18 novembro 2019

Minha Opinião - Outubro

Esses foram os livros lidos e não resenhados de outubro. Como não farei resenha deles, deixo uma breve opinião.


Justiça a qualquer preço
Sinopse: Skoob
Nota: 2/5
Eu sou fã de um bom livro policial e quando li Tempo de Matar e descobri os livros policiais do autor e vi que seus livros sempre tem o foco nos tribunais, seus protagonistas geralmente são advogados, eu virei fã dele. Mas eu li seus livros mais antigos, até o momento não tinha lido nenhum desses que estão sendo lançados pela Arqueiro. E se for basear nesse em específico, não sei se quero continuar lendo, porque nem de longe lembra os livros que eu li dele. Achei o enredo muito confuso e teve voltas e voltas e a história não chegou a lugar nenhum. Sem falar nos protagonistas sem nenhum carisma e em vez de torcer por eles torci para que aparecesse um novo personagem que descobrisse as armações e prendesse eles. É uma pena porque peguei ele para ler esperando uma coisa que não aconteceu.


Casamento Por Conveniência
Sinopse: Skoob
Nota: 4/5
Quando vi o título desse livro já imaginei um clichê e foi exatamente isso que encontrei aqui. A história inteira é um clichê que eu particularmente já li um monte de vezes. O famoso casamento por conveniência onde o protagonista masculino precisa se casar urgente para ter direito a alguma herança. Eles vão assinar algum contrato onde sexo está proibido e claro que logo em seguida vão quebrá-lo. Eles vão se apaixonar e vai acontecer alguma coisa que vai separar os dois e no fim eles vão ficar juntos. Mas quem não gosta de um bom clichê nesse estilo? Eu gosto, e apesar de não ser um livro incrível daqueles que vai marcar a gente, é daqueles que a gente sempre gosta de ler por ser um livro romântico e que dá para ser lido depois de uma livro mais pesado. A leitura flui e quando a gente vê já terminou ele. Para quem gosta de livros no estilo filmes sessão da tarde, ele é uma ótima pedida.


Acho que cresci
Sinopse: Skoob
Nota: 1/5
Resolvi ler esse livro porque achei a capa legal e a sinopse chamativa. Mas nem sei o que dizer aqui para expressar o quanto desgostei desse livro. A sensação foi de ter lido um livro escrito por uma adolescente iniciante, mas sei que a autora já tem muitos livros escritos, inclusive li um outro livro dela que apesar de não ter amado, achei bom. As protagonistas tem cerca de dezessete, dezoito anos, mas se comportam como se tivessem doze. Sabe aquela fase que a gente está descobrindo o amor e vivendo platonicamente o primeiro amor? É assim que as protagonistas agem, e a vida delas gira em torno de conseguir um namorado. Tanto que assim que encontram um garoto que acham bonito, já estão perdidamente apaixonadas. São seis protagonistas, mas a maior parte da história é narrada por uma delas e seu pseudo crush. Outro que não fui com a cara. Machismo puro. E a autora ainda tentou inserir umas cenas de ação no livro, que só deixou tudo mais chato ainda. Infelizmente não gostei de nada nesse livro. Talvez se eu tivesse uns dez anos...


Aluga-se Um Noivo
Sinopse: Skoob
Nota: 4/5
Eu tenho esse livro no kindle há uns oitocentos anos e só agora depois que li um livro mais pesado resolvi ler ele para dar uma balanceada. E depois que li foi que descobri que ele foi lançado em formato físico pela Editora Charme, com outra capa. Ele é aquele clichêzão com a mulher que "aluga" um noivo para o casamento do irmão e acaba apaixonada pelo cara. Mas sabe aqueles livros que a gente pega e não consegue largar até terminar? Esse foi assim. A gente já sabe tudo o que vai acontecer, a autora até tenta dar uma reviravolta na história lá pelo meio do livro, mas já dá para sacar o que é bem antes, menos a protagonista que nem imagina aquilo hehe. Mas enfim eu deixo a dica para quem gosta desse estilo, porque o livro é muito bom.


