11 junho 2020

Resenha | Madrugadas de Desejo - Jayne Fresina

Livro: Madrugadas de Desejo
Série: Sydney Dovedale # 2
Gênero: Romance de Época
Autora: Jayne Fresina
Editora: Única
Páginas: 288
Ano: 2015

Resenha:
Ellie Vyne e James Hartley se odeiam desde que se conhecem por gente. Esse sentimento vem desde que um tio de Ellie fugiu com a mãe de James, fazendo assim com que as famílias se odiassem. E os dois seguiram a tradição, sempre se provocando toda vez que se encontram. O que não acontece com muita frequência ultimamente, já que eles se evitam o quanto pode. Mas um baile de máscaras faz os dois terem um encontro que vai marcar suas vidas, principalmente a de James que não tem nem ideia de quem era a mulher misteriosa vestida de Maria Antonieta. James estava quase caindo de bêbado quando encontra Ellie no meio de um labirinto no jardim, que na hora percebe com quem está falando. James se sente bem a vontade com a mulher a sua frente e o encontro é finalizado com um beijo tão mágico que faz ele se decidir que ali na sua frente está a futura mãe dos seus filhos.

Mas Ellie não pretende se casar com ninguém. Suas meias-irmãs estão fazendo de tudo para que Ellie arrume um marido, afinal com vinte e sete anos ela já passou e muito da idade de casar. O que elas nem imaginam é que faz anos que Ellie assumiu a responsabilidade de sustentar a casa delas e que inclusive seus dotes foi Ellie quem pagou. De dia Ellie é uma simples garota solteirona, mas de noite ela se transforma no Conde de Bonneville, um exímio jogador de cartas que ganha de quem senta com ele na mesa de carteado. Sua última vítima foi lady Ophelia Southwold que perdeu no jogo, além da vergonha ao fazer uma proposta indecorosa ao Conde, um lindo colar de diamantes. Mas o colar não era dela e sim uma joia de família de seu amante, lorde James Hartley. Por isso James vai fazer de tudo para recuperar a joia e, ao seguir o tal Conde, acaba encontrando Ellie e deduz que ela e o Conde são amantes.

E não é só Ellie que está sendo pressionada a se casar. A avó de James decidiu que vai encontrar a noiva perfeita para o neto e até vai dar um baile com todas as moças solteiras da região, menos Ellie é claro, para ver se James se anima. O que ela não sabe é que James quer se casar sim, mas só tem uma mulher que lhe interessa, a mulher cujo beijo ele ainda não esqueceu, a mascarada do baile. E ele finalmente consegue encontrá-la. Decidido a rever o colar de diamantes, James resolve colocar Ellie contra a parede e é então que ele percebe ser ela a mulher que ele estava à procura por todo esse tempo. Esquecendo por um momento de todo passado deles, James pede Ellie em casamento. E Ellie acaba aceitando com algumas condições, que eles terão cinco noites juntos e se ela engravidar, casará com James, caso contrário cada um segue sua vida.

“Pegue-me se for capaz"

Esse livro estava parado a tanto tempo na minha estante que eu nem me lembrava mais dele. E talvez por ter iniciado a leitura sem esperar nada do livro, eu tenha gostado tanto. Nem preciso dizer que amei essa capa. Tem vestido de época e é azul? Claro que já amo hehe. Tem uma capa de outra editora que é muito parecida com essa, mas como esse livro foi lançado antes, a cópia é a outra capa. E a edição está muito bem feita também, com uma diagramação para nenhum romântico de plantão colocar defeito. Quanto a história, fazia tempo que não encontrava um romance de época com uma mistura de romance, humor, diálogos inteligentes e irônicos e muitas cenas quentes em um mesmo livro. Eu ri do começo ao fim do livro. Tantos os protagonistas como os personagens secundários são ótimos e a história te prende de um jeito que quando você vê, o livro já terminou. Tanto que li ele em um dia.

Ellie é uma garota que já sofreu bastante nessa vida. O padrasto dela finge que não vê as contas chegando e sobra para ela pagar. Mas como se uma mulher de sua posição naquela época não podia trabalhar? É então que ela tem a ideia de se vestir de homem e depenar os aristocratas nas cartas. E isso já rende algumas cenas hilárias. E apesar de ser uma mulher independente e se mostrar forte por fora, ela ainda está magoada por um comentário feito por James quando ela tinha dezesseis anos, onde ele a chamou de Elliefoa. E desde então ela nunca conseguiu se achar bonita. E sempre que encontra James ela tenta dar o troco pelo o que ele falou. E por isso ela não consegue ver que está apaixonada por ele desde aquela época.

E com James acontece o mesmo, inclusive o comentário foi um modo de defesa por ter ficado tão deslumbrado quando viu Ellie. De tantas mulheres no mundo ele tinha que se encantar justo pela inimiga? James poderia ser o típico libertino, mas ele chegou em uma fase que não quer mais saber de aventuras e quer sossegar, e vê em Ellie a candidata ideal para esposa, já que os dois se conhecem a tanto tempo e não vão ter nenhuma expectativa para o casamento, mas no fundo ele a ama há mais de dez anos. E é muito engraçado ver as cenas em que os dois tentam negar o que sentem, mas todo mundo em volta já percebeu que eles são completamente apaixonados um pelo outro.

É ai que entra o personagens secundários, como a tia de Ellie e o mordomo de James, que são um achado a parte. Outra pessoa que me fez rir muito na história foi lady Mercy, uma garota de doze anos que cisma que vai se casar com James e vai atrás dele em todos os lugares. Eu não conseguia parar de rir quando ela estava em cena. Eu ainda não conhecia a escrita da autora, mas já virei fã. Pena que só vi que era o segundo livro de uma série quando já tinha lido ele, porque sou dessas que gosta de ler na ordem. Mas também não tem os outros publicados por aqui ainda e espero que publiquem um dia. E para finalizar, é claro que indico o livro para quem gosta do gênero. A leitura vale muito a pena.

