05 dezembro 2019

#3 | Da Netiflix - Olhos que condenam

Novembro já terminou, mas ele é o mês em que temos um feriado importante. O dia da Consciência Negra. É um dia que é preciso ser lembrada a luta dos negros contra a discriminação racial e a desigualdade social. Prezo que essa luta seja diária e que o preconceito de cor, credo e etnias um dia faça parte da historia somente.


Cinco garotos que moravam no Harlem em 1989, são presos por estupro e agressão no Central Park.
A vida dos adolescentes Kevin Richardson, Antron McCray, Yusé Salaam, Korey Wise e Raymond Santana, é brutalmente transformada com acusações que os cercam e em uma perícia mal feita, no pre-julgamento pelo simples fato de serem negros e latinos. E a mídia declara-os como culpados precocemente. Assim ficou conhecido O Caso Central Park Five.

A série tem 4 episódios. Cada um mais tenso que o outro. A cada episodio o nó na garganta vai aumentando e a indignação também. Durante as investigações, não é encontrado nada que venham incriminar os meninos. Porém, o racismo pulsa nos olhos da promotoria e dos investigadores. A ponto de tirar confissões não verdadeiras desses inocentes.


Por ter poucos episódios a série passa muito mais que um caso criminal verídico. Nos mostra uma sociedade que vive a margem. Mães que não podem visitar o filho, por estar em um presídio longe. A inocência que foi roubada. Um olhar duro e sem esperança de homens que foram impedidos de viver livremente.


Produzido pela Netflix. Olhos que condenam emociona e choca. Merecidamente Jharrel Jerome foi premiado como melhor ator em minisséries ou filmes para tv. Sua atuação nos deixa abalado emocionalmente. Espero vê-lo em grandes produções. Sabe a maravilhosa da Oprah Winfrey e o incrível Robert De Niro? São uns dos produtores da minissérie. E o roteiro e a direção ficou por conta de Ava DuVernay que também dirigiu o premiado Selma. Acredito que ainda veremos grandes produções dirigida por ela.


"Estou aqui na frente de pessoas que me inspiram", disse o ator, que agradeceu muito o apoio de sua mãe para interpretar Korey Wise. "Obrigado a Ava DuVernay, Netflix, minha equipe, porém, mais importante, isso é para os homens que conhecemos como os Cinco Inocentados, isso é para Raymond, Yusef, Antron, Kevin e Korey".



...
E antes que me digam que é preciso ter o dia da consciência humana (como alguns andam dizendo), enquanto houver preconceito e intolerância é preciso trazer a memoria a luta de pessoas que lutaram e lutam por igualdade. E entender que infelizmente pessoas ainda são avaliadas por sua cor, credo e sexualidade. Lembrar que pessoas foram tiradas de seu país de origem para serem escravizados e suas historias foram apagadas, anuladas. Não vamos diminuir a luta das pessoas. E que a consciência humana, seja aquela que respeita a todos, sabendo que não somos iguais. Mas que ansiamos andar de cabeça erguida sem o medo do pré-julgamento. Só existe uma raça. A raça humana.
                                                                                                                                                                ...

Quem aqui já assistiu? nos conta aqui nos comentários o que achou. bjos!





15 comentários:

  1. Oi, Sil como vai? Belíssima indicação. Eu ainda não assisti, mas pretendo vê-la em breve. Além de tudo é curta, somente 4 episódios para quem não tem muito tempo, essa série é perfeita. Abraço!

    https://lucianootacianopensamentosolto.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Ainda não assisti esse, mas adorei a sugestão, parece ser incrível.

    Beijos,

    www.nossoglamour.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Oi Olivia, tudo bem?

    Eu só li resenhas bem positivas dessa série e parece ser bem chocante mesmo!! No mínimo ficarei impactada, não tenho duvidas!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  4. Oi Olivia
    Já ouvi falar da série e já imagino que ela seja um soco no nosso estômago. É importantíssimo falar sobre racismo e preconceito, principalmente porque a gente tá vivendo num mundo intolerante, onde as pessoas não aceitam o diferente. É engraçado como achamos que "evoluímos" mas vemos esse tipo de coisa e percebemos que parece que voltamos séculos atrás no tempo. Guardei a dica!
    Beijo
    https://www.capitulotreze.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Oi Sil, ainda não vi apesar de conhecer o seriado ele não estava na minha lista, fato este que vou mudar e adicionar depois da sua ótima resenha.
    Bjs
    https://eternamente-princesa.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Oi Olivia,
    Pra mim, ainda, é uma das melhores surpresas do ano. Eu amo a visão da Ava, acho o cinema dela incrível. Ontem mesmo vi que a série foi premiada, fico feliz quando indicam ela. Merece muito ser vista.
    O episódio 4, nem sei como aguentei assistir. Chorei demais.

    até mais,
    Canto Cultzíneo

    ResponderExcluir
  7. Olá, Olivia!!
    Essa série mexeu muito comigo, por ser negra, estudante de História e pelo conjuntura que enfrentamos. Os atores são espetaculares, sobretudo o que interpreta o Korey. Eu não conhecia a história real antes da série; fiquei muito chocada - as coisas ainda me chocam.
    Enfim, temos que divulgar e muito essa série. NECESSÁRIA
    Beijos!

    Preguiça Literária

    ResponderExcluir
  8. Olá...
    Não sou muito de acompanhar séries, mas, essa que voce mostrou parece ser muito importante e traz uma mensagem necessária! Gostei bastante de acompanhar os seus comentários e já vou anotar aqui para assistir no futuro.
    Bjão

    http://coisasdediane.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  9. Sil, ainda não assisti mas quero muito. Só tenho que preparar meu psicológico e o coração para a raiva que vou passar.
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  10. Oi Olivia, este filme não é meu estilo, mas gostei demais das suas considerações, apesar de no momento não querer assistir, sei que todos deveriam!

    Beijos Mila

    Daily of Books Mila

    ResponderExcluir
  11. Perfeito, Silvana. Verei essa série. Atualmente vejo Peaky Blinders e Narcos. Um filme que indico é O Irlandês.

    ResponderExcluir
  12. nossa, essa série é SENSACIONAL! a história verdadeira é forte e revoltante e deve ser lembrada mesmo para que nao se repita

    www.tofucolorido.com.br
    www.facebook.com/blogtofucolorido

    ResponderExcluir
  13. Oie Sil

    Parece ser uma série incrível,mas confesso que não assistiria.
    Tema que envolve estrupo e preconceito acaba me dando uma sensação desagradável.
    É uma coisa que faz meu sangue ferver demais e prefiro ficar longe desse temas.

    Mas é uma série importante é parece ser bem produzida.

    Beijos

    Meu mundinho quase perfeito

    ResponderExcluir
  14. Oi
    só vejo comentários positivos e tenho curiosidade de assistir ainda mais por ser algo ral, já da um aperto no coração antes mesmo de assistir, deve ser revoltante.

    http://momentocrivelli.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  15. Oi Olívia,
    Ainda não assisti mas pretendo, nas minhas férias!
    Acho que é complicado um branco falar por um negro, então sempre penso duas vezes antes de falar qualquer coisa que possa prejudicá-los. Ver obras assim, nos ajuda a entender a realidade e a apoiar a luta dessas pessoas que precisam ser ouvidas.
    beeeijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com/

    ResponderExcluir

© Blog Prefácio ♥ 2016 - Todos os direitos reservados ♥ Criado por: Taty Salazar || Tecnologia do Blogger. imagem-logo