19 maio 2020

Resenha | O Ceifador - Neal Shusterman


Livro: O Ceifador
Série: Scythe #1
Gênero: Ficção científica
Autor: Neal Shusterman
Editora: Seguinte
Páginas: 448
Ano: 2017

Resenha:
O ano foi 2042. O marco. O momento em que a humanidade alcançou seu ápice, a perfeição. O ano em que a capacidade computacional se tornou infinita e a nuvem evoluiu para a Nimbo-Cúmulo, que agora detêm todo o conhecimento que está acessível para quem quiser acessá-lo. Mas em um mundo onde tudo é perfeito, não existe mais a necessidade do conhecimento pois nada pode ser melhorado e muitas coisas só continuam sendo feitas para passar o tempo. Tempo esse que aliás existe de sobra já que agora todos são imortais. Não existem mais doenças, desigualdade, e a velhice é uma escolha. Se por um acaso acontecer de alguém morrer acidentalmente, é só ir até o centro de revivificação mais próximo. Mais essa imortalidade acabou gerando um grande problema: superpopulação.

Então para manter o equilíbrio formou-se um grupo de pessoas que teriam a dificil missão de coletar vidas aleatoriamente, a Ceifa, que é a unica coisa no mundo que a Nimbo-Cúmulo não pode intervir. Quem morre pelas mãos de um ceifador não pode ser revivificado. Os ceifadores são vistos com medo por alguns e até como deuses por outros. Mas uma coisa é certa, ninguém se opõe a nenhum deles. Por isso que o ceifador Michael Faraday fica admirado quando encontra, não um, mas dois adolescentes, em ocasiões distintas, que não apenas não demonstram medo, mas sim, tem até mesmo a coragem de questionar suas decisões. Por isso que ele convida Citra Terranova e Rowan Damisch para serem aprendizes e lutar por uma vaga de ceifador.

A principio nenhum dos dois quer aceitar, mas o vencedor vai garantir imunidade para toda sua família. Citra e Rowan tem sorte porque Faraday é um dos melhores ceifadores em exercício. Ele é integro e tem compaixão pelos seus escolhidos. Mas mesmo que não seja proibido ter dois aprendizes, isso não é comum e no primeiro Conclave que Citra e Rowan comparecem, ao fazerem o primeiro teste Citra é reprovada e Rowan se auto sabota em solidariedade a ela, gerando um desconforto nos outros ceifadores que propõem uma disputa mais real entre eles: que o primeiro ato do vencedor seja coletar quem perder. E ao tentar reverter a situação com uma atitude extrema, Faraday só consegue transferir seus aprendizes para outros ceifadores, e a sentença continua.


Faz muito tempo, ou até nunca aconteceu, que eu terminei um livro, principalmente um primeiro livro de uma trilogia, com um sorriso de satisfação no rosto. E ainda mais pelo motivo do sorriso: a genialidade do autor. Dentro de livros do mesmo gênero, quem está acostumado a ler vários há de perceber que por mais diferente que seja a ideia inicial, dificilmente as coisas fogem do esperado. Até pode acontecer do leitor ser surpreendido com uma ou outra decisão do autor que muda completamente o rumo da história e a gente termina o livro de boca aberta. Mas ainda assim quando você para e pensa no caminho até aquele final, aquilo já era o esperado.

Por isso preciso tirar o meu chapéu para o autor porque em momento algum senti que ele estava seguindo qualquer tipo de roteiro preposto pelo gênero. Comecei a história pensando uma coisa, no meio dela já tinha mudado de ideia e no final, sinceramente não esperava nada daquilo. E olha que que já estava meio que preparada para ler algo extraordinário, porque de cada 10 resenhas que li do livro, 11 elogiaram. Mas nada tinha me preparado para o que eu ia encontrar nessa história. E ainda tem o detalhe de que eu já tinha lido dois outros livros do autor (Fragmentados e Desintegrados), que mesmo sendo considerados fracos por muitos, eu gostei bastante.

Tudo no livro é genial. A ideia, o desenvolvimento, os personagens, o crescimento e o papel de cada um deles na história e o final de tirar o folego, tudo isso fazem até o momento O Ceifador ser o melhor livro lido do ano. Mas já estou pensando no segundo livro, A Nuvem, que segundo todas as resenhas que li consegue ser ainda melhor que o primeiro. Sei que não existe história perfeita, mas sinceramente eu não estou conseguindo pensar no momento em nenhum ponto negativo para falar sobre o livro. Como romântica que sou até poderia citar a falta de um romance, porém como diz o ditado para bom entendedor, ele existe e as ações dos personagens são baseadas nele. E se fosse algo meio ponto a mais do que foi, teria estragado a história.

