20 março 2017

Resenha | A Menina Que Não Acredita Em Milagres - Wendy Wunder

Livro: A Menina Que Não Acredita Em Milagres
Série: Não
Gênero: Romance, Sick-Lit
Autora: Wendy Wunder
Editora: Novo Conceito
Páginas: 288
Ano: 2017

Resenha:
Campbell não acredita em Deus. Nem na criação, Adão e Eva e todas essas outras baboseiras, ela acredita em tudo que é lógico por isso ela acredita na evolução. Só que para não arranjar um monte de problemas, ela não fica falando isso por ai, muito menos que acredita que a Virgem Maria engravidou da mesma maneira que as outras adolescentes. A palavra Milagre não existe no seu dicionário, tudo o que acontece, tem uma explicação lógica por trás, inclusive da morte. E ela sabe que seus dias estão contados. Há um ano ela fez uma lista de algumas coisas que ela queria fazer antes de morrer e decide que está na hora de começar a realizá-las, e resolve começar pelo último item da lista: tentar roubar alguma coisa numa loja. Ela conta o que vai fazer para sua amiga Lily, que sugere que ela roube um flamingo em alusão a um acampamento que elas foram para passar um tempo juntas fora do hospital.

O que motivou Cam, foram as notícias que ela teve no hospital. Cam está com dezessete anos e há cinco ela luta contra um câncer que está tomando conta do seu corpo. Ela tem o corpo que toda modelo gostaria de ter, mas é porque não consegue segurar quase nada no seu estomago. E hoje ela teve a notícia que ninguém em tratamento gostaria de ouvir: não tem mais nada que os médicos possam fazer por ela. Qualquer tratamento mais forte, a mataria antes do câncer. Provavelmente ela não vai chegar aos dezoito anos, a não ser por um milagre. E quando ela conta isso para sua mãe Alicia, ela diz que não vai deixar Cam morrer, nem que para isso ela tenha que encontrar um maldito milagre. E ela cumpre o prometido, porque ela leva Cam para ver todo tipo de gente, desde um acupunturista, rezadeiras, até um hipnotista. E se ela não está curada, pelo menos elas se divertiram bastante.

Mas então um curandeiro amigo de Alicia fala para ela sobre Promise, uma cidadezinha no Maine que é conhecida por ser mágica e pelas curas milagrosas que já aconteceram por lá. Alicia não pensa duas vezes e arrasta Cam e sua filha mais nova Perry, para o local. No caminho elas passam pela casa de Lily e de sua avó Nana. E não é que assim que chegam na cidade as coisas já parecem diferentes e até acontece uma coisa um pouco impossível com o passarinho de Cam? A primeira pessoa que ela conhece na cidade é Asher, um garoto muito simpático e elas acabam ficando na casa dele. Asher é o astro do time de futebol local e o sonho de todas as garotas da cidade. Mas estranhamente ele não parece ser feliz e sim aparenta ser muito solitário. Mas ele não sai da cidade porque acredita na magia e que se ele se for, a magia acaba. Quanto mais eles se conhecem, mais Cam percebe que encontrou o que ela nem sabia que estava procurando. 

"Porque ela não estava preparada para o inevitável. O tipo de coisa muito real que estava acontecendo com ela. Não havia razão para ter esperanças."

Sempre que aparece algum livro onde um dos personagens tem câncer, fica difícil não associar ao livro A culpa é das Estrelas. E como no meu caso não foi uma experiência tão favorável, eu sempre reluto em ler. Mas dai tem esse nome, A menina que..., que todos os livros que li que começavam assim, acabei gostando bastante e resolvi ler. Ainda bem porque o livro é um amorzinho. Apesar de lembrar ACEDE, a história tem um teor diferente. Primeiro que a doença não está em primeiro plano e sim a fé e a esperança, e segundo que temos uma protagonista que num primeiro momento é um tanto egoísta e até intragável. Bem diferente das que eu havia lido até o momento, que são criadas para ganhar a simpatia do leitor e fazer a gente chorar horrores quando elas fatalmente morrem no final. Achei essa a grande sacada da autora. No fim das contas ela ganha a simpatia do leitor sim, mas é por ela ser humana e não por estar doente e morrendo.


Por praticamente ter crescido dentro da Disney, seus pais trabalhavam lá, ela não acredita mais em magia e milagres, mas não percebe que assim ela tira a esperança das pessoas que a amam. Já Asher é o oposto, ele acredita tanto, que tem medo de sair da cidade e a magia ir embora com ele. E o romance entre eles é fofo e um completa o outro. Os outros personagens também me conquistaram, Alicia, Perry e Nana são a família que qualquer um gostaria de ter. Elas dão toda uma leveza a história. E fora o drama e o romance, temos um toque de humor, principalmente nas partes que Cam tenta riscar os itens da lista e nas partes dos supostos milagres. E no fim das contas o livro me fez repensar várias coisas, principalmente a dar valor nos detalhes, nas pequenas coisas que são corriqueiras, mas que se não estivessem ali fariam uma falta enorme. Por isso eu recomendo o livro com certeza. Quanto a edição está um capricho só. A capa tem a referência aos flamingos que aparecem a todo instante na história e nos começos dos capítulos tem a sombra de pássaros voando. Eu amo esses detalhes. Parabéns para a Novo Conceito.