Garotas Incompletas
Sinopse: Skoob
Nota: 2/5
Esse livro é uma antologia que só baixei quando estava grátis porque um dos contos é da Carol Antonucci do blog Caverna Literária, de quem já li um livro que gostei muito. São ao todos 17 contos de vários autores nacionais, que por sinal eu só conhecia três. Eu já tinha lido algumas resenhas do livro nos blogs das meninas que participam do projeto Uma Amiga Indicou, do qual a Carol faz parte. E todas elas acharam os contos bem fracos. Eu fui sem muitas expectativas, mas ainda assim achei o livro muito ruim. Os contos são muito fracos e teve uns que até nem entendi direito. Tirando uns dois ou três contos, o resto não salva nada. Sem falar na revisão, ou da falta dela porque o e-book tem muitos erros gritantes que não tem como não reparar. E  não entendi nem o nome da antologia que deveria se chamar Garotas mortais ou Assassinas, incompletas não combinou muito com os contos não. Enfim, leia por sua conta e risco, eu não indico.


Devaneios de uma Famosa em Apuros
Sinopse: Skoob
Nota: 4/5
Eu vi o título desse livro e já me interessei porque me pareceu ser uma história bem divertida, o que eu estava precisando no momento porque tinha acabado de ler uma história bem forte. E quando comecei a ler achei ele muito parecido com Lembra de mim? da Sophie Kinsella. A premissa é a mesma. Garota sofre acidente e quando acorda perdeu a memória dos últimos anos. Nesse meio tempo ela conseguiu ficar rica e famosa e virou uma vaca que ninguém suporta. Mas como gostei do livro da Sophie segui em frente certa de que ia gostar desse também. E foi o que aconteceu. Gostei muito da história. E a escrita da autora me prendeu do começo ao fim. Por isso fica a dica para quem quiser uma leitura rápida e divertida.



O Beijo Da Lua
Sinopse: Skoob
Nota: 4/5
Os Olhos de Hazel
Sinopse: Skoob
Nota: 3/5
De Volta Para Casa 
Sinopse: Skoob
Nota: 3/5
Eu tenho esses ebook no kindle faz anos e só agora resolvi ler. É uma série de livros de romance de época. E já comecei sendo surpreendida pela autora. No primeiro livro ela acrescentou um "detalhe" na história que foge totalmente dos romances de época que temos no mercado. E foi o que me fez devorar o livro. E gostei bastante dele. Só não dei nota máxima porque achei o protagonista machista em algumas atitudes. Já o segundo livro eu achei que fosse amar porque já conhecemos os protagonistas dele no primeiro livro e já me encantei com eles. O problema é que a autora desenvolve a relação deles debaixo de uma traição, o que não gosto. Como um todo dei nota na média, mas eu não conseguia engolir eles se traindo o tempo todo. E por ultimo o spin-off do segundo livro. É a história de uma casal que aparece na segunda história. Como a história deles já se desenvolveu no livro anterior, nesse só temos a finalização mesmo e também achei mediano. Como um todo a série me agradou. gostei da escrita da autora e pretendo ler outros livros dela. Ela até já tem mais um livro da série publicado e assim que der vou ler ele. 

  






16 novembro 2019

Resenha | Loucamente Apaixonada Na Livraria dos Corações Solitários - Annie Darling


Livro: Loucamente Apaixonada Na Livraria dos Corações Solitários
Série: A Livraria dos Corações Solitários #3
Gênero: Chick-lit
Autora: Annie Darling
Editora: Verus
Páginas: 322
Ano: 2019

Resenha:
Desde que leu o livro O Morro dos Ventos Uivantes de Emily Brontë há dez anos, Nina decidiu que vai encontrar seu Heathcliff. Ela não vai se contentar com nada menos do que uma paixão arrebatadora e intensa como a de Heathcliff e Cathy. Nina sabe que vai ser difícil de encontrar sua alma gêmea, mas ela está se esforçando saindo toda as noites após o trabalho e marcando encontros em um aplicativo de relacionamento. Quanto mais cara de bad boy o homem tem, melhor. Se o homem tem tatuagem e piercing então, já é meio caminho andado. Mas recentemente Nina perdeu suas companheiras de balada. Verity arrumou um namorado e Posy se casou.