Assim como o que aconteceu na série Fragmentados, o autor brincou um pouco com a vida e com até onde vai a crueldade do ser humano e passando pelo momento em que estamos passando com vidas sendo ceifadas e alguns seres humanos enxergando isso apenas como números, até dá para entender o que o autor quis passar com sua história. Tudo é regido por uma inteligencia artificial que é perfeita, somente uma coisa fica a cargo das mãos humanas e é claro que o homem consegue estragar até isso. Infelizmente a gente sabe que não importa onde, sempre vai ter alguém que vai se corromper, que vai pensar em tirar proveito da situação e na unica coisa que fica a cargo do homem e a Nimbo-Cúmulo não pode intervir, o homem se corrompe.

Outra coisa que amei no livro e preciso citar é que temos explicações para tudo o que está acontecendo e o que levou até aquilo. Como disse a Tamires em sua resenha, o livro é uma utopia, em vez de uma distopia como muitos o tem classificado. E aqui tenho que fazer um adendo agradecendo a Tamires por sua indicação, não somente desse livro, mas de vários que ela me fez ler quase que obrigada. Tamires vou ler tudo o que me indicar agora viu hehe. Temos um mundo perfeito e que poderia ser considerado um sonho a ser seguido. E o autor vai explicando aos poucos como a humanidade chegou naquele patamar. Tenho um nervoso de livros que somos jogados na história como se a gente pudesse ler a mente do autor e saber todas as explicações que ele deixou de dar.

E quanto aos personagens, eu até nem quero falar muito sobre eles porque espero que você que esteja lendo essa resenha vá ler o livro e quero que você se apaixone por eles assim como aconteceu comigo e não influenciado por minhas palavras. Mas só adianto que a Citra e o Rowan me lembrou muito dos personagens June e Day da trilogia Legend. Amo todos eles de igual forma. Também tenho que citar a ceifadora Curie e o ceifador Faraday que roubam a cena em vários momentos e a Nimbo-Cúmulo que promete muito. A edição está muito bem feita e com uma capa que fala sobre a história. E termino essa resenha que já está enorme indicando o livro, mesmo para quem não está habituado a ler o gênero. Leia, acredito que pelo menos um pouquinho você vai gostar.

Nota: 










20 comentários:

  1. Oi, Sil como vai? Eu não li este livro, entretanto presumo ser uma leitura genial, pois li outros livros do autor e, o cara é mesmo genial. Que bom que você gostou da leitura, embora a ficção científica não seja um gênero preferido por você. A propósito neste gênero especificamente existem muitos livros acima da média e excelentes de serem lidos, pena que muitos leitores desconhecem por ser de ficção científica que não agrada a todos. Abraço!


    https://lucianootacianopensamentosolto.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Olá!
    Não conhecia o livro mas, quando olhei a capa fiquei com medo já disse para eu mesma que não leria. Então fui ler a sua resenha e a minha opinião mudou e fiquei com vontade e curiosa para ler. Vou dar uma chance a esse livro porque amei sua resenha e instigou demais a minha curiosidade. Dica mais que anotada.
    Beijocas.

    https://www.parafraseandocomvanessa.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Awesome ! Thanks for sharing! 👌👌👌 Stay safe! 🌈🌈🌈

    ResponderExcluir
  4. Olha! Tua resenha é bem interessante. Fiquei com vontade de sair procurando por esse livro. E olha que é difícil eu fazer isso, devido a ter muita opção aqui. Mas parece bem interessante.

    Onde você diz: "quem está acostumado a ler vários há de perceber que por mais diferente que seja a ideia inicial, dificilmente as coisas fogem do esperado", é verdade. Quando a gente lê muito, tem coisas que já esperamos no decorrer da trama.

    Obrigado por compartilhar algo tão original. Um abraço.

    ResponderExcluir
  5. Oi Sil, tudo bem? Eu já li outros livros do autor e gostei bastante, acho a escrita boa e ele cria universos interessantes! Esse eu ainda não li, mas tenho certeza que é excelente!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  6. Oi, Sil
    Eu também quero ler depois da indicação da Tami, mas eu ainda não pude comprar o livro, por isso não fiz a leitura. O gênero nem é de longe o meu favorito, mas eu gostei tanto das resenhas que eu me interessei muito pela obra. Só espero que a leitura flua bem pra eu não desistir antes, que é sempre meu maior medo quando leio algo do gênero.
    Beijo!
    http://www.capitulotreze.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Oi, Sil!
    Nesse período de quarentena, tenho lido mais distopias do que usualmente (sei que não é o momento mais indicado, mas não consigo fugir do meu gênero favorito :P) e isso que você disse é a mais pura verdade! Esses tipos de história dificilmente se diferenciam uma das outras, e cabe ao autor fazê-las interessantes e repletas de reviravoltas.
    Eu acho que nunca li uma utopia, e me interessei muito por essa! Parece ser bem diferente de tudo que eu li e sua resenha me deixou suuper curiosa :D
    Adorei!