Nota: 





18 comentários:

  1. Oi Sil, tudo bem?
    Também fiquei meio traumatizada depois de ACÉDE, não quis ler nada em que o personagem principal tivesse alguma doença terminal. :(
    Mas que bom que essa leitura "quebrou" esse seu medo e foi proveitosa!
    Beijos,

    Priih
    Infinitas Vidas

    ResponderExcluir
  2. Olá, tudo bem? Adorei a resenha! Achei esse livro lindo demais e estou bem curiosa para ler ele...

    Beijos,
    Duas Livreiras

    ResponderExcluir
  3. Que romance perfeito <3 um completa o outro e ah.... personagens com doenças graves me deixam com muitas lágrimas, porém a emoção vale a leitura!

    Bjinhos,
    ❥ AmigaDelicada.com.br

    ResponderExcluir
  4. Orra, eu a d o r e i a ideia desse livro, tipo, gostei muito da trama, deve ser um belo tapa na cara da protagonista ter que repensar algumas coisas.

    bjs, Carol | Espilotríssimo
    www.carolespilotro.com

    ResponderExcluir
  5. Oi Sil! É tão bom quando um livro nos faz repensar as coisas, né? Fico feliz que a leitura tenha sido boa porque pretendo ler em breve tb!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  6. Que capa linda primeiramente. Eu tenho certeza que adoraria ler esse livro, não vou me esquecer dele, obrigada pela indicação .

    http://virtualparadisee.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Oláá! Tudo bem?
    Ahh, eu gostei bastante da premissa do livro! Achei uma forma bem delicada de tratar de um tema tão sério e eu quero ler agora. Parece ser bonito e ainda ter um tipo de lição né..
    beeijo

    http://lecaferouge.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Oi, Sil.
    Quero muito ler esse livro, já tinha lido outras resenhas falando dele e parece ser do jeitinho que gosto, sem contar a capa que é linda.
    Beijo

    Te Conto Poesia ♥

    ResponderExcluir
  9. Oie Sil =)

    Eu estou naquele dilema com esse livro: ler ou não ler eis a questão rs... Pela premissa ele possui todos os ingredientes que curto em um bom drama, o problema é que não ando no clima para ler drama rs...

    Acho que vou deixar a leitura dele um pouco mais para frente ^^

    Beijos;***
    Ane Reis | Blog My Dear Library.

    ResponderExcluir
  10. Que amorzinho de livro! Deve ser fofo e engraçado esse casal haha
    Ótima resenha! Jardim de Palavras

    ResponderExcluir
  11. Oi, Sil!
    Menina, então... é bom saber que ele não lembra ACEDE, mas ainda não bateu aquela vontade de ler sabe...
    Que sonho ter crescido na Disney.. Se bem que depois de um tempo, acaba achando tudo normal.
    Beijos
    Balaio de Babados
    Sorteio Literário de Carnaval
    Sorteio Três Anos de Historiar

    ResponderExcluir
  12. Menina tô doida por esse livro, achei a premissa dele tão diferente! Vou ver se compro. Obrigada pela resenha e pela dica, adoro seu blog!

    akatewillians.blogspot.com

    ResponderExcluir
  13. Eu sou o contrario de você Sil, eu gosto de ACEDE e tenho implicância com livros com "A menina que...", mas li esse livro e também não me arrependi. O ceticismo da Can é terrível e foi o diferencial da história me fez sorrir, aliás, esse foi um livro no qual eu sorri mais que chorei e adorei... Sabe que até o ultimo momento eu fiquei esperando um milagre para ela?!?!

    ResponderExcluir
  14. Olá Sil, tudo bem?
    Vi esse livro na livraria esses dias e achei a capa linda.
    Não sabia a história e nem nada, essa é a primeira resenha que leio.
    Parece ser um livro fofo e de aprendizado, já está na lista.
    Beijos!

    http://excentricagarota.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  15. Oii Sil
    na verdade esse livro nem me lembrou a Culpa é das Estrelas
    quando eu bati o olho no titulo eu associei logo com "a menina que roubava livros". Acho que já tem muito livro começando com a menina que...
    ta muito sem originalidade, sem criatividade
    mas, enfim...
    achei a capa lindíssima, um charme.
    bjo amore

    http://karinapinheiro.com.br/domingos/

    ResponderExcluir
  16. Oii adorei a resenha, ainda não conhecia o livro e acredito que foi a primeira resenha que leio ! Gostei bastante, vou procurar pra comprar ^^
    beijinhos boa semana

    http://bellapagina.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  17. Oi Sil! Eu não li ACEDE até hoje e ainda não fiquei traumatizada com livros com esta premissa. Eu li alguns, inclusive da NC e tenho tido boas experiências. Este aqui eu comecei a já fiquei com o coração apertado. Estou gostando bastante.

    Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  18. Olá Sil,eu já ouvi falar desse livro,mas até agora não peguei hehe,gostei da sua resenha,então estou empolgada pra comprar agora :)
    Espero gostar :D
    Beijos ^.^
    littlewonderscrm.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

© Blog Prefácio ♥ 2016 - Todos os direitos reservados ♥ Criado por: Taty Salazar || Tecnologia do Blogger. imagem-logo