As três trabalham juntas na Livraria Felizes para Sempre, no qual Posy é a dona e Verity, Nina e Tom, que trabalha somente meio período, dividem as tarefas, cada um no ambiente que se sente melhor, que no caso da Nina é montar as vitrines e falar com os clientes sobre cada lançamento que chega na loja. Mas se por um lado o casamento de Posy atrapalhou um pouco as saídas das meninas, por outro deixou o apartamento em cima da livraria vago e Nina e Verity se mudaram para lá. E sem precisar pagar mais aluguel e condução para chegar ao trabalho, sobra mais dinheiro para Nina ir de pub em pub na esperança de encontrar sua cara metade.

Nina não é nada convencional, ela é cheia de tatuagens literárias, tem o cabelo cor-de-rosa e é dublê de pin-up. Por isso ela sabe que para ser sua metade o homem não pode ser nada parecido com o tedioso Noah, o analista de negócios que Posy contratou para dar um up na livraria, que combina o terno com a gravata. Homens como ele não tem chance de fazer seu coração bater mais rápido. Mas ela estava enganada. Então durante um concurso de perguntas em um pub, Nina lembra que já conhece Noah da época da escola, onde ele sofreu muito bullying por ser o Sabe-Tudo, principalmente do irmão de Nina, Paul. Nina quer contar a verdade para Noah, mas qual será a reação dele quando descobrir a verdade?


Esse é o terceiro livro de uma série que conta cada livro a história de um dos funcionários da livraria Felizes para Sempre. Quando lançou o primeiro livro eu fiquei muito interessada em ler ele porque além da capa linda, todas as capas dessa série são maravilhosas, o livro prometia muito romantismo, que com certeza sou fã. Mas então comecei a ler as resenhas dele e desanimei um pouco. Quando lançou o segundo fui ler as resenhas novamente para ver se me animava, mas o segundo livro também trouxe mais opiniões negativas do que positivas.

Então quando recebi esse terceiro da editora fique na dúvida se lia ou não. Primeiro por causa das resenhas dos livros anteriores e segundo porque sou dessas que não gosta de ler livros de série fora de ordem. Mesmo que cada livro conte a história de um dos personagens, sempre existe uma sequencia onde a vida dos personagens que já tiveram suas histórias contadas, vão seguindo em frente nos livros posteriores aos deles. Mas então depois que li Na Hora da Virada (logo tem resenha dele aqui), quis um livro mais leve para balancear as leituras e acabei dando com esse na estante e resolvi ler.


E apesar de não ser um livro perfeito, a história acabou me agradando e serviu ao seu propósito. Gostei bastante dos protagonistas, principalmente do Noah. Ele é um amor de pessoa e seria o namorado perfeito para alguém como eu. Porque diferente da Nina eu não gosto de O Morro dos Ventos Uivantes e muito menos do Heathcliff, que nunca seria uma escolha minha de mocinho para se apaixonar. Mas o Noah não, ele é tão romântico que chega a escorrer açúcar dele hehe. Já a Nina é uma personagem que achei interessante, mas ao mesmo tempo achei ela bem irritante em algumas horas, porque mesmo todo mundo falando que era azul, ela mesma vendo que era azul, ainda insistia em dizer que era verde.

E gostei bastante da inteiração com os outros personagens, o que me levou a ponderar sobre ler os volumes anteriores. Mas ai então um ou outro personagem dizia uma besteira tão grande que a vontade se ia. Talvez eu leia o segundo livro, que é o da Verity. Porque o da Posy, o primeiro, não sei se vou aguentar o Sebastian, que já me irritou aqui nesse livro, imagino então no seu próprio. Mas enfim, eu indico a leitura porque tem bastante elementos no livro e na série que com certeza vai agradar aos leitores, como a ambientação por exemplo, que é uma livraria, sonho de consumo de todo leitor hehe.