    Estante Bibliográfica

    ResponderExcluir
  8. Estou sedenta pelo último! AAAAOOOOO SEGUINTE!!!
    Eu acho essa trilogia genial e o segundo livro é o meu favorito.
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  9. Oiii Sil

    Preciso ler A Nuvem, essa primeira parte foi incrivel e se tornou uma das melhores em distopia, realmente a genialidade do neal Shusterman é de deixar a gente de boca aberta, achei incrivel como ele cria a estória,a s reviravoltas todas, o perfil dos personagens, espero que a editora publique logo a terceira parte por aqui, quero saber como termina, pretendo aliás ler a segunda e terceira parte de uma se der.

    Beijos, Ivy

    www.derepentenoultimolivro.com

    ResponderExcluir
  10. Oi
    que bom que adorou a leitura, eu sempre leio resenhas positivas desse livro e do autor, parece ser uma obra inteligente e bem escrita, espero que goste também da continuação.

    http://momentocrivelli.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  11. Tenho esse livro inglês no kindle e eu sei que li uns dois capítulos gostei e não faço ideia porque larguei, mas esse surto todo na resenha e a comparação com a June e Day (um dos meus otps favoritos) fez com que eu colocasse o livro na minha lista de ler da quarentena!

    Beijão
    https://deiumjeito.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  12. Oi, Sil

    AAAAAAAAAAA DE NADAAAAAAAAAA! Hahahahahahahhaha
    E sim, o segundo consegue ser ainda melhor se é que isso é possível. Estou aqui quase lendo o terceiro em inglês porque a Seguinte não anuncia nada e com essa pandemia só Deus sabe.
    Nimbo-Cúmulo nuvem perfeita que nunca erra. Ela umas das melhores "personagens" com as quais cruzei. O Neal foi mesmo genial, eu também não esperava nada daquilo e se prepare porque em A Nuvem o negócio é mais inesperado e maravilhoso ainda!!!!!
    Estou muito feliz de ter acertado mais uma vez! Hahahahahahhaha <3

    Beijos
    -Tami
    https://www.meuepilogo.com

    ResponderExcluir
  13. Eu adquiri o livro recentemente porque TIVE QUE ADQUIRIR diante de tantas recomendações incríveis!!!! Pretendo ler muito em breve.

    Beijos

    Imersão Literária

    ResponderExcluir
  14. Amei a resenha. Esse livro parece muito bom, além de que eu amo livros mais distópicos.
    Ainda não li nada do Neal e acho que vou começar por esse
    beijos
    https://www.dearlytay.com.br/

    ResponderExcluir
  15. Olá Sil,


    Esse livro está na minha lista de desejados, só leio resenhas positivas e a sua não foi diferente e foi super animadora, ótima resenha.


    Beijos.


    http://devoradordeletras.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  16. Oi Sil.
    Ainda não li nada do autor, mas deu para sentir pela sua resenha que é uma ótima leitura e que você ficou bem impressionada por ela. Vou deixar anotado.
    Bjus

    ResponderExcluir
  17. Oi Sil,
    Minha mãe leu esse livro e amou! Agora você o favoritou?
    AAAAA, preciso conhecer o mais breve possível. Tenho aqui em casa o 1 e o 2 já, rs.
    beeeeijo
    http://estante-da-ale.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  18. A capa é muito linda! Eu senti a sua empolgação na resenha hauhua me sinto assim também quando gosto demais de um livro! Não vejo muitas indicações de ficção científica, fico feliz de ver aqui!

    ResponderExcluir
  19. Olá, eu gostei bastante da sinopse, eu achei muito interessante a premissa inicial da história, quero dizer, nunca vi nenhuma parecida com essa. Eu não sou muito adepta da ficção científica. Mas esse livro com certeza vai ser adicionado a minha lista de leituras. Você fez ótimas considerações, beijos e sucesso!

    https://resenhabookshouse.blogspot.com/?m=1

    ResponderExcluir

© Blog Prefácio ♥ 2016 - Todos os direitos reservados ♥ Criado por: Taty Salazar || Tecnologia do Blogger. imagem-logo