11 outubro 2017

Resenha | O Pior Geminiano - Ludmila Bahia


Livro: O Pior Geminiano
Série: Não
Gênero: Chick-lit
Autora: Ludmila Bahia
Editora: Sinna
Páginas: 342
Ano: 2017

Resenha
É de conhecimento de todos que os geminianos são pessoas muito difíceis de lidar. Alguns dizem que os geminianos tem duas caras, outros, dupla personalidade. Dizem que seu caráter é duplo, bastante complexo e contraditório. Por um lado é versátil, mas pelo outro pode não ser sincero. Consideram a vida como um jogo e procuram diversão e novas situações. Os geminianos costumam ser corteses, carinhosos, amáveis e generosos e as vezes utilizam seus atributos para conseguir seus próprios objetivos e são capazes de recorrer à mentira - sem perder seu encanto - com a finalidade de obter o que querem. Ansiedade e palavras impulsivas são frequentes na vida de alguém de gêmeos, bem como uma variação repentina de opinião e humor e eles detestam solidão. E eles tem um lado que se entrega emocionalmente, mas outro que recusa o amor.

Agora imagine tudo isso aliado a um cara rico, filho do dono de uma grande empresa, charmoso e muito bonito. Só podia resultar no pior geminiano do mundo: Marcelo Moreira, chefe de Ana Luísa. Nalu é secretária executiva e trabalha duro para conseguir dinheiro para realizar seu sonho de ter seu próprio negócio. Por isso ela não reclama (não muito) quando precisa buscar Marcelo em lugares inusitados, ou de ter que se livrar das várias mulheres que vivem atrás dele, os adicionais que ele lhe dá compensa o esforço, mesmo que isso não faça parte da suas atribuições. Além de secretariar o Marcelo, ela ainda é a coordenadora da equipe de secretários executivos da empresa. E ela é ótima no que faz e se esforça muito para ser a melhor. Talvez por isso ela foi dar ouvidos a sua irmã Adriana e deixou a irmã fazer um mapa astral do seu chefe.

Agora Adriana fica enviando a previsão do dia dos geminianos em seu celular. E o pior é que não é que as coisas parecem acontecer como estão no horóscopo? Quem sabe assim ela não começa a entender um pouco mais sobre seu complicado chefe que de uma hora para outra começou a pegar no seu pé porque ela começou a sair com Henrique, um outro funcionário da empresa. O que Marcelo não sabe é que Nalu só saiu com Henrique para esquecer as imagens de um sonho bem esquisito que teve com ele. No sonho ela e Marcelo estavam se beijando, veja só o absurdo da situação. Mas só nos sonhos mesmo para ela dar bola para alguém como o Marcelo. Nalu sabe a quantidade de mulheres que já teve seu coração partido por ele. Ela nunca vai querer nada com o Marcelo, mesmo que ultimamente é só chegar perto dele que seu coração começa a bater mais rápido.

E de repente sua vida parece que começa a andar para trás. seu padrasto Carlos sofre um infarto e Nalu decide voltar para casa, tanto para ajudar sua mãe, como para economizar, porque as economias que ela tinha ela deu para sua mãe quitar as dívidas. E no momento em que ela mais precisa de dinheiro ela fica sabendo por um dos diretores da empresa, Felipe, que ela odeia, que Marcelo vetou uma promoção que seu pai queria dar para ela. Quem Marcelo pensa que é para empatar sua vida? Só podia ser um geminiano mesmo. E nem adianta ele vir com outras intenções para o seu lado, ela está mais do que blindada para caras como ele. Mesmo sendo de aries, que segundo sua irmã as arianas gostam de se aventurar sem pensar muito nas consequências. Marcelo não tem a menos chance com ela, ou será que tem?