Nota:










13 novembro 2019

Divulgação | Lançamento A Rebelião

Depois de anos, o tão aguardado quarto e último volume da série Instituição para Jovens Prodígios finalmente entrou em pré-venda! No Dia Internacional dos Estudantes, os leitores viajarão uma última vez para Sheffield e testemunharão de perto “A Rebelião” de prodígios destemidos e especiais. Lançamento oficial na Amazon: 17/11.


Título: Instituição para Jovens Prodígios – A Rebelião
Autora: L. L. Alves
Gênero: Fantasia/Sci-fi
Link: Amazon

Sinopse:
Nem em seus mais fantasiosos devaneios, Lara Müller imaginou que sua vida se tornaria tão imprevisível. De aulas sobre estratégias militares a descobertas referentes à sua origem, ela tem apenas um objetivo: desmantelar a operação que planeja transformar prodígios em soldados.
Outro mantenedor, mais sádico do que Ilo jamais foi, é chamado para tomar as rédeas da Instituição. Enquanto submete os alunos a desafios no intuito de investigar seus poderes, o novo reitor fará de tudo para extinguir a influência da carioca. Aprisionados no castelo, os jovens não encontram outra alternativa a não ser se prepararem para a batalha final.
Em meio a mudanças, a brasileira também tem de lidar com seu coração. Afinal, o que o rapaz de olhos azuis precisa fazer para ser digno do seu perdão? E seus amigos, estariam eles dispostos a segui-la até o fim, arriscando suas próprias vidas? Lara precisa encontrar forças para lidar com os fantasmas do passado, com um presente conturbado e com um futuro ainda mais incerto.
Entre perdas e êxitos, quem sairá vitorioso dali?

Afinal de contas, quem são esses famigerados prodígios e quais suas reais motivações? Não está entendendo nada? Não tem problema! Confiram o anuário da instituição mais renomada do mundo para conhecê-los melhor. Mas cuidado! As aparências enganam...



Curiosidades:
➤ Existem mais de 40 personagens fixos em toda a saga.
Nos primeiros livros, L. L. Alves introduz os personagens primários, que estarão presentes em toda a trama. Aos poucos, outros são introduzidos e seus objetivos delineados. Ao todo, são quase 50: de estudantes, professores, funcionários a aparições esporádicas.

➤ O nome artístico “L. L. Alves” é inspirado na escritora J. K. Rowling.
Depois de muito ponderar, L. L. Alves decidiu omitir uma parte de seu nome. Como a série Harry Potter foi a sua “porta de entrada” no mundo dos livros, ela decidiu se espelhar na britânica: apenas as inicias e o sobrenome são usados para assinar suas obras.

Quem quiser conferir a resenha do primeiro livro da série é só clicar aqui.

E lembrando que a série inteira está disponível no Kindle Unlimited.









12 novembro 2019

Resenha | Sem saída - Taylor Adams


Livro: Sem saída
Série: Não
Gênero: Suspense
Autor: Taylor Adams
Editora: Faro Editorial
Páginas: 272
Ano: 2019

Resenha:
Darby Thorne pretendia passar o feriado de Natal quentinha dentro do seu quarto no campus da universidade. Ela não ia voltar para casa porque na última vez que ela falou com a mãe, elas encerraram a ligação brigadas. E também porque o tempo está bem feio. Mas no dia anterior ela recebeu uma mensagem de texto que tirou seu chão. Sua mãe está com câncer no pâncreas em fase terminal e vai passar por uma cirurgia de emergência. Depois do choque inicial Darby pega o carro e parte para o hospital debaixo de uma nevasca. Ela precisa chegar até lá e falar com sua mãe antes da cirurgia, que está marcada para o começo da noite.

O problema é que a cada quilometro percorrido as condições climáticas parecem piorar. O carro começa a escorregar no gelo e ela mal consegue manter o volante sob controle, porque além de tudo ela não conseguiu dormir nada na noite passada. E o que já estava ruim fica pior quando o limpador do para-brisa quebra e a neve começa a acumular. Por sorte Darby consegue ver uma placa indicando uma área de descanso e consegue levar o carro até lá. A primeira coisa que Darby percebe é que não tem nenhum sinal de celular e se desespera porque não vai conseguir avisar sua irmã de que não vai conseguir chegar a tempo no hospital e nem receber noticias da sua mãe.

