06 abril 2014

Resenha | Se arrependimento matasse - Alma Cervantes

Depois de alguns anos sem se verem, Alex, Alice e Rebeca decidem se reencontrar. Eles planejaram esse encontro por meses. Passariam três dias no hotel da família de Alex. A previsão era de dias ensolarados e todos estavam muito animados. Mas logo que chegam ao hotel, o tempo fecha e começa a chover. Eles decidem então colocar a conversa em dia. Um quer saber o que o outro está fazendo. Alex logo pergunta a Alice porque ele ainda não mudou seu nome, se era uma das primeiras coisas que ele iria fazer quando completasse 18 anos, afinal não é muito comum um homem chamar-se Alice. Conversa vai, conversa vem e já está quase na hora do jantar.

Depois de arrumados, eles descem para o salão e encontram os pais de Alex, Vera e Charles e os outros hospedes, John, Dante e Frederica que chega atrasada. Mas nem sinal do tal hospede misterioso que os pais de Alex estavam esperando. Corre tudo bem durante o jantar com um clima bem agradável e depois alguns deles até decidem jogar um pouco. Logo eles se cansam e decidem ir dormir. Os três amigos estão dormindo em quartos interligados e resolvem conversar mais um pouco, mas são interrompidos por uma queda de energia. Rebeca vai para o quarto dela, mas se assusta quando alguém começa a bater na porta do quarto desesperado. É Charles pedindo que eles desçam para o salão.

Chegando lá, qual não é a surpresa deles ao saber que o cozinheiro foi assassinado. O medo e a confusão parece tomar conta do ambiente. Os telefones não funcionam, por isso eles não conseguem pedir ajuda e nem avisar a policia. É impossível sair do hotel por causa da tempestade e da nevoa que está lá fora, mas Dante tenta mesmo assim, somente para descobrir que os carros foram sabotados e não funcionam. E agora, quem matou o cozinheiro? Quem será a próxima vitima? Será que o tal hospede que não apareceu tem alguma coisa a ver com isso? Ou será que o assassino está nesse momento entre eles, funcionários, hospedes ou proprietários? Frederica chama a responsabilidade para si e começa a ouvir os depoimentos de cada um. Será que ela vai conseguir descobrir quem é o assassino?

"Em nossa atual posição, somos como pequenos ratos dentro de uma grande caixa de areia de um gato; não termos muito a fazer a não ser correr em círculos."

Já tinha lido algumas resenhas do livro e estava muito ansiosa para ler ele. Quando vi que o autor era fã da Agatha Christie fiquei muito feliz, pois para quem não sabe, ela é a minha autora preferida. Mas mesmo sabendo isso, qual não foi a minha surpresa ao começar a ler o livro me deparei com uma obra que em muito lembra seu estilo. Ai que saudade, quase chorei de alegria, pois, a muito tempo não lia algo assim nesse estilo. Tanto a história, como os personagens são bem simples. Não tem nada daquelas coisas psicológicas difíceis de entender. Mas ao mesmo tempo em que é simples, é complicado, pois a história gira em torno de quem seria o assassino, e ficamos presos a ela enquanto não descobrimos.

O livro tem 246 paginas e dá para ser lido em um dia. Também, a gente não consegue largar antes de terminar mesmo. Dos vários personagens, gostei mais da Frederica e do Alice, foram os que mais se destacaram na minha opinião. A Frederica "assumiu"o papel do meu querido Poirot, por isso eu tinha que gostar dela mesmo. Me segurei para não ver quem era o assassino. Durante a história mudei de opinião varias vezes e até o final quando estava sendo revelado quem era o dito cujo, eu ainda estava pensando será que é esse pessoa mesmo? Recomendo com certeza e só tenho um pedido ao autor: escreva muito mais livros, por favor.
Nota: .

Obs: Notei que o pessoal que está participando da promoção não está deixando e-mail nos comentários e essa é uma das regras obrigatórias. fiquem atentos para não ser desclassificado depois.

23 comentários:

  1. Assim como você, gostei da escrita do autor. O livro, o seu final me surpreendeu muito. Acho que só queria mais ação no livro todo de modo geral, mas a forma como ele escreve e nos deixa bastante surpresos com o final é incrível.
    Até mais. http://realidadecaotica.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Já tinha lido algumas resenhas desse livro, gostei muito da sua e tenho vontade de lê-lo. Que bom que o estilo da Agatha Christie tem influenciado outros autores.

    petalasdeliberdade.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Parece ser muiiiito legal !!
    Fiquei com vontade de ler õ/
    beijos
    juleitora.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Oi
    Sou parceira do autor e esse é uma das minhas próximas leituras, estou bem curiosa sobre o livro e sua resenha me deixou ainda mais haha espero gostar bastante.
    Parabéns pela resenha.

