13 maio 2021

Resenha | O Clube do Crime das Quintas-Feiras - Richard Osman

Livro: O Clube do Crime das Quintas-Feiras
Série: Intrínsecos #31
Gênero: Suspense Policial
Autor: Richard Osman
Editora: Intrínseca
Páginas: 400
Ano: 2021

Resenha:

Em Coopers Chase, um vilarejo para idosos, que antigamente foi um convento antes de ser reformado em um retiro de luxo para aposentados, vamos conhecer Elizabeth, Ibrahim, Ron e Joyce, que se reúnem todas as quintas-feiras na Sala de Quebra-Cabeças para discutir crimes não resolvidos. Eles se autodenominam O Clube do Crime das Quintas-feiras. Antes de se tornarem "detetives", Joyce era enfermeira, Ibrahim psiquiatra, Ron um famoso líder sindical e Elizabeth, bem é melhor não contar o que ela fazia para ganhar a vida, basta dizer que assassinatos, investigações e essas coisas do gênero não era nada fora do comum para ela. Sem falar que Elizabeth é muito bem relacionada e conta com certos favores de pessoas que hora ou outra são chamadas ao clube para uma conversa amigável. 

Mas o sossego deles está prestes a acabar. Ian Ventham, dono de Coopers Chase, pretende fazer algumas mudanças no local, a começar por remover o Jardim do Descanso Eterno onde as freiras do antigo convento estão enterradas e eles estão em um impasse já que no contrato dos moradores do vilarejo, os mesmos tem que de serem consultados antes de qualquer alteração. Mas Ian está mais preocupado em como vai demitir Tony Curran, empreiteiro e seu sócio em Coopers Chase, do que na reunião com os moradores, já que ele sabe que por mais que fiquem insatisfeitos, a última palavra é dele. E Ian tem que se preocupar mesmo porque assim que é demitido, Tony decide que vai matar Ian. Mas antes que Tony possa tomar qualquer atitude, quem acaba assassinado é ele.

Então o Clube do Crime das Quintas-feiras que até então só investigava casos antigos e através de fotos e depoimentos das pessoas da época do crime, se vê as voltas com seu primeiro crime ao vivo. E para ter acesso à investigação, os quatro conseguem colocar a policial Donna, que eles conheceram dias atrás, na equipe. Mas a única pista da polícia é uma foto antiga deixada ao lado corpo, na foto está Tony junto com três homens, um deles filho de Ron. E enquanto investigam o assassinato, eles ainda tem que tentar impedir Ian de destruir o cemitério. Quando as escavadeiras chegam os moradores fazem uma barreira para impedir e a confusão está armada. E no meio dessa confusão Ian é assassinado com uma dose brutal de fentanil. Será que os dois assassinatos estão ligados? E será que o clube vai conseguir descobrir o assassino antes que mais assassinatos sejam cometidos?

Quando esse livro chegou aqui em casa pelo Clube Intrínsecos, eu fiquei muito curiosa com a sinopse. Afinal temos uma investigação policial realizada por pessoas com mais de setenta anos. E claro que já furou fila e comecei a ler ele. Mas infelizmente a história não fluiu tão bem assim. Levei quase um mês para ler o livro, sendo que geralmente leio um livro de quatrocentas páginas em dois dias. A história é interessante, os capítulos são curtos, o que tecnicamente era para dar um agilidade na leitura, temos cenas bem humoradas e bastante mistérios para resolver, que são coisas que geralmente me agradam nas leituras, mas não sei o que aconteceu, não bateu e a leitura foi arrastada durante o livro inteiro.

Os personagens são interessantes, principalmente a Elizabeth que pouco sabemos sobre ela já que grande parte da história é contada através de um diário escrito pela Joyce, a outra parte é narrada em terceira pessoa. Mas o que torna ela interessante acaba deixando a história um pouco sem graça no final porque terminamos o livro sabendo sobre ela o mesmo de quando começamos. Ela tem seus contatos e consegue muita coisa com uma certa facilidade e não temos explicações para isso em nenhum momento. Até entendo levar esse mistério até o final do livro se tivesse algum tipo de explicação, mas o leitor fica no escuro mesmo após terminar a história.

E não temos um, mas vários mistérios durante a leitura e o autor entrelaça todos eles na história. E quase todos são resolvidos e justificados, mas ainda fica aquela sensação de que o autor não soube fazer isso muito bem. Estou acostumada com livros de suspense onde temos várias peças de um quebra-cabeça que fica perfeito no final e quando isso não acontece fica aquela sensação esquisita de que faltou alguma coisa. Ficou meio que uma salada de fatos e mistérios que no final pareceu que sobrou alguma peças do quebra-cabeça que não se encaixou. Mas quero deixar claro que isso é uma opinião pessoal de quem já leu muitos livros do gênero nessa vida. 

Mas minha nota foi um bom porque mesmo com essa parte do mistério não sendo tudo isso, ainda temos uma boa história com um grupo de pessoas mais velhas que sabem se divertir mesmo com todos os problemas enfrentado pela idade deles. As cenas são engraçadas e fica dificil não ter um sorriso no rosto durante a leitura. E sem falar que vi ali muitas situações que passei com meu pai e hoje passo com minha mãe e que será o futuro de todos que chegarem nessa idade. Principalmente as partes da Joyce, onde vemos bem as dificuldades com a memória e com a tecnologia, que para os mais novos são tão fáceis. E falando na Joyce, eu ficava com água na boca com os bolos que ela fazia hehe.