Darby desce do carro e constata que já tem três veículos estacionados, e encontra quatro pessoas no local, três homens e uma mulher. E quando um deles fala que conseguiu sinal de wifi perto de algumas estatuas do lado de fora, Darby vai tentar a sorte. Ela não consegue, e na volta passa ao lado do furgão estacionado e descobre que o seu dia pode ficar ainda pior. Dentro do furgão tem uma menina amordaçada em um canil portátil. Uma das quatro pessoas é um sequestrador de crianças e ela não sabe como salvar a garota, já que está presa ali por no mínimo até o amanhecer. Quem será o sequestrador? E em quem ela pode confiar para pedir ajuda?


Gente que livro. Sabe quando você termina a leitura e está exausta? Foi assim que me senti depois que terminei esse livro. Parecia que eu estava dentro da história correndo contra o tempo junto com a protagonista. E além do desespero para continuar vivo, ainda tem uma tensão no ar que fica até dificil de respirar enquanto a gente lê o livro. É angustiante. A incerteza de um final feliz faz com que a gente queira virar as páginas o mais rápido possível, mas a cada página virada a agonia só aumenta. O cenário e a situação é daqueles que a gente não consegue vislumbrar uma luz no fim do túnel e eu sinceramente não vi uma solução para a protagonista.

Por isso tudo que citei eu indico muito o livro para quem é fã de um bom livro de suspense. Ele não deixa nada a desejar e entrega tudo o que promete. O enredo é daqueles prontos para virar filme, e isso vai acontecer porque os direitos já foram vendidos para Fox. E se tiver a metade da qualidade do livro, já vai ser um filmão com certeza. Desde as primeiras páginas a gente já se identifica com a protagonista que está passando pelo drama de ter a mãe em uma cirurgia de emergência e ela presa em uma nevasca sem sinal de celular. E para ajudar ela vê uma criança presa em um furgão num lugar onde ela não pode fazer nada.


Já se imaginou em uma situação parecida? O que você faria no lugar dela. Acredito que muita gente ia fingir que não viu a garota. Porque não tem como avisar a policia, não tem como sair dali por causa da neve e você não sabe quem é o sequestrador e se ele está armado. Eu sinceramente não sei o que faria. Mas a Darby não pensou duas vezes para salvar a garota. Ela até achou que não sairia viva, mas ela faria o impossível para salvar a menina. E olha que foi o impossível mesmo porque tem cada cena que a gente fica aflito. O livro se passa em algumas horas, mas acontece tanta coisa que como disse acima, parece que a gente correu uma maratona.

Quanto ao(a) sequestrador(a) não posso falar muita coisa para não soltar spoilers, mesmo que no livro não demore muito para Darby descobrir o(a) culpado(a). Só vou dizer que ele(a) é um(a) sociopata. Por isso já esteja avisado que existem cenas bem fortes e violentas na história. Teve horas que o meu estômago revirou com as cenas que o autor descreve na integra. E falando no autor, com certeza quero ler outros livros dele. A edição não preciso nem falar muito porque vocês já sabem que a Faro capricha e muito em suas edições e nessa não aconteceu diferente. Finalizo por aqui indicando o livro para quem é fã de um bom suspense, com certeza o livro vai agradar.

Nota: 









10 novembro 2019

Lançamentos de Novembro da Faro Editorial

Para fechar o ano arrasando, a Faro vem com lançamentos incríveis em novembro. Sem Saída eu já li e é ótimo. Logo tem resenha dele aqui.

