23 maio 2020

Resenha | Warcross - Marie Lu


Livro: Warcross
Série: Warcross #1
Gênero: Ficção científica
Autora: Marie Lu
Editora: Fantástica Rocco
Páginas: 320
Ano: 2018

Resenha:
Quando tinha onze anos Emika Chen sentiu a dor de perder o pai. Mas essa dor logo foi substituída pela raiva ao descobrir que seu pai devia uma fortuna por ter frequentado durante anos clandestinamente fóruns de apostas online e por causa disso ele não pode se tratar. Emika foi mandada para um orfanato onde era espancada diariamente, mas ela não sentia mais nada e pouco se importava se estava viva ou não. Até o dia em que foi salva por Hideo Tanaka. Ela ouviu em um rádio relógio a história do garoto que aos treze anos revolucionou a tecnologia ao criar o NeuroLink, um óculos capaz de enganar o cérebro e projetar uma realidade virtual como se fosse tudo real.

E para demonstrar como os óculos eram incríveis, Hideo criou um jogo chamado Warcross que logo virou uma febre. O jogo é uma espécie de capturar a bandeira, onde uma equipe tenta roubar o artefato da outra. Mas o jogo cresceu tanto que hoje em dia Hideo é um jovem bilionário aos vinte e um anos e sua empresa a Henka Games, é a responsável por movimentar a economia do mundo todo. Inspirada por Hideo, Emika aprendeu a programar sozinha e se tornou uma hacker. Mas esse talento fez com que Emika fosse pega e proibida de chegar perto de um computador, o que torna dificil conseguir um emprego de forma legal. Por isso Emika usa seus "dons" como caçadora de recompensa, localizando e capturando criminosos por dinheiro.

O problema é que as coisas estão meio difíceis no momento e ela precisa de uma grana alta urgente para não ser despejada. E Emika vê a oportunidade perfeita durante a transmissão da Cerimônia de abertura do campeonato mundial de Warcross. A unica coisa que ela precisava fazer era roubar um item do jogo e vendê-lo para conseguir quitar todas as suas dívidas. O que Emika não imaginava era que ao colocar o item no seu inventário, ela seria exposta para o mundo todo. Certa de que vai ser presa e processada por Hideo, Emika acaba surpreendida com uma proposta de emprego. Hideo explica a Emika que ela não foi a primeira que conseguiu entrar no jogo e pede que Emika finja ser um dos jogadores do campeonato enquanto descobre a pessoa que conseguiu entrar antes dela.

"Nós não estamos todos conectados há anos, completamente viciados nesse mundo que vai além da realidade? E estamos tão dispostos a abrir mão dele?"

Eu me apaixonei pela autora na Trilogia Legend por isso as expectativas estavam bem altas para a leitura desse livro. Escolhi ele para ser o livro de maio do #DesafioMulheresDaLiteratura que era um livro de Si-Fi ou um Space Opera. E felizmente as minhas expectativas foram alcançadas e superadas. Sentei para ler e quando vi já estava chegando na página 100 de tão boa que é a história, nem vi as páginas passarem. E olha que é de um gênero que eu não gosto de ler. Mas assim como a Marie fez em Legend, eu me vi presa em uma história que se for olhar já temos outras parecidas no mercado, mas ela consegue ser melhor sem colocar nada diferente, só o seu toque pessoal já faz toda a diferença.

É dificil ler Warcross sem comparar com Jogador Nº 1 que amei. Mas enquanto Jogador Nº1 é para leitores mas experientes, Warcross pode ser lido por todos os públicos. Mesmo sendo um livro de ficção cientifica que tecnicamente seria algo mais complicado de ler, é como se a gente lidasse com os termos no nosso dia a dia de tão "fácil" que a Marie consegue deixar o andamento da história. E por um momento até pensei que ia ficar perdida por não ter experiencias com jogos e achei que as partes onde eles disputam o campeonato fossem ser entediantes para um leigo. Mas não é. Pelo contrário a Marie consegue descrever as cenas como se aquilo tudo estivesse acontecendo na nossa frente. É adrenalina pura.

Sem falar que tem todo um mistério que envolve a história que eu não consegui descobrir nada até ter a bomba jogada no meu colo. E agora só quero chorar porque ainda não tenho o segundo livro que fecha a história aqui na minha estante para ler. Mas já comprei e estou esperando chegar hehe. E assim como já aconteceu em Legend, temos um romance de tirar o folego, mas daquela maneira da Marie, tudo de uma maneira bem sutil e que não tira o foco da história. E que história. Fiquei tão empolgada que acho que até vou reler Jovens de Elite porque não sei onde estava com a cabeça quando li ele e não gostei tanto assim. Eu preciso de mais livros dessa mulher.