Quando recebi o e-mail da editora com os livros que eu poderia solicitar para leitura, O Pior Geminiano me chamou a atenção logo de cara e foi minha primeira escolha. Primeiro que amo capas rosa, e essa está incrível e tem tudo a ver com a história. Segundo que é de um gênero que amo. Adoro os clichês que vem junto com o gênero. E terceiro porque sou geminiana e queria saber o que a autora ia aprontar na história e se eu ia me identificar. E posso dizer que o livro foi uma agradavel surpresa. Eu amo os livros da Sophie Kinsella que é a rainha do gênero, mas tenho que dizer que a Ludmila não deixou nada a desejar se comparada com a Sophie ou com outras autoras famosas no gênero como a Meg Cabot e a Marian Keyes. E o melhor de tudo, é nacional!

A história contém todos os clichês do gênero. A protagonista Nalu é bem fora da casinha. Ela é muito competente no que faz, mas perde a cabeça quando alguém diz o contrário. Tem a atração pelo chefe, que é um canalha mas mesmo assim ela acaba se envolvendo com ele. Tem a personagem vaca que faz de tudo para prejudicar a protagonista e tem o chefe, que aqui no caso não é o chefe dela mas é um dos diretores da empresa, que é o vilão da história. Tem as melhores amigas, amigos gays, tem um cara bonitão que se apaixona pela protagonista mas que logo de cara a gente vê que não tem nenhuma chance com ela. E tem os problemas familiares. Mas ao mesmo tempo a autora foge de vários clichês como por exemplo a protagonista. Ela é negra e não está a procura de um marido para ser feliz. Para quem gosta do gênero vai se sentir em casa.

E eu como já citei acima, amo chick-lits, por isso já podem imaginar como me senti lendo o livro. Devorei na verdade, li ele em um dia. Me deliciei com as "aventuras" da Nalu. Ri boa parte da história e também me irritei outras tantas. Até por isso não dei nota máxima. Tem algumas horas que dá vontade de socar o casal protagonista. Porque não conversam e falam o que estão sentindo um para o outro? É tão dificil isso? E a Nalu foi muito contraditória em varias partes. Por vezes ela me pareceu ser mais geminiana do que o Marcelo, porque o mulher que vive em extremos. Mas em compensação temos um casal para amar e torcer para que eles fiquem juntos. A história é fofa, romântica e além de ter todos os elementos que amo em um bom chick-lit, a autora ainda abordou temas como o racismo e a diversidade de gêneros. Só me resta indicar o livro para quem gosta do gênero. O livro me conquistou.

Nota:






13 comentários:

  1. Oi, Sil. Falou geminiana eu vim correndo ler a resenha, já que também sinto a maior curiosidade sobre o que as pessoas falam desse signo, mesmo que eu não coloque muita fé em astrologia. Com toda a certeza eu vou ler a história, ela me cativou completamente.
    Beijos
    http://www.leitoraencantada.com

    ResponderExcluir
  2. Oi Sil,
    Nunca li nada com essa temática de signos, mas o primeiro da lista é "Os 12 Signos de Valentina' da Ray Tavares. Depois de ler este, tento me aventurar nessa sua dica.
    Nunca fui muito ligada nessas coisas, então preciso saber se vou me apegar.
    Beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Oi, Sil!
    Eu amo um chiclê, principalmente se eles me fazem rir. Acho que esse seria o caso, principalmente por envolver signos hahahha
    Beijos
    Balaio de Babados
    Participe das promoções em andamento e ganhe prêmios maravilhosos

    ResponderExcluir
  4. Olha Sil, nem eu consigo descrever essa história tão bem quanto você fez! Estou apaixonada pela resenha, é maravilhoso ver meu trabalho ganhar palavras tão carinhosas e gentis de uma pessoa que é muito fã do gênero. Eu não tenho palavras para agradecer suficientemente por essa resenha.
    Nalu é contraditória mesmo, tem gêmeos só no quíron mas tem sol em Àries, Asc em Câncer e a Lua em Leão. UHUASHAHUSHUAS, outra que tbm acaba lutando com os seus próprios desafios internos e isso é complicado...

