23 junho 2020

Resenha | Ruína e Ascensão - Leigh Bardugo


Livro: Ruína e Ascensão
Série: Trilogia Grisha #3
#1 - Sombra e Ossos
#2 - Sol e Tormenta
Gênero: Fantasia
Autora: Leigh Bardugo
Editora: Gutenberg
Páginas: 344
Ano: 2015

Contêm spoilers dos livros anteriores nos 3 primeiros parágrafos.

Resenha:
Em Sol e Tormenta vimos o Darkling mostrar todo seu poder ao destruir a capital de Ravka e matar quase todo o exército de Grishas comandado por Alina. Ninguém nem teve tempo de esboçar uma reação, já que o herdeiro do trono foi enganado e quando Nikolai percebeu o que seu irmão havia feito já era tarde demais. Em uma última tentativa de matar o Darkling Alina se conectou a ele através do colar do cervo e quase se matou junto, e perdeu todos os seus poderes no processo. Mas ela foi salva pelos fiéis do Apparat, que acreditam que Alina seja uma deusa e agora ela se encontra na Catedral Branca como uma prisioneira.

Alina vem definhando a olhos visto, já que não tem mais seus poderes. O curioso, e que ela mantêm em segredo absoluto, é que a luz se foi mas ao entrar em contato com as sombras do Darkling, ficou resquícios do poder dele nela e vez ou outra Alina consegue manipular as sombras. O Apparat quer uma Alina que não existe, dócil e subjugada a ele e para isso ele a afastou de todos seus amigos. Com tempo de sobra o que resta a Alina é estudar os livros sobre Ilya Morozova para tentar descobrir onde está o pássaro de fogo, e assim obter o terceiro amplificador como uma ultima esperança para derrotar de vez o Darkling.

Mas em um esforço conjunto Alina e seus amigos conseguem se livrar do Apparat e voltar para a superfície. O problema é que eles saem de uma prisão para o caos que Ravka se tornou. O Darkling fez do palácio de Ravka seu trono de sombras e quer a todo custo encontrar Alina, oferecendo recompensas e aterrorizando a todos que ficam em seu caminho. Enquanto isso acredita-se que Nikolai conseguiu fugir com o rei e sua família, porque o Darkling vem enfrentando a oposição de alguém com as mesmas características do príncipe destemido. E enquanto reza para encontrar o pássaro de fogo, Alina vai descobrir que sua ligação com o Darkling é maior do que ela pensava e derrotá-lo vai exigir um preço que talvez ela não esteja disposta a pagar.

"Nós havíamos feito a escolha sábia, feito a coisa certa. Eu tinha que acreditar que a lógica traria conforto com o tempo. Hoje à noite, havia apenas esse quarto silencioso demais, a dor da perda, o conhecimento profundo e decisivo como o toque de um sino: Algo bom se foi."

Final de trilogia ou série sempre fica aquela sensação esquisita, de como se tivesse sido arrancado algo da gente. Principalmente em livros de fantasia. Mesmo que a gente não tenha gostado inteiramente da história como foi o caso aqui. E olha que essa trilogia foi uma releitura. Mas a gente nunca está preparado para o final de nenhum livro, mesmo já sabendo o que vai acontecer. E terminei a trilogia com a mesma satisfação que senti na primeira vez que li ela. Mas assim como aconteceu da primeira vez, não pude dar nota máxima porque achei que faltou algo para essa história se tornar maravilhosa aos meus olhos.

Ainda mais em tempos que temos histórias como Trono de Vidro por exemplo para comparar. A história é boa, tem uma mitologia incrível, que como disse na resenha do livro anterior, nunca tinha lido nada da mitologia russa, os personagens são bem trabalhados, mas faltou um algo a mais para eu ficar completamente realizada. E também não posso dizer que gostei do final escolhido pela autora. Entendo, mas não gosto. E outra coisa que me incomodou muito foi ter os três livros narrados em primeira pessoa pela Alina. Quando temos livros de fantasia em primeira pessoa, a minha impressão é de que estou perdendo uma parte da história.


Outra coisa que achei que ficou a desejar foi a própria Alina em sua versão Conjuradora do Sol. Pelo tanto de poder que supostamente ela deveria ter, ela não fez quase nada nesse terceiro livro. Sempre tinha alguém salvando o dia por ela. E o tão esperado confronto entre Alina e o Darkling foi nhé. Mas a decepção personagem não ficou só por conta da Alina não. O Darkling como o grande vilão da história também pouco apareceu nesse ultimo livro. E se eu tive algum fascínio por ele no primeiro livro isso morreu de vez ao longo da trilogia. E não entendo como ainda tem gente que defende ele. Aliás entendo sim, é só ver o tanto de gente que defende algumas autoridades no nosso país por exemplo. Já sabe aquelas frases "os fins justificam os meios", "é para um bem maior" tão usadas e tão defendidas por muitos.

Agora quem me surpreendeu positivamente foi o Maly, que praticamente carregou esse terceiro livro nas costas. Ainda não gosto dele porque não engoli ele só descobrir que amava a Alina depois dela "aparecer" por assim dizer quando se descobriu Grisha. Mas gostei de suas atitudes durante todo o terceiro livro. E por fim outra pessoa que eu ainda amo de todo coração é o Nikolai, mas também achei ele meio apagadinho nesse livro em específico. Mas já sei que tem livro dele vindo por ai (espero que a Gutenberg ou quem for publicar não demore horrores para publicar aqui no Brasil). E por fim termino elogiando as edições do livro e indicando a trilogia para quem é fã de livros de fantasia. Apesar de não ter dado nota máxima para os livros, é um universo que amei e que pretendo continuar lendo.

