27 maio 2021

Resenha | Um Estranho Sonhador - Laini Taylor

Livro: Um Estranho Sonhador
Série: Strange the dreamer #1
Gênero: Fantasia
Autor: Laini Taylor
Editora: Universo dos Livros
Páginas: 544
Ano: 2019

Resenha:
Lazlo Estranho desde sempre foi obcecado pela Cidade Perdida. Ele se tornou um órfão ainda bebê e levado para o Mosteiro Zemonan onde recebeu esse nome. Lazlo por lembrar um monge sem língua que era misterioso e silencioso e Estranho que era o sobrenome dado a todos os enjeitados no Reino de Zosma. Lazlo era o único que tinha coragem de levar a comida do Irmão Cyrus, um monge senil, e foi através dele que Lazlo ouviu muitas histórias sobre a cidade que desapareceu na névoa do tempo. Uma cidade onde existia magia, mas que hoje virou uma lenda, tendo até mesmo seu nome apagado da memória de todos quinze anos atrás e hoje só é conhecida por Lamento.
Lazlo cresceu e acabou indo viver na Grande Biblioteca, uma cidade murada para poetas e astrônomos e toda espécie de pensadores e se tornou um bibliotecário júnior. Onde ele ia estava sempre lendo um livro, diziam que ela lia até dormindo, o que rendeu a Laslo o apelido de Estranho, o sonhador. Mas Laslo estava pesquisando pois tinha certeza de que a Cidade Perdida existia e um dia ele iria encontrá-la. Foi através dessas pesquisas que Lazlo acreditou poder ajudar o famoso alquimista Thyon Nero, segundo filho do Duque de Vaal e afilhado da rainha, que estava com uma tarefa praticamente impossível sobre seus ombros, mas acabou ganhando um inimigo. 

E um dia Lazlo viu seus sonhos se tornarem reais, ele obteve a certeza de que a magia existia e que a Cidade Perdida há duzentos anos não era uma lenda. Guerreiros Tizerkane, liderados pelo Matador de Deuses chegam em Zosma pedindo ajuda aos acadêmicos e Lazlo consegue integrar a delegação que vai viajar até a Cidade Perdida. Eles partem em uma aventura com grande parte deles sem saber o que vai encontrar pela frente, o que acaba gerando uma espécie de aposta onde cada um tem uma teoria sobre o que os espera. E Lazlo não fica de fora e também conta sua história e chega bem perto da verdade. Mas ele não poderia imaginar que justo ele, o sonhador, encontraria Sarai, a Musa dos Pesadelos que sobreviveu ao massacre protagonizado pelo Matador dos Deuses quinze anos atrás. E Sarai não foi a única sobrevivente e eles querem vingança pelo que aconteceu.


A trilogia Feita de Fumaça e Ossos foi uma grata surpresa. Na época estava no auge histórias sobre anjos e demônios e a Laini conseguiu se destacar e escrever uma história única. Por isso virei fã e quando lançou Um Estranho Sonhador é claro que quis conferir. E novamente vemos o talento da autora. História incrível, cenário de encher os olhos, personagens apaixonantes mas, sim temos um mas, a autora pecou no desenvolvimento lento na primeira metade do livro. Por isso pensei muito antes de dar a minha nota porque o livro não foi ótimo, pelo menos não para mim, mas não podia dar um muito bom se for olhar para outros livros que dei essa mesma nota e nem chegam aos pés desse. Então fechei em 4.5, mas como no skoob não tem meia nota dei um cinco mesmo. 

E em contrapartida ao início lento, as ultimas 150 páginas passam voando porque a gente não consegue largar antes de chegar ao final. E que final! Ainda bem que esperei ter o segundo livro em mãos para ler esse porque o livro termina de um jeito que a gente precisa da continuação para não ter um ataque cardíaco de tão desesperador que é o final. Eu já esperava algo impactante pois já tinha lido algumas resenhas do livro, e até meio que já tinha descoberto um dos "segredos" da história, mas ainda assim a autora conseguiu me surpreender e me deixar com o coração na mão e agora quero ver como ela vai resolver tudo isso no próximo livro. Porque além de tudo não é uma série, é uma duologia, então ela vai ter bastante trabalho no próximo.

Mas não é só o final do livro que a autora criou uma sinuca de bico. Temos na história um dilema onde o autor não sabe qual lado escolher. Os dois lados estão igualmente certos e errados. Os dois lados tem a sua razão e eu em muito tempo me vi sem saber se apoiava os humanos ou a cria dos deuses. Não vou falar muito sobre o enredo porque o interessante é cada um ir descobrindo conforme vai lendo, mas vou dizer que simpatizei com os dois "vilões" que temos nesse primeiro livro. Tanto o Matador dos Deuses como Minya, uma das sobreviventes do massacre, ganham a solidariedade do leitor porque seus atos apesar de condenáveis foram feitos pensando na sobrevivência de suas espécies. Mas tem um deles que no fim se revela e acredito será o grande vilão do segundo livro e estou ansiosa para ver esse jogo que essa pessoa irá jogar com nosso protagonista.

