25 setembro 2015

Resenha | Cinco Dias - Julie Lawson Timmer


Livro: Cinco Dias
Série: Não
Autor: Julie Lawson Timmer
Editora: Novo Conceito
Gênero: Drama
Páginas: 368
Ano: 2015

Resenha:
Mara Nichols é uma mulher bem sucedida, tanto na carreira como no casamento.  Mas nos últimos quatro anos, sua vida tem sido uma luta diária contra a Doença de Huntington. Ela que sempre foi uma mulher ativa e nunca dependeu de ninguém, agora vive uma vida de limitações e não consegue fazer mais as coisas banais do dia a dia, sem falar no humor, que oscila o tempo todo. Desde que soube o diagnóstico, ela tomou uma decisão: ela vai cometer suicídio. Ela já decidiu como vai morrer, sua unica preocupação é o corpo que vai ficar para trás para seu marido Tom, encontrar. Só faltava decidir quando ela faria isso e essa decisão é tomada quando ela não consegue segurar o xixi dentro do supermercado. Ela decide que será em cinco dias, no dia do seu aniversário, antes que nem isso ela consiga fazer mais.

Scott Coffman é um professor do ensino médio que acredita que pode mudar a vida dos alunos que estudam lá. Sua esposa Laurie está grávida de seis meses e requer sua atenção, mas fora os problemas dos seus alunos, ele só tem olhos para Curtis um menino de 8 anos que está morando com eles a um ano já, desde que a mãe dele foi presa. Mas agora ela está para ser solta e Curtis vai ser devolvido a sua antiga vida. Uma vida de necessidades constante, mas Scott não pode fazer nada a respeito, pois, para a justiça, o melhor lugar para uma criança é ao lado da mãe. Laurie já está pensando em tudo o que vai poder fazer com o tempo livre que vai ter a partir de agora, mas Scott só consegue pensar que em cinco dias vai estar longe de Curtis.

Mara e Scott não de conhecem pessoalmente, mas tem algo em comum: apenas cinco dias para se despedirem das pessoas que eles amam. Desde que adotou sua filha Lakshmi, Mara participa de uma comunidade online de pais adotivos, é de onde ela conhece Scott, que entrou na comunidade depois que Curtis veio morar com eles. Eles não sabem o nome verdadeiro um do outro, mas seus desejos e anseios são conhecidos de todos que participam do fórum. Todos sabem que Scott vai ter que devolver seu filho adotivo em cinco dias e ele conta com a ajuda de Mara para enfrentar os dias seguintes ao acontecimento. Só que Scott não tem nem ideia de que Mara não vai estar viva até lá para poder oferecer seu conforto a ele.
"— Acho que o intelecto e a lógica não sabem merda nenhuma de como é ser diagnosticado com uma doença incurável."
Não sei nem como começar a falar desse livro, eu solicitei ele porque gostei da sinopse, mas não tinha nem ideia da grandeza da história que iria encontrar pela frente. O livro é narrado por Mara e por Scott, em capítulos alternados. No começo não vemos a ligação entre os dois, mas depois as histórias se ligam. Não chorei lendo ele, mas terminei com um nó na garganta e uma sensação de impotência diante de uma doença que infelizmente está ganhando no momento. Eu gostei muito da história de Scott, mas diante da situação da Mara, seu drama particular me pareceu tão insignificante, mesmo sabendo que para ele era o fim do mundo o que estava acontecendo. Talvez por isso também gostei muito mais da Mara do que dele.

Eu já tinha ouvido falar da Doença de Huntington, mas acompanhar alguém vivendo ela é de cortar o coração. Meu pai sofre do Mal de Alzheimer e sei o que é conviver com alguém com uma doença incurável, mas a DH é ainda pior, não é só o cérebro que é afetado, mas as emoções e o corpo também. Em questão de pouco tempo a pessoa está em estado vegetativo. Por isso entendo a atitude da Mara em relação ao suicídio, não que eu aprove isso, mas lendo ela mostrando como era sua vida de antes e todas as situações que ela está vivendo e só tende a piorar, não tem como não perdoar o sacrifício que ela fez. E o engraçado é que ela não pensa nela e na dificuldade que ela está tendo e sim nas outras pessoas que terão que cuidar dela depois. E principalmente na sua filha, que tem apenas 5 anos e está sendo constrangida o tempo todo por causa de sua doença.

Quanto a Scott, me irritou algumas vezes. Sei que ele amava muito o Curtis, mas e sua esposa como fica nessa situação. Acho que no casamento as coisas tem que ser decididas pelos dois e não achar que não ama mais sua mulher porque ela não concordou com uma coisa que você quer muito. Coisa essa aliás que não era o que você queria quando casou com ela. Sei que algumas pessoas irão dizer que ela estava errada em não apoiar o marido nessa situação, mas temos que ver que ela está grávida depois de muito tempo tentando e que ela deu seu amor e sua atenção incondicional a Curtis durante esse ano que ele esteve com eles. Mas enfim, só não dei 5 estrelas por causa do final. Eu gosto de finais abertos, mas nesse caso, eu queria muito ler um epílogo para saber o que aconteceu. Mais uma vez parabéns a Novo Conceito pela edição muito bem feita e por ter trazido mais uma história maravilhosa para o Brasil.