Resgatado de um naufrágio e perdido por quase dois séculos, este livro tem uma história tão incrível quanto as escritas pela família Brontë.
Viajando por quase duzentos anos entre o Velho e o Novo Mundo, os manuscritos passaram por diversas mãos e sobreviveram até a um naufrágio. Mais do que os primeiros rascunhos do que viria a se tornar a obra de Charlotte, o material revela detalhes da vida de uma das famílias mais talentosas da literatura mundial.
Tudo teve início em 1810, quando Maria Branwell, que se tornaria mãe das famosas irmãs Brontë, obteve um livro, em sua terra natal. Dois anos depois, ela se mudou e o exemplar estava entre seus bens que naufragaram em um navio.
O livro foi recuperado intacto e tornou-se precioso para toda a Família Brontë, sendo não apenas uma fonte de leitura, mas também de anotação pelas irmãs Charlotte, Emily, Anne, seu irmão Branwell e seu pai, Patrick.
Em 1861, o livro foi vendido em um leilão depois da morte de toda a família. E, nos anos seguintes, passou por diversos donos, eventualmente, viajando para a América, onde permaneceu em uma coleção particular até 2015.
Comprado pela Brontë Society, descobriu-se joias literárias e históricas escondidas entre suas páginas. Isso inclui anotações, esboços e dois textos nunca publicados de Charlotte Brontë.
Mas este trabalho vai além: especialistas foram convidados a examinar os documentos e apresentam muitas reflexões, incluindo uma sobre a inspiração de Emily Brontë para um dos maiores livros da história: O morro dos ventos uivantes.

Rivais no trabalho, Max e Henley precisam colocar as diferenças de lado para desenvolverem juntos o projeto especial de um reality show de reforma de carros. Max é dono da melhor oficina da cidade. Bemsucedido, nada tira seu foco, mas ter de lidar com sua antiga aprendiz novamente o deixa com os nervos à flor da pele. Henley, desde que saiu da oficina de Max, tornou-se uma profissional respeitada em um ramo dominado por homens. Há uma tensão evidente entre eles. Mágoa, irritação... e Henley ainda espera por um pedido de desculpas de seu ex-chefe por tê-la demitido anos atrás. Em meio à disputa por clientes e muita troca de farpas, ambos estão sob estresse máximo... até que começam a descobrir que o que parece ódio talvez tenha outro nome.

A universitária Darby Thorne já tinha problemas demais. Sem sinal de celular e com pouca bateria, ela precisava dirigir em meio a uma nevasca para visitar sua mãe que fora internada às pressas e poderia morrer, mas o mau tempo a obriga a fazer uma parada. Num estacionamento no meio do nada, Derby se depara com uma criança presa e amordaçada dentro de uma van. Aterrorizada, ela precisa manter a calma. Mais que descobrir quem é o proprietário do veículo, é fundamental escolher quem, dos quatro desconhecidos no local, pode ser um aliado para ajudar no resgate. O desafio são as consequências: isolados pela neve, qualquer deslize pode ser fatal. É preciso resistir até o amanhecer, mas o perigo aumenta e cada minuto pode ser o último.













08 novembro 2019

Resenha | Corações Rivais - Alana Gabriela


Livro: Corações Rivais
Série: Esse Mundo Selvagem #1
Gênero: Fantasia
Autora: Alana Gabriela
Editora: Amazon
Páginas: 330
Ano: 2019

Resenha:
No inicio havia homens bons e maus. E o maus procuraram cada vez mais o mau e se afundaram em um mar de violência, por isso deixaram de serem homens e viraram criaturas, monstros chamados bestien. A violência ficou tão grande e o medo e a fraqueza dos humanos se tornaram alimento sólido para os monstros. E era uma guerra atrás da outra. Até o dia em que nasceu uma garota chamada Eveline, que suplicou aos céus por salvação e ela se tornou a primeira ancestral de uma classe de mulheres chamadas de saugen, e que receberam o papel de mediadoras na terra. Elas tem o poder de sugar as tristezas do ser humano com uma canção. Todas as segundas filhas da linhagem de Eveline são saugen.