Quanto aos protagonistas, Emika ganha o leitor de cara. Ela me lembrou um pouco outra personagem que amo, Lisbeth Salander, tanto na aparência como na inteligencia. E como torci por ela. Hideo também me conquistou, já que vemos ele pelos olhos de Emika que desde sempre teve uma atração por ele. E tem os jogadores da equipe que também me ganharam, cada um com suas qualidades e defeitos. Não vou falar muito mais sobre o livro porque não quero correr o risco de soltar algum spoiler. Mas quero indicar para todos, mesmo os que não gostam do gênero. E para finalizar quero dizer que gostei bastante dessa capa, ainda bem que seguiram o mesmo padrão da americana.

Nota:









17 comentários:

  1. Oi, Sil como vai? Este livro está na minha lista de futuras leituras, certamente é uma obra que me agradará por completo. Que bom que o livro lhe agradou. Excelente sua resenha. Abraço!

    lucianootacianopensamentosolto.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Minha nossa, como eu amei esse livro! Favoritei na hora. A história é muito bacana e a Emika foge totalmente do padrão. Durante a leitura tive a mesma impressão de que ela me lembrou a Lisbeth. Achei isso incrível porque eu adoro a personagem! A ficção também é super fácil de entender, algo bem YA. Enfim, eu adorei e já estou ansiosa para ler o próximo.

    Beijos

    Imersão Literária

    ResponderExcluir
  3. Oi Sil, tudo bem?
    Warcross foi minha primeira experiência com a autora e eu amei muito!
    Infelizmente, a sequência deixa a peteca cair um pouco, então de repente vale ir com expectativas sob controle, sabe? Mas não invalida o quão boa é essa história!
    Beijos,

    Priih
    Infinitas Vidas

    ResponderExcluir
  4. Olá,
    Quando mais nova, eu era mais obcecada por jogos do que hoje. Acho que leria pelo ar nostálgico. Fora que ainda não li nada da autora ainda.
    A protagonista parece conquistar de cara.


    até mais,
    Canto Cultzíneo

    ResponderExcluir
  5. Olha, nunca ouvi falar desse livro e confesso que só fiquei curioso agora que li tua resenha, pois o gênero em si não é bem o que costumo ler.
    Parabéns! Uma boa resenha que me deixou com vontade de conhecer.

    ResponderExcluir
  6. Oi Sil! Favorito? Deve ser bom mesmo. Eu conheço a escrita da autora por Jovens de Elite e amo muito a série. Quero logo conferir esta aqui e Legend, que é a mais famosa dela. Que bom que gostou.
    Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  7. Não conhecia nem o autor, fiquei curiosa

    ResponderExcluir
  8. Oi, Sil. Tudo bem?
    Eu li o primeiro Legends e ainda não terminei a trilogia da Marie Lu, mas já vi que ela tem outros livros e estou doida para ler porque ela escreve muito bem. Pela sua resenha não é decepção que ela manteve a qualidade mesmo trocando o gênero, vou ler com certeza.

    Beijos, Vanessa
    Leia Pop

    ResponderExcluir
  9. Ai eu amo essa duologia! Emika é uma personagem muito boa! E a escrita da Marie super ajuda na leitura. Eu mesma também devorei quando li
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  10. so amazing blog dear :)
    I follow you #1875 , follow back?

    https://bubasworld.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  11. Eu tô doida para ler mais livros dessa autora, desde que li uma adaptação que ela escreveu de Batman. Achei genial e estava de olho em Legend. Esse agora também me ganhou pela sua resenha. =)
    Bjks!

    Mundinho da Hanna
    Pinterest | Instagram | Skoob

    ResponderExcluir
  12. Logo que li a sinopse lembrei de jogador número 1. Ainda não li nada da autora e já tava querendo ler esse, mas sem coragem de começar.
    amei a resenha, e com certeza lerei por ser tratar de um livro que fica tão fácil de entrar no universo
    beijos
    http://www.dearlytay.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Oi Sil, realmente ão é muito um gênero que eu leia com frequência, mas eu só leio criticas positivas da autora e gostei da história. Acho que vou curtir!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  14. Oi, Sil! Depois do seu comentário lá no EB, já baixei o livro e estou ansiosa para iniciar a leitura! Só por ser parecido com Jogador Número 1 já fico empolgada haha :D
    Adorei a resenha e as fotos!

    Estante Bibliográfica

    ResponderExcluir
  15. Como esse é o tipo de gênero que quase não leio, creio que justamente por não trazer nada de novo, esse livro seria uma boa primeira experiência pra mim. Gostei da resenha!
    Beijo, Blog Apenas Leite e Pimenta ♥

    ResponderExcluir
  16. Olá Sil,

    Esse livro está na minha lista de desejados, gostei muito de saber que a história é boa e também gosto muito dessa capa.

    Beijos.


    http://devoradordeletras.blogspot.com/

    ResponderExcluir

© Blog Prefácio ♥ 2016 - Todos os direitos reservados ♥ Criado por: Taty Salazar || Tecnologia do Blogger. imagem-logo