26 janeiro 2020

Resenha | O Crime do Vencedor - Marie Rutkoski


Livro: O Crime do Vencedor
Série: Trilogia do Vencedor #2
#1 A Maldição do Vencedor
Gênero: Fantasia
Autora: Marie Rutkoski
Editora: Plataforma21
Páginas: 360
Ano: 2016

Esse livro é o segundo de uma trilogia. Contêm spoiler do primeiro livro nos três primeiros parágrafos. 

Resenha:
Kestrel é filha do General Trajan, responsável pela vitória de Valória sobre Herran, fazendo assim com que os herranis fossem feitos escravos em suas próprias casas. Mas de certo modo  Kestrel também é escrava dos costumes do seu povo e antes de completar vinte anos tem que se decidir entre se alistar no exército ou se casar e Kestrel não quer nenhuma das duas opções. E sem saber ela se vê envolvida em um plano dos herranis para recuperar suas terras. Ela é levada a comprar um escravo no mercado, Arin, e quando percebe está apaixonada pelo inimigo e é correspondida. Os herranis atacam, mas Kestrel consegue fugir e para salvar a vida de Arin, ela faz um acordo com o Imperador de Valória, onde Arin será o governador de Herran, ainda sob o domínio de Valória, enquanto Kestrel ficou noiva do filho do imperador, o príncipe Verex.

No fim tanto Arin como Kestrel precisaram escolher entre o amor ou a lealdade a seu povo e os dois escolheram o amor, mesmo que cada um deles pense o contrário. Arin matou por Kestrel e escolheu deixá-la fugir, enquanto Kestrel mentiu e manipulou seu imperador para salvar Arin. Mas Arin acredita que Kestrel escolheu Valória e só aceita os termos do imperador desde que Kestrel seja a porta voz entre os dois povos. E Kestrel que ansiava por liberdade se vê presa em suas próprias escolhas. Sua vida agora se resume a estar sempre impecável e a refeições com o imperador, que são verdadeiras batalhas mentais onde o imperador joga tanto com Kestrel como com o próprio filho. Como considera Verex um fraco, ele decidiu fazer de Kestrel sua sucessora e vai fazer de tudo que estiver a seu alcance para tornar Kestrel digna de assumir seu lugar.

Enquanto isso Arin governa Herran, mas todas as riquezas estão indo embora para os cofres de Valória e ele não sabe o que fazer para reerguer Herran. E ainda tem que lidar com a saudade que corrói seu peito, porque todos seus pensamentos são para Kestrel. Por isso ele não resiste a vontade de vê-la quando recebe o convite para o baile em comemoração ao noivado. E quando se encontram Arin pede que ela o perdoe, achando que é por alguma coisa que ele fez que Kestrel aceitou o casamento. Kestrel não pode dizer a verdade, por isso mente para Arin enquanto se torna espiã dos herranis dentro do palácio. Mas Arin acredita que Kestrel se transformou em outra pessoa e decide viajar para o Oriente em busca de aliados antes que o Imperador resolva que a trégua com Herran terminou.

"Que jogo era aquele?
O que Kestrel pensava que estava fazendo?
Ela já não havia perdido o suficiente?
Já não havia feito o suficiente?"

Se eu tive alguma dúvida para dar a minha nota para o primeiro livro da trilogia, nesse segundo livro nem passou pela minha cabeça dar menos que a nota máxima para a história. Que livro! No começo até que foi mais lento, intercalando entre o que acontecia em Valória com Kestrel e em Herran com Arin, mas quando os dois se juntaram e as coisas foram tomando forma, foi de tirar o folego. As últimas cem páginas eu devorei porque estava aflita para saber o que ia acontecer. E ainda bem que já tenho o terceiro e último livro aqui porque precisei emendar um no outro depois daquele final do segundo livro. A história que começou tímida, tipo a ponta do iceberg, debaixo d'água tinha muito mais e a autora mostrou a que veio nesse segundo livro, que além de não sofrer a maldição do segundo livro, foi infinitamente melhor que o primeiro. 

Mas quem sofreu mesmo foi meu pobre coração. Fazia tempo que não sofria tanto assim por um casal. Que angustia ver os dois separados e sem poder fazer nada para mudar aquela situação. O amor entre eles é tão palpável, mesmo eles estando longe e, assim como no primeiro livro, só temos um beijo para contar história, suas ações e reações são regidas pelo que sentem. Tanto um como o outro, por mais que tentem, não conseguem esconder o tamanho do sentimento que existe dentro do peito deles. E resta ao leitor sofrer junto por algo que parece ser impossível, mas que fica aquela torcida para que de alguma maneira que eu não consegui pensar ainda, eles possam viver esse amor, mesmo seus países sendo inimigos mortais. 


Kestrel é uma estrategista de mão cheia e vai levando o jogo como pode. E o mais incrível nela é que ela não tem ninguém com quem contar. Ela não tem família, já que seu pai é igual se não pior que o imperador, não tem amigos, porque a única que ela tinha, Jess, não aceita Kestrel ter rejeitado seu irmão, suas criadas são todas informantes de alguém e seu amor está longe e no momento pensa o pior dela por seus esforços nesse sentido mesmo. E ainda assim ela é forte, luta por justiça, não importa em qual lado. Já Arin mesmo acreditando no pior, não consegue sufocar o que sente. Mas ele não deixa seu povo de lado e entra no jogo para vencer. E falando em jogo, quem gosta de livros nesse estilo com jogos políticos, vai encontrar um prato cheio nessa trilogia. 