Agatha Courtier sempre soube do seu destino, afinal ela é a segunda filha e desde criança foi treinada para ser uma saugen. Mas ela não sabe se vai conseguir porque ela não consegue controlar seus poderes. Sua mãe Dália está bastante fraca e conta com Agatha para dar continuidade ao seu trabalho na Vila Nova de Gaia. Mesmo eles tendo um acordo entre os bestien e os naudis, o povo original da parte norte do continente, feito pela mediadora Rosamund Dodge em Vila Nova de Gaia, ainda assim de vez em quando um acidente acontece e a saugen tem que estar em prontidão para realizar seu trabalho. Somente Henrik, o líder do clã dos monstros e Manitú Dakota, líder dos naudis sabem a identidade da mediadora, mas ninguém sabe quem são as saugens local.

Agatha ainda não sabe, mas seu maior trabalho será com Mausi, protegida de Manitú. Ela não consegue superar a morte do pai pelos bestien e não se conforma com a sentença proferida por Rosamund. Ainda mais que ela lembra exatamente do bestien que matou seu pai. Da forma verdadeira dele, porque os bestien quando não estão transformados, eles são iguais os humanos. E ela não sabe que o filho do seu maior inimigo, Jakob Wood, está mais perto do que ela imagina. Ele estuda na mesma escola que seu irmão de criação Caden, que também é amigo de Kazir Bladgen, segundo filho de Henrik, líder do clã dos bestien. E Kazir também está em um dilema porque ele não quer se tornar o que ele nasceu para ser: um monstro.

Esse é o primeiro livro da nova série da Alana Gabriela, parceira aqui do blog. E novamente eu tive o prazer de ler um livro dela em primeira mão e dar meus pitacos na história. Eu amo um bom livro de fantasia e devo dizer que a Alana fez bonito na criação desse novo mundo. O cenário não é atual, a história se passa no século XIX em um mundo alternativo, mas bem que poderia ser atualmente porque a violência hoje em dia é tamanha, não dá nem para assistir os noticiários de tanta coisas ruim que passa, que algo do tipo poderia acontecer, as pessoas poderiam virar monstros realmente. Fisicamente como na história, porque as atitudes já são de monstros mesmo.

Mas o melhor da história nem é a ambientação incrível e sim os personagens complexos criados pela Alana. Temos os três principais, Agatha, Mausi e Kazir, mas os secundários também não deixam a desejar e roubam a cena e por vezes o coração do leitor. Meu personagem favorito foi o Kazir. Ele sabe que está destinado a ser um monstro, mas não quer ser um. É tocante ver a agonia dele cada vez que sua natureza ameaça tomar o controle do seu corpo. E sua aflição ainda é maior por ser filho do líder do clã dos bestien. Ele deveria ser o exemplo, mas o que ele queria na verdade era deixar tudo aquilo para trás e ser um garoto normal.

Agatha também me chamou bastante a atenção. Ela também está destinada a ser algo que ela não sabe como ser. Seu medo de falhar acaba deixando ela insegura a maior parte do tempo. Mas é uma personagem que tem muito potencial para os próximos volumes da série. E Mausi também me ganhou porque é impossível não se identificar com sua dor. A justiça foi feita sim, mas não foi suficiente para aplacar o que ela sente dentro dela e ela quer vingança a todo custo. Sabendo o que os bestien faziam, eu até torci para que ela tivesse sucesso. Jacob é o vilão da história e que personagem odiável. Não tem como não desejar que alguém faça alguma coisa para acabar com aquilo tudo.

E todos da família de Manitú me chamaram a atenção e acredito que eles tem muito a contar no próximo livro, principalmente pela forma como terminou esse primeiro livro. A Alana deixou um gancho enorme para os próximos volumes. Mas se você é daqueles que gosta de ler livros únicos, não se preocupe porque a história tem um final sim. É que a história e os personagens tem muita coisa a contar ainda, mas essa história teve seu fim. Enfim recomendo o livro para quem gosta de uma boa história de fantasia. A Alana sempre me surpreende positivamente, e dessa vez não foi diferente. E lembrando que o livro está sendo lançado hoje na Amazon e que ele está no Kindle Unlimited.

Nota: 









© Blog Prefácio ♥ 2016 - Todos os direitos reservados ♥ Criado por: Taty Salazar || Tecnologia do Blogger. imagem-logo