    Novamente, muito obrigada pela resenha <3

    http://submundosliterarios.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Oi Sil,

    Adoro livro clichês, pois tem aquele tipo de leitura gostosa de se fazer.
    Não conhecia a obra, mas vou colocar na lista de leitura.
    Bjs e um bom fim de semana!
    Diário dos Livros
    Siga o Instagram

    ResponderExcluir
  6. Nossa, fiquei super curiosa para ler!
    Adorei o blog, beijos

    Aos Olhos da Diu × FanPage

    ResponderExcluir
  7. Oi Sil,
    Adoro chick-lits exatamente por me fazerem rir e tirar a gente um pouco do mundão chato cheio de problemas haha
    Gostei até da premissa desse, o problema é que me lembraria muita coisa pessoal e eu acabaria implicando com a narrativa. Acho que é a primeira vez q me deparo com um livro cheio de coisas da minha vida q quero enterrar kkkkk
    HAHA minha mãe é geminiana, tem dias que só geezuis msm kkkkkkkkk

    P.S.: Ah, lá na Amazon tem os e-books do primeiro e o segundo de Fortaleza Negra. Aliás hoje, o primeiro está gratuito. Não sei quando ela pretende colocar o terceiro, mas acho que é uma boa pra economizar e nem ocupa espaço kkkkk

    tenha um ótimo final de semana =D
    Nana - Canto Cultzíneo

    ResponderExcluir
  8. Ahhh que absurdo, nós geminianos não somos difíceis, somos otimas pessoas kkkkkkkk Signos a parte eu adorei a história e amo um bom chick-lit, já está na minha lista de leitura!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  9. Oi Sil, tudo bom?
    Eu boio muito nessa história de signos e me sinto muito peixe fora d'água porque O MUNDO parece entender sobre isso. Só sei que sou de Peixes e isso explica muito da minha trouxice (e da minha criatividade!).
    ODEIO quando o casal da história não se comunica só pra desenvolver intriga dentro da trama, é um desenvolvimento tão preguiçoso! Mas gostei muito de saber que, apesar disso, a história vale a pena. Fiquei curiosa e vou procurar o livro sim *-*

    Beijos,
    Denise Flaibam.
    www.queriaestarlendo.com.br

    ResponderExcluir
  10. Oi, Sil

    Eu conheci a autora desse livro no evento pré-bienal que teve aqui no Rio. Ela é tão tímida! Ou então estava muito nervosa, não sei... só sei que ela mal conseguiu explicar a história do livro, por isso nem me interessei lá na hora. Mas agora com a sua resenha, mesmo chick-lit não sendo um gênero pelo qua eu morro de amores, eu fiquei com vontade de ler!
    Eu não entendo nada de signos, só sei as características do meu e olhe lá, mas a proposta me agradou!
    E eu ficocom raiva quando as pessoas começam a brigar nos livros sem antes conversar! Hahahah Tanto mal entendido pode ser resolvido com uma conversa, né?
    Adorei a resenha! :D

    Beijos
    - Tami
    http://www.meuepilogo.com

    ResponderExcluir
  11. Como você consegue ler livros em um dia? Eu mesmo com um livro bem fininho não consigo kkkk. Não conhecia essa história mas parece ser super divertida :)

    www.vivendosentimentos.com.br

    ResponderExcluir
  12. Oi Sil
    O enredo é interessante, mas não chama muito minha atenção e eu não curto muito clichê, claro que tem suas exceções. Agora vc comparou o livro com os da Sophie Kinsella e isto me animou, adoro os livros dela. Essa capa ficou muito legal mesmo.

    Beijinhos
    https://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Oi Sil,
    Nossa não conhecia o livro mas me interessei sim, principalmente porque você disse que ela não perde para Meg Cabot e Sophie. Parece ser um livro com clichês mas muito divertido com certeza.Vou adicionar a minha lista também.
    Beijos
    Raquel Machado
    Leitura Kriativa
    leiturakriativa.blogspot.com

    ResponderExcluir

© Blog Prefácio ♥ 2016 - Todos os direitos reservados ♥ Criado por: Taty Salazar || Tecnologia do Blogger. imagem-logo