Nota:






18 comentários:

  1. Oi, Sil como vai? A capa de este livro é belíssima. Que bom que você gostou de o ler. Abraço!

    https://lucianootacianopensamentosolto.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. ah adorei conhecer esse romance histórico que parece mesmo bem bacana, gostei da sua resenha e fiquei curiosa com a leitura

    www.tofucolorido.com.br
    www.facebook.com/blogtofucolorido

    ResponderExcluir
  3. Oi Sil, tudo bem?
    Logo que vi a capa, lembrei de Sedução da Seda rs.
    Mas adooorei a premissa. Achei mega engraçado e inusitado que a protagonista se vista de homem. Isso deve render muitas cenas legais. Com certeza eu leria esse livro!
    Beijos,

    Priih
    Infinitas Vidas

    ResponderExcluir
  4. Olá,
    Só de ler a resenha já achei bem divertido, estas partes dela como o conde devem ser hilárias mesmo.
    E putz, ela com vinte e sete anos e pensam assim, imagina eu com trinta. Kkkkkkkkk
    Fiquei bem curiosa.
    Essa lady aparecendo do nada nos lugares me lembrou o namorado da menina de Des-Grávida. Kkkkkkkkk

    até mais,
    Canto Cultzíneo

    ResponderExcluir
  5. Achei bem divertido e instigante a trama, gosto de tramas leves também e que me façam rir, parece ser esse o caso desse livro. Desconhecia que era uma série, mas como amo romance de época, vai entrar pra lista dos desejados >< Ótima resenha!

    https://monautrecote.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  6. Eu li esse livro a uns anos atrás.
    Gostei da narrativa também, envolvente.

    www.vivendosentimentos.com.br

    ResponderExcluir
  7. Olá Sil,

    Esse é um mais um liro que fico conhecendo aqui, ao olhar a capa e o título eu torci o nariz, mas lendo a sua resenha fiquei com uma vontade enorme de ler, que trama, um pensando que o outro e uma busca para encontrar uma pessoa que pensam que é mais não é...kkk...legal, dica anotada.


    Bjs.


    https://devoradordeletras.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  8. Oi Sil, como uma amante de romance de época eu preciso ler urgentemente e ando precisando demais de histórias divertidas e leves. Já coloquei na lista de próximas leituras!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  9. ola
    que bom que o romance e agradavel leve divertido
    comprei esse livro mas esta aqui na fila mas possivelmente vou ler ele logo .amo romances de epoca e e mesmo uma pena nao termos mais livros dessa autora publicado por aqui

    ResponderExcluir
  10. EU AMO DEMAIS ESSE LIVRO! Comentei recentemente dele lá no ig, e fico muito contente que você tenha feito a leitura. Eu morri de rir com essa obra, não é uma história completamente original mas o que me cativou mesmo foi a lady Mercy, pra mim a melhor personagem! Nem sabia que tinha um primeiro livro, já quero ler.
    Beijo
    http://www.capitulotreze.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Olá...
    Esse livro está na minha lista de desejados há um tempão, pra alar a verdade, acho que tinha até esquecido dele hehehe...
    Amei acompanhar seus comentários a respeito da obra e, é claro, reascendeu aquela vontade de ler... Pena que a Única não lançou todos os volumes da série.
    Bjo

    http://coisasdediane.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  12. Coitado do livro que foi lançado antes dos romances de época estourarem aqui no Brasil e não teve o devido reconhecimento. Ruim que a editora só lançou esse né?
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  13. Eu também amei esse vestido haha. E a premissa logo me deixou interessada. Curioso que eu nunca havia visto nada sobre este livro.

    Beijos

    Imersão Literária

    ResponderExcluir
  14. Sil, adoro um detalhe desses livros de romance de época: sempre tem um baile em busca do amor da vida do cara ou da mocinha. E sempre rendem ótimos capítulos. Bom, na maioria das vezes! Algumas partes da sinopse fiquei meio confusa, mas com as suas observações, acho que seria uma boa leitura. Aliás, já fiquei curiosa para as cenas dela jogando e da Lady Mercy hahaha. E amei o vestido azul também! ♥

    Beijos, Carol
    www.pequenajornalista.com

    ResponderExcluir
  15. Oi, Sil!
    Eu adoro um bom clichê onde os dois se odeiam e depois descobrem que estão perdidamente apaixonados um pelo outro haha.
    Não leio muitos romances de época, mas estou tentando me aventurar mais no gênero e vou salvar essa indicação :D

    Estante Bibliográfica

    ResponderExcluir
  16. Está aí um bom clichê que eu gostaria de ler! kkk Só de saber que ela depena os ricaços vestida de conde e ainda dá a volta por cima, já curti! kkk
    Bjs!

    Mundinho da Hanna
    Pinterest | Instagram | Skoob

    ResponderExcluir
  17. Oi, Silvana. Esse é um daqueles livros qye você ama ler. Dá pra sentir tua satisfação. Muito legal! O fato de ela se vestir de homem e incorporar um personagem para arrumar dinheiro parece interessante, se for bem trabalhada essa situação na trama.
    Um abraço, querida.

    ResponderExcluir
  18. Oi Sil,
    Ainda não lemos esse livro aqui em casa, mas estamos em um clima bom para devorar os romances de época.
    São os clichês que estão me fazendo sobreviver a pandemia, rs.
    beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com/

    ResponderExcluir

© Blog Prefácio ♥ 2016 - Todos os direitos reservados ♥ Criado por: Taty Salazar || Tecnologia do Blogger. imagem-logo