E temos novos personagens e novos cenários inseridos na história. No primeiro livro fomos limitados a Herran, mas aqui o cenário se amplia e vamos conhecer o território de Valória, e um pouco das terras do Oriente. Dos novos personagens, Verex foi meu favorito e se Arin já não fosse o dono do meu coração, eu torceria por ele. Ele é um amor de pessoa. Já o imperador, que homem intragável. Queria torcer o pescoço dele na verdade e estou torcendo para ele ter o que merece. Já o pai de Arin, estou sem palavras até agora para o que ele fez. Enfim, para terminar quero falar dessa capa que é tão linda quanto a do primeiro livro. Mas não sei, acho que ficaria ainda melhor com cores não tão fortes. E indico o livro para quem é fã do gênero. Com certeza é uma história que vale a pena.

Nota:










16 comentários:

  1. Oi, Sil como vai? Linda esta capa! Me parece uma leitura agradabilíssima para os aficcionados pelo gênero. Abraço!

    https://lucianootacianopensamentosolto.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Olá...
    Confesso que li sua resenha bem por alto mesmo, pois, desde que você postou a resenha do primeiro volume dessa trilogia estou roendo as unhas de ansiedade pra ler... Sem dúvida, acho que vai ser uma série que vai ganhar meu coração!!!
    Amei saber que nesse volume teve novos personagens e cenários!
    Precisa dizer que anotei a dica?
    Bjo

    http://coisasdediane.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Oi Sil, bom dia!!
    Eu adorei a resenha, principalmente por saber que já engatou o segundo livro no terceiro, gosto muiito de livros assim e estou precisando deles!!

    Beijos Mila

    Daily of Books Mila

    ResponderExcluir
  4. Não sou muito de ler fantasia, já li uma trilogia inteira e quero me jogar de cabeça nessa também. gostei e pela sua resenha sei que vou gostar muito dos livros.
    Beijocas.


    https://www.parafraseandocomvanessa.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Já havia visto algumas resenhas sobre esse livro e todas eram positivas. Sem dúvida, é uma história que vale a pena conhecer! ❤

    https://www.kailagarcia.com

    ResponderExcluir
  6. Oiee Sil! Além da capa ser linda, vejo que a diagramação dele é muito bem feita! Não estou pegando livros de séries, trilogias, duologias e afins, mas acredito que num futuro eu leria.
    Não curto muito começos lentos porque fica muito massante logo no início, mas se o final compensa... é para se pensar.

    Passa lá no blog e confere as novidades!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  7. Oi Sil!
    EU PRECISO MUITO DESSE VOLUME <3 AFF TUDO PRA MIM KESTREL. Eu amei tanto essa protagonista, mas tanto. Eu li sem esperar nada e foi um baita surpresa. Ansioso pra ve que rumos essa trilogia vai tomar. Mas so vi resenhas positivas.

    Abraços
    Emerson
    http://territoriogeeknerd.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  8. Oi Sil,
    Faz tempo que não leio o gênero, mas gosto bastante. Sempre vejo resenhas a respeito desta série e parecem ser ótimos. Além, das capas serem muito bonitas, adorei sua resenha e assim que eu tiver oportunidade quero ler.

    Beijinhos
    https://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  9. Oi Sil,

    Tambem sofri por esse casal quando li esse livro. Mas o último me destruiu completamente.
    É uma ótima trilogia, está entre as minhas queridinhas.

    Bjs e uma boa semana!
    Diário dos Livros
    Conheça o Instagram

    ResponderExcluir
  10. Oi Sil! Esse ano eu leio e espero gostar bastante também. Li pouco do gênero em 2019 e este ano vou compensar. Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  11. Oi Sil, eu acho as capas dessa séries tão lindas! Eu ando evitando séries do gênero, prefiro os livros únicos, mas sem dúvida parece uma boa leitura! E puxa, só um beijinho do casal? Triste rs

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  12. Oi
    que bom que amou a leitura desse livro, já li resenhas negativas e positivas, mais a história parece interessante, principalmente a protagonista da história, espero que também goste do último livro.

    http://momentocrivelli.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  13. Oi, Sil

    Eu tenho vontade de ler essa trilogia apesar de não ser dos meus gêneros preferidos. Gosto quando tem essas questões mais políticas e tudo mais.
    Imagino mesmo que deva dar uma agonia vê-los separados, ainda mais quando há tanto potencial no relacionamento e um segredo vem atrapalhar tudo! O que mais me chama a atenção é a protagonista, pois mesmo sem ninguém com quem contar e com Arin longe ela não deixa a peteca cair, imagino que seja uma personagem feminina e tanto.
    Espero ter a oportunidade de ler um dia!

    Beijos
    - Tami
    https://www.meuepilogo.com

    ResponderExcluir
  14. Que bom que gostou do livro. Um abraço. Tudo de bom.

    ResponderExcluir
  15. Oi Sil, tudo bem?
    Que maravilha quando o livro seguinte de uma série conquista tanto assim, né? Dá ainda mais vontade de ler a série. Fico feliz que tenha sido uma boa experiência!
    Beijos,

    Priih
    Infinitas Vidas

    ResponderExcluir
  16. Oi, Sil! Tudo bom?
    Um livro nunca me causou tanta DOR FÍSICA quanto esse. É aquele tipo de angst que sai do emocional e afeta minha existência KJNASOJFABUOGBAOBGASBGAS eu lembro de morder a mão de tanto desespero com o final (na releitura foi quase a mesma coisa).
    Eu amo a Kestrel e o Arin e mdssssss como sofro. O último volume é um tiro atrás do outro, prepara o coração!

    Beijos,
    Denise Flaibam.
    www.queriaestarlendo.com.br

    ResponderExcluir

© Blog Prefácio ♥ 2016 - Todos os direitos reservados ♥ Criado por: Taty Salazar || Tecnologia do Blogger. imagem-logo