E falando no protagonista, temos um romance que por alguns até pode ser considerado instalove, mas conhecendo Lazlo como conhecemos, sua fascinação por Lamento, e sua carência emocional de toda uma vida dá para entender seus sentimentos, assim como também acontece com Sarai. E é tão lindo os dois juntos e é aquele amor impossível, os dois só se encontram nos sonhos e a gente não vê uma saída para que os dois terminem juntos, que fica impossível não torcer por eles. Por isso como romântica que sou, mesmo com o que aconteceu nesse livro, ainda tenho fé que vai dar tudo certo no final hehe. E vou parar por aqui para não falar mais do que já falei sobre o livro. Quanto a capa eu gosto bastante por causa das cores e das mariposas que tem tudo a ver com a história. E termino recomendando para os fãs de livros de fantasia. Apesar do começo morno, é uma história que merece ser lida.

Nota:










12 comentários:

  1. Oi, Sil. Como vai? Menina este livro parece-me encantador! Que bom que gostou da obra, a capa dele é bastante atrativa também. Sua resenha está excelente. Abraço!


    https://lucianootacianopensamentosolto.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Na minha opinião (de quem não é muito chegado em fantasia), esse livro deve ser muito bom mesmo ou um pé no saco. Vemos elementos que me fizeram lembrar de A HISTORIA SEM FIM. Ainda estão fazendo isso? Ao mesmo, a tão clichê batalha de conquista de um império. É claro que os leitores que gostam desse mote irão adorar e já devem estar super empolgados com mais essa jornada do herói. Não tenho dúvidas. E que bom que é assim. Acho ótimo que as obras, sejam quais forem, façam seu público. É muito bom! Só não sei se funciona para mim.

    ResponderExcluir
  3. Oi Sil,
    Apesar do começo lento, me parece que quem insistir na leitura, terá uma boa surpresa com o final. Tomara que o segundo livro comece com mais agilidade.
    Beijo, Blog Apenas Leite e Pimenta ♥

    ResponderExcluir
  4. Oi Sil, tudo bem?
    Achei a premissa e a ambientação super diferenciadas, o que por si só já me chamou a atenção. Não conheço a escrita da autora, mas parece promissora. Pena que o livro demore a pegar no tranco, é algo que eu sinto muuuito com primeiros volumes de séries, e é um dos motivos pelos quais eu tenho evitado fantasias. :(
    Beijos,

    Priih
    Infinitas Vidas

    ResponderExcluir
  5. Olá...
    Adorei a sua resenha!
    Esse livro está na minha lista de desejados e estou simplesmente loooooouca pra ler! Seus comentários a respeito me fizeram desejar a leitura ainda mais... apesar dessa lentidão no início hehe
    Bjo

    http://coisasdediane.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  6. Comprei esse livro pelo hype e está encalhado na minha estante há uns dois anos hahahaha. Aproveitei uma promoção e agora estou esperando a vontade de ler voltar. Mas os elogios que vejo da leitura sempre são bons, assim como os seus.

    Bjs

    Imersão Literária

    ResponderExcluir
  7. Oi, Sil! Tudo bom?
    Eu tô relendo essa coisa maravilhosa pra finalmente ler Muse of Nightmares. Não queria me despedir da história, então fiquei anos sem tocar UHUHSAUHSAUHSAUHSA
    Eu sou apaixonada pela trilogia da Karou, mas acho que gosto dessa ainda mais pela maturidade da narrativa da autora e porque MEU DEUS DO CÉU a poesia que ela faz com palavras! Tá pra nascer uma autora que domine tanto uma narrativa quanto a Laini ç_ç

    Beijos, Nizz.
    www.queriaestarlendo.com.br

    ResponderExcluir
  8. Que legal saber que você gostou dessa narrativa. Muitas pessoas já me indicaram, mas o tamanho do livro me assusta um pouco. Não consigo ler livros com tantas páginas hehehehe.
    Mas a narrativa parece ser tão interessante que acho que vou arriscar :)

    www.vivendosentimentos.com.br

    ResponderExcluir
  9. Oi Sil, como você está???
    Lembro muito bem quando esse livro lançou e eu queria lê-lo. Estava tão caro, rs. Acabei adiando e logo ele entrou no KU e recoloquei na minha listinha aqui.
    Bom saber que não posso desistir na primeira metade do livro, preciso insistir mais até pegar o ritmo!
    Espero sua resenha do dois, vou torcer para ser incrível!
    beeeijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  10. Oi Sil! Este livro tem uma narrativa encantadora e uma ambientação sem igual, é muito bonito de ler. Só que o final acabou comigo, fiquei muito frustrada com aquele acontecimento e com a atitude do Lazlo. Preciso muito ler a sequencia. Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  11. A fã de fantasia que habita em mim saúda a fã de fantasia que habita em você ^^.
    Eu sou doida para conferir essa história há tempos e ainda bem que você falou que é bom ter o segundo livro logo por perto, pois eu seria uma que teria um ataque cardíaco para ter as respostas logo! kkk
    Tomara que a leitura do segundo volume seja tão boa quanto foi esse primeiro!
    Bjks!

    Mundinho da Hanna
    Pinterest | Instagram | Skoob

    ResponderExcluir
  12. Cidades perdidas, aventuras, magia é sempre uma boa pedida. Eu me senti muito direcionada a ler esse livro porque tem tudo que eu gosto e parece que vai me fazer ler de uma vez, por isso vou ter que comprar os dois para ler um já com o outro na mão. Achei bem interessante isso da autora construir uma história que deixa a gente em dúvida de para quem torcer.
    Adorei, já vou até marcar no skoob como vou ler que é para não esquecer hahahah
    beijos

    ResponderExcluir

© Blog Prefácio ♥ 2016 - Todos os direitos reservados ♥ Criado por: Taty Salazar || Tecnologia do Blogger. imagem-logo