muito superior ao livro, por isso eu não quis ler quando disponibilizaram lá na NetGalley. E eu só não assisti a série ainda porque ela está na Globoplay e eu não assino. É quanto a simpatizar com vilões: eu sempre!

    Beijos
    - Tami
    https://www.meuepilogo.com

    ResponderExcluir
  9. Oiii Sil

    Eu nem sabia que esse livro tinha uma sequência, espero que publiquem logo. Eu adoro a capa desse livro e acho que vai ser uma leitura que vou gostar, to precisando pegar um livro e ler rápido assim também porque ultimamente nada está me prendendo. Ainda quero conferir a série de TV tb

    Beijos, Ivy

    www.derepentenoultimolivro.com

    ResponderExcluir
  10. Olá, Silvana! Não tenho costume de ler muitos thrillers e histórias de espionagem, mas é inevitável ficar intrigada quando se vê há um certo tempo só bons comentários tanto sobre o livro quanto a série. Sua resenha me despertou novamente uma curiosidade que eu já tinha sentido outras vezes ahahah. Talvez eu não leia o livro, mas pelo menos a série eu posso dar uma chance a qualquer hora.
    Curti bastante sua análise. Abraços!

    Blog Trívia

    ResponderExcluir
  11. Como assim o carteiro dobrou o livro para caber na caixa do correio? Era dar-lhe com ele na cara!!! :P
    Não é um género que eu aprecie muito, mas fiquei curioso sobretudo com a referência a Nikita, que foi uma série que eu gostei muito =)

    MRS. MARGOT

    ResponderExcluir
  12. Oi, Sil! Tudo bom?
    Eu vivo e respiro pela série, mas fiquei com um pouco de preguiça de ler quando vi que é de um autor. Vou ficar só com a adaptação mesmo (até porque disseram que a série difere muito dos livros, então guardo meu amor pro que já conheço UHASUHASUHASUH).
    Mas ai a Villanelle é o mesmo caso do Hannibal: eu odeio amar :v

    Beijos, Nizz.
    www.queriaestarlendo.com.br

    ResponderExcluir
  13. Não é a primeira resenha que leio desse livro e só fico mais curiosa ainda pela história, eu já tinha ouvido falar da série, alguns amigos assistem, mas o livro está na minha listinha. Amei a resenha, Sil ♥

    Beijos
    http://www.leiapop.com/

    ResponderExcluir
  14. Oi
    da série eu já vi divulgação, mas nunca assisti, a história parece ser legal e que bom que é uma leitura rápida, pena que a Eve aparentou ser meio chata nesse primeiro livro.

    http://momentocrivelli.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  15. Oi Sil,
    Eu tentei ler esse livro mas ele não fluiu tããão bem. Confesso que nem culpo a obra, acho que não estava no momento certo, sabe? Achei muito cansativo.
    Quero ver se assisto pelo menos um episódio da série para ver se me empolgo pra valer.
    beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  16. Oi Sil.
    Não conhecia o livro e nem sabia da existência da série. Gostei da premissa e achei bem interessante. Vou deixar sua dica anotada. Quanto a série Nikita eu assisti a alguns episódios na época e apesar de não lembrar detalhes, lembro que gostei.
    Que carteiro desleixado! Dá uma raiva...
    Bjus

    ResponderExcluir

© Blog Prefácio ♥ 2016 - Todos os direitos reservados ♥ Criado por: Taty Salazar || Tecnologia do Blogger. imagem-logo