    Beijos
    Comenta la ;)
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/2014/04/resenha-o-verdadeiro-poder-claudia.html

    ResponderExcluir
  5. Oi Sil,
    Gostei da sua resenha e a premissa do livro parece ser bem interessante!
    Vou procurar lê-lo mais para frente :)

    http://teens-books.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Ah! Lembrei que vi uma entrevista do autor para a globo online. Não fazia ideia de que ele escrevia tudo a mão, acho que não conseguiria escrever um livro inteiro assim, principalmente pq a minha letra é do tipo que eu mesmo fico parado tentando entender kkk.

    O livro promete muito, toda resenha que leio dele é ótima!!!

    Abraços,
    ||TERRA DE FAGULHAS

    ResponderExcluir
  7. Oi Sil, nunca tinha ouvido falar nesse livro e confesso que quando li o título do post achei que se referia a algo que você leu e não gostou.. kk Como assim um homem chamado Alice? E esse assassinato? Fiquei curiosa agora.. hehe Beijos, Mi

    www.recantodami.com

    ResponderExcluir
  8. Adorei! Logo que comecei a ler lembrei da Agatha Christie mesmo.

    www.corujicesnomundo.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  9. Não é meu estilo de leitura, mas parece um ótimo pra quem curte.

    www.iasmincruz.com

    ResponderExcluir
  10. Esse é exatamente o meu estilo de livro. Parece ser excelente. Vou colocar na minha lista de futuras leituras.

    M&N | Desbrava(dores) de livros - Participe do nosso top comentarista de Abril

    ResponderExcluir
  11. Olá.
    Ain, adoro os livros da Agatha *.* Eu não conhecia esse, mas me pareceu ser bem interessante e faz um tempinho que não leio nada do gênero. Boa resenha, que bom que gostou do livro.

    Beijos, Vanessa.
    This Adorable Thing

    ResponderExcluir
  12. Ao estilo de Agatha Christie? Deve ser perfeito então kkk. Não conhecia o livro mas com certeza entrará na minha enorme listinha.
    Beijos

    estantejovem.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  13. Não conhecia o livro, mais amei a resenha
    Beijos.
    http://segredosdacahlima.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  14. Oie Sil =)

    Não conhecia os livro, mas a premissa me chamou a atenção. O fato de ser uma história curta também é um ponto que eu gostei, já que ando meio "traumatizada" com livros que os autores demoram demais para desenvolver a trama rs...

    Beijos;***

    Ane Reis.
    mydearlibrary | Livros, divagações e outras histórias...
    @mydearlibrary


    ResponderExcluir
  15. Nossa desde que eu li a sinopse deste livro eu estava esperando por uma resenha e a sua foi a primeira. Tudo o que eu esperava ler sobre este livro você escreveu e agora eu sei que preciso ler urgentemente.

    Beijos.

    http://livrosleituraseafins.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  16. Oi Sil!

    Gostei muito do enredo e eu como você sou uma apreciadora de tramas policiais. Sendo o autor fã da Rainha do Crime já se pode esperar coisa boa. Sua empolgação me contagiou e já fiquei me roendo para saber que é o assassino. Adorei a resenha.

    Beijos

    http://poesiasprosasealgomais.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  17. Sou doida para ler esse livro e tem o maior tempão. Não tive oportunidade de adquirir ainda, mas lerei assim que der. Também acho muito legal esse fato dele gostar da Agatha... É uma boa pedida para quem escreve esse estilo de livro.
    Ótima resenha, como sempre...

    bjus
    terradecarol.blogspot.com

    ResponderExcluir
  18. Oi Sil :)
    Também adoro Agatha, ela é uma das minhas autoras preferidas. <3
    Já fiquei afim de ler o livro, claro. Sou louca por romances policiais! E quando vc falou que mudou várias vezes de ideia sobre quem era o dito cujo, me ganhou. Eu adoro ficar procurando o culpado. rs
    Tá na lista dos desejados.
    Beijão
    Coisas de Meninas

    ResponderExcluir
  19. Olá, já conhecia o livro de outras resenhas em outros blogs, me chamou muito a atenção, espero poder lê-lo.

    http://enquantoestavalendo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  20. Adoro historias assim que se passa em cima de um mistério de quem matou, esse livro realmente parece ser legal. Tenho a impressão que já assisti algo parecido com essa historia.

    momentocrivelli.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  21. Aii que bom! Esse livro já foi resenhado no meu blog, mas não fui eu quem li...foi colunista. Quero muito ler para ter uma opinião própria sobre ele.
    Bloody Kisses
    Monólogo de Julieta

    ResponderExcluir
  22. Olá Sil,

    Não conhecia esse livro, mas parece bem interessante e diferente, dica anotada....parabéns pela resenha....abraços.

    devoradordeletras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  23. Eu confesso que não sou muito de suspense, me deixam nervosa... e depois fico com aquilo na cabeça por dias! Mas a sua resenha ficou perfeita, totalmente instigante, deu vontade de corre ali e comprar o livro...porque sinceramente tenho a impressão que vale muito a pena para os fãs do gênero ou não.

    Cheros, Pandora.

    ResponderExcluir

© Blog Prefácio ♥ 2016 - Todos os direitos reservados ♥ Criado por: Taty Salazar || Tecnologia do Blogger. imagem-logo