Nota:









17 comentários:

  1. Quando terminamos uma série de livro, assim como televisivas, sempre ficamos mesmo com aquela sensação esquisita de solidão, haha.
    Não conhecia essa trilogia, e apesar das ressalvas, eu daria uma chance à leitura por que ainda não tive contato com nada que envolva a mitologia russa. Gostei da resenha!
    Beijo, Blog Apenas Leite e Pimenta ♥

    ResponderExcluir
  2. Dá um apertinho no coração quando chega ao fim mesmo! Até quando a gente tem algumas ressalvas. Mas espero que a autora escreva outros livros, até mesmo, contos sobre outros personagens e tal. E com pontos de vistas que não façam a gente ter a sensação de que ficou faltando alguma parte. :)

    Beijos, Carol.
    www.pequenajornalista.com

    ResponderExcluir
  3. Oii Sil
    Essa é uma trilogia que desde sempre tinha interesse em ler, eu amo essas capas e isso aumentou minha vontade. Porém acabou que com o tempo eu fui deixando de lado e esquecendo desse livro. Só que ultimamente vi novamente esse livro em alguns blogs e a vontade foi aumentando. Adorei sua resenha e vou ver se leio o livro o mais rápido possível.

    Beijinhos!
    https://focadasnoslivros.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. Oi, Sil! Tudo bom?
    Eu amo o arco do Maly nesse terceiro volume e como ele cresce tão nitidamente na trilogia. O que eu sempre falo dele não é a questão de ter notado a Alina depois de perder ela (realmente babacão) mas de como ele evoluiu e é notável. Amo personagens cinza assim que não são perfeitos e aprendem com os erros e vou protegê-lo KASNUOABNAGUOBASG
    NIKOLAI MOZÃO SUPREMOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO. Sofreu tanto meu bb.
    Eu morro de saudade dessa trilogia mesmo tendo relido há tão pouco tempo. Tô roendo as unhas pela série!

    Beijos, Nizz.
    www.queriaestarlendo.com.br

    ResponderExcluir
  5. Oi Sil, o problema de acompanhar série é a demora nas publicações... infelizmente não conheço essa, mas pela resenha parece uma boa leitura e edições lindas!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  6. Oi, Sil como vai? Esta trilogia me parece encantadora. A capa é belíssima. Abraço!


    https://lucianootacianopensamentosolto.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  7. Eu até gosto da trilogia, mas não achei tão empolgante. E a Alina me irritou bastante em alguns momentos. Esse mapa é maravilhoso, e é um dos meus favoritos!!

    Abraço

    Imersão Literária

    ResponderExcluir
  8. Nossa, essa trilogia é tão linda. as capas são lindas, e a narrativa parece empolgante e envolvente.

    www.vivendosentimentos.com.br

    ResponderExcluir
  9. Essas capas são sensacionais, e toda a história da trilogia é muito interessante, é uma pena a autora não ter mantido o ritmo de alguns personagens. Ótima resenha, Sil!!!

    Beijos
    http://www.leiapop.com/

    ResponderExcluir
  10. Às vezes acontece mesmo da gente esperar uma coisa fantástica e ver que na verdade foi"nhé". Kkkkk...

    ResponderExcluir
  11. Oi, Sil

    Eu não li os três primeiros parágrafos porque tô naquela de quero não quero, vou não vou, leio não leio e é isso. hahahahha
    Que bom que a satisfação com esta releitura foi a mesma, mesmo com um início um pouco aquém do esperado. É chato quando a gente espera um outro final e o autor vem e joga outra coisa na nossa cara, né? Pelo menos você entendeu e não ficou revoltada, às vezes eu fico revoltada. hahaha
    Vamos ver até quando eu vou ficar nesse chove não molha com essa trilogia...

    Beijos
    - Tami
    https://www.meuepilogo.com

    ResponderExcluir
  12. Amo dicas de livros...adorei essa sinopse <3

    ResponderExcluir
  13. Oi Sil, tudo bem?
    Entendo super e concordo com a sensação de ter algo arrancado da gente. Me senti exatamente como você descreveu com A Esperança, de Jogos Vorazes, por exemplo. Me senti "órfã" e também não curti muito a conclusão, especialmente depois de Em Chamas, que foi tão maravilhoso.
    Beijos,

    Priih
    Infinitas Vidas

    ResponderExcluir
  14. Oi
    o primeiro livro da trilogia está na minha lista de desejado, pena que não foi um final tão bom pra você, porém essa trilogia chama bastante minha atenção, pena que não curtiu a resolução final;

    http://momentocrivelli.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  15. Olá...
    Final de série sempre deixa a gente com aquele sentimento de perda, né?
    Amei conferir suas resenhas a respeito dessa trilogia e, é claro, já está anotada em meus desejados... espero poder ler em breve!
    Bjo

    http://coisasdediane.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  16. Olá Sil,


    Essa trilogia está na minha lista de espera de leituras aqui, não vejo a hora de ler, super curioso.

    Bjs.



    https://devoradordeletras.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  17. Oi Sil,
    Não é porque você não deu nota máxima que a série seja ruim, só que você faria algumas coisas diferentes. E também me sinto perdida quando chego a final, a saudade já aperta antes mesmo de começarmos outra leitura, rs.
    beeeijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com/

    ResponderExcluir

© Blog Prefácio ♥ 2016 - Todos os direitos reservados ♥ Criado por: Taty Salazar || Tecnologia do Blogger. imagem-logo