Quanto aos demais personagens, nenhum teve assim um grande destaque. Todos foram medianos e cumpriram seu papel. Até achei que a policial Donna fosse ter um certo destaque, mas ficou só na promessa mesmo. Mas ainda assim é um livro que indico porque não é porque eu não tive uma boa experiência que outros leitores vão ir pelo mesmo caminho. E para finalizar tenho que falar dessa edição que acredito é a mais bonita que tenho aqui do Clube Intrínsecos. A cor não é das minhas favoritas, mas está tudo tão bem feito que fica impossível não gostar.

Nota:






14 comentários:

  1. Oi, Sil. Como vai? Que pena que este livro não tenha sido o que você esperava dele, mas ainda assim foi uma boa leitura para você. Eu particularmente adoro essas capas do clube intrínsecos. Adorei a resenha. Abraço!

    https://lucianootacianopensamentosolto.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Oi Sil,

    Estou assim com o segundo livro de Six of Crows, a leitura está super interessante, eu adorando, mas não sei porque está sendo arrastada e devagar.
    Acho que o problema é comigo que não estou tão conectada em ler nesse momento.

    O obra é bem interessante, com certeza vou querer ler. Esse clube da editora é muito bem elaborado.

    Bjs
    https://diariodoslivrosblog.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Oi.
    Gostei da edição e curti as cores do livro. Eu gostei da parte do suspense achei que pode dar um "ar" diferente na história, não sei se vou ler mas, fiquei interessada.
    Beijos.




    https://www.parafraseandocomvanessa.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Ah pelo resumo do que rola no livro a história parecia ser mais emocionante, uma pena a leitura não ter fluído tão bem.
    Ótima resenha!!!

    Beijos
    http://www.leiapop.com/

    ResponderExcluir
  5. Olá...
    Quando a intrínseca lançou esse livro fiquei logo atraída por ele, por essa capa e, é claro, pela sinopse e, então, ele foi direto para os desejados. Porém, ultimamente ando lendo tantas críticas que me desanimei da leitura.
    Bjo

    http://coisasdediane.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  6. Por incrível que pareça eu gostei muito dessa capa. Esses livros da Intrínsecos me deixam cada vez mais curioso. Quando eu terminar algumas coisas aqui, pretendo sair caçando alguns desses títulos. Esse mesmo, me deixou bem curioso.

    ResponderExcluir
  7. Achei essa edição super caprichada e fiquei com muita vontade de ler haha. Mesmo com suas ressalvas, vou tentar dar uma chance porque adoro leituras nesse estilo.

    Bjs

    Imersão Literária

    ResponderExcluir
  8. Eu tinha visto o título do livro e já fiquei aqui cheia de expectativas, especialmente pelos personagens, depois vi você falando dele na TAG Frases de Mãe e desanimei. Mas lendo a resenha dele agora, vejo que é um livro bom, mas que eu leria já sem tantas expectativas assim.
    Bjks!

    Mundinho da Hanna
    Pinterest | Instagram | Skoob

    ResponderExcluir
  9. Fiquei com vontade de ler, que edição legal. Valeu pela indicação!
    Beijos

    blogdamary.com

    ResponderExcluir
  10. Oi Sil,
    Eu amei a premissa do livro, como amante de mistérios, ele super me chamou a atenção. Mas é uma pena que não tenha suprido suas expectativas, também acho chato quando um personagem não é bem desenvolvido, principalmente no que se diz sobre seu passado, como é o caso de Elizabeth. Assim como acho ruim também quando a gente termina o livro achando que faltou algo, mesmo que pareça que todas as peças se encaixam. Enfim, se eu tiver paciência e oportunidade, creio que talvez lerei esse livro apenas para tirar minhas próprias conclusões, haha.
    Beijo, Blog Apenas Leite e Pimenta ♥

    ResponderExcluir
  11. Oi Sil,
    Eu também não gosto de laranja, rs. E assim, te confesso que não me animo a ler essa obra. Nem quando lançar sem ser a versão do Intrínsecos, o que por sinal, não vi tanta divulgação ainda. Não sei, acho que estou mais focada nos dramas/romances.
    P.S.: Vi que você falou que leria Desejo na minha resenha, mas não acho que você vá gostar não, KKKKK. Desculpa a sinceridade, mas minha mãe não gostou e pediu pra te avisar!
    beeeijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  12. Oi, tudo bem?
    Primeiro eu gostaria de dizer que achei o livro muito bonito. Eu gosto de capas assim. É uma pena que a leitura não tenha fluido tão bem (levo quatro dias em livros mais longos geralmente). Eu achei a sinopse muito interessante pelos personagens serem mais velhos e se reunirem para investigar crimes. Vou colocar na minha lista.

    Beijos

    ResponderExcluir
  13. Hey Sil,
    Adorei a sinopse e fiquei morrendo de vontade de ler até chegar na parte que vc fala que o final não deu aquele "encaixe" que os mistérios precisam dar no final.

    Que pena que as suas expectativas não foram atendidas, mas pelo jeito a leitura não foi de todo mal.

    Boas leituras,
    Karen Gabrieli | Apesar do Caos

    ResponderExcluir
  14. Oioi!! Eu gostei do livro, realmente ele não é não excepcional, e também senti falta de fechar melhor o personagem da Elizabeth, mas gostei dele! hehe

    Beeijos
    http://estanteflordelis.blogspot.com

    ResponderExcluir

© Blog Prefácio ♥ 2016 - Todos os direitos reservados ♥ Criado por: Taty Salazar || Tecnologia do Blogger. imagem-logo