Nota:




15 comentários:

  1. Oie
    Já v muitos comentários sobre este livro e olha parece ser muito interessante. Não conheço essa doença, mas pelos teus comentários parece ser uma história bem tocante. Fiquei curiosa. Beijos

    http://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Ola lindona. Poxa nunca ouvi falar neste livro acredita ?? Kk mais gostei bastante da resenha.. Bjoos
    www.mundodasfashion.com

    ResponderExcluir
  3. Nossa, que livro chocante :/ pesado em termos da realidade que muitas vezes temos dificuldade em encarar, da quantidade de pessoas que sofrem com essas doenças e não fazemos nem ideia. Adorei sua resenha, com certeza esse livro já entrou pra minha lista de desejados!

    xx Carol
    http://caverna-literaria.blogspot.com.br/
    Tem resenha nova no blog de "Lírio Azul, Azul Lírio", vem conferir!

    ResponderExcluir
  4. Ola lindona. Poxa nunca ouvi falar neste livro acredita ?? Kk mais gostei bastante da resenha.. Bjoos
    www.mundodasfashion.com

    ResponderExcluir
  5. Oi, Sil! Tudo bem? Nossa, o livro parece ser impactante! Gosto quando os autores decidem tratar alguma doença em suas obras, pois nos deixa a par do quê tantas pessoas passam. Mas de fato deve ser tudo de partir o coração, né? :/ Mas enfim, adorei a resenha! :)

    Abraço

    http://tonylucasblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. oi
    estava curiosa para ler uma resenha desse livro,
    a história parece ser emocionante, nem conhecia essa doença
    a protagonista deve ser ótima,.

    momentocrivelli.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. Oi, Sil, tudo bom?

    Esse livro parece ser mesmo muito emocionant! A historia de Mara me lembrou a do livro Para Sempre Alice.
    Só não gosto dessa capa... a original é mais bonita!
    Sinto muito pelo seu pai! 💚

    http://www.meuepilogo.com

    ResponderExcluir
  8. Oi Sil, confesso que me arrependi de não ter solicitado esse exemplar. Quando li a sinopse, só pensei que estava cansada de histórias tristes e que abordassem doenças. Porém, todas as resenhas que leio são positivas e dizem o quanto este livro não foi devidamente valorizado e o quanto é precioso. Ok, me convenci, preciso ler.. kkk Beijos, Mi

    Blog Recanto da Mi

    ResponderExcluir
  9. Heey!
    O livro parece ser bem forte, mas também muito bom. Com certeza vai entrar para a minha lista de desejados ^^
    Abraços!
    Blog - Desbravando o Infinito

    ResponderExcluir
  10. Oi Silvana.
    Eu não solicitei esse livro porque achei que seria uma história bem densa, e após ler sua resenha vi que não me enganei.
    Tenho evitado enredos pesados, tristes e que me deixem pra baixo. Mas a sua resenha está ótima com impressões palpáveis.

    Beijos.
    Leituras da Paty

    ResponderExcluir
  11. Nunca ouvi falar desse livro, mas parece bem interessante.
    Post it & Livros

    ResponderExcluir
  12. Oi Sil!
    Olha que apareci de novo, rs.
    Li esse livro e mesmo não achando o final da Personagem muito legal eu até que gostei, mas odiei o fato do constrangimento, sei que a menina era apenas uma criança, mas sei lá, só quem vive isso pode julgar.
    Quando ao Scot gostei bastante dele e confesso que a esposa me irritou bastante, pois se ela disse que foi com a chegada do menino que ela engravidou, porque não o queria sabe?!
    Mas cada um com uma visão diferente

    Beijos
    http://www.amorliterariooriginal.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  13. Oi Sil!
    Tenho visto muitos blogs comentando sobre este livro ultimamente, parece ser mesmo ótimo e emocionante. O enredo me interessou, gosto muito de estórias com mais de um protagonista. Que pena o final tão ter sido conclusivo! Ótima resenha. :)
    beijos ♥
    nuclear--story.blogspot.com

    ResponderExcluir
  14. Eu estou lendo esse livro e realmente apenas pelo começo é possível perceber sua profundidade. Gostei dos personagens e estou ansiosa pelo desfecho.

    Beijos, Vanessa
    (http://amamosaleitura.blogspot.com.br/)

    ResponderExcluir
  15. Olááá Sil!
    Vc como sempre me atualizando sobre muitos livros bons que não conheço (e multiplicando a minha WishList) hahaha
    Gente o livro parece ser bem profundo, repleto de sentimento e um enredo fantástico pelo que você contou na resenha... Só não sei se eu aguento essa de suícidio sem me desmanchar em lágrimas junto a personagem, acho que terei de preparar meu psicológico para essa leitura kkk

    Mas enfim, o livro parece bem interessante, amei a resenha Sil!
    Bjoos

    Jovem Literário

    ResponderExcluir

© Blog Prefácio ♥ 2016 - Todos os direitos reservados ♥ Criado por: Taty Salazar || Tecnologia do Blogger. imagem-logo