21 julho 2020

Resenha | O Jogo do Anjo - Carlos Ruiz Zafón


Livro: O Jogo do Anjo
Série: O Cemitério dos Livros Esquecidos # 2
#1 - A Sombra do Vento
Gênero: Suspense
Autor: Carlos Ruiz Zafón
Editora: Suma
Páginas: 410
Ano: 2008

Resenha:
Barcelona do início do século XX.
David Martín não teve uma infância muito feliz. Os únicos momentos em que ele esquecia a realidade em que vivia eram os que passava na livraria Sempere e Filhos. E foi através do sr. Sempere que David descobriu o que queria fazer da sua vida quando ganhou de presente o livro Grandes Esperanças. Assim que leu o livro ele soube que queria escrever histórias como aquela. Mas seu sonho só começou a virar realidade quando ele perdeu seu pai e foi amparado por Pedro Vidal, a estrela do jornal onde seu pai trabalhou até morrer. Mas ao receber a proteção de Vidal, David atraiu a inveja dos outros funcionários do jornal, resultando assim em sua demissão.

Mas antes de ser despedido uma coisa muito estranha aconteceu. David recebeu um convite dentro de um envelope lacrado com uma imagem de um anjo, que ele pensa tratar-se de alguma brincadeira de mal gosto de seus colegas. Dentro do envelope tem um bilhete assinado apenas como A.C. com um endereço. Quando ele chega ao local, um bordel de luxo, para sua surpresa no quarto em que ele é levado, David encontra a heroína de suas histórias Chloé em carne e osso e David tem uma noite inesquecível. Mas quando ele volta ao bordel só encontra uma casa velha e queimada. E ao pesquisar sobre ela no jornal descobre que a casa nunca mais foi aberta desde que há 15 anos houve um incêndio no local.

Desempregado David começa a escrever um folhetim intitulado "A cidade dos malditos" que não traz nenhum rendimento, mas que acaba com sua saúde. E aos 28 anos David descobre que vai morrer. E ao mesmo tempo David é procurado por Cristina, secretaria de Vidal e amor secreto de David. Cristina diz que Vidal não está conseguindo terminar seu último romance e pede que David ajude revisando o que ele já escreveu, mas na verdade David precisa reescrever o livro inteiro que ao ser publicado faz o maior sucesso, enquanto o livro que Davis publica em seu nome é um fracasso. E como se não bastasse alem de levar os créditos pelo livro escrito por David, Vidal ainda anuncia que vai se casar com Cristina. É nesse momento que David conhece Andreas Corelli, e faz um acordo com ele que pode custar muito mais caro do que David pode pagar.

"Tudo é um conto, Martín. O que cremos, o que conhecemos, o que recordamos e até o que sonhamos. Tudo é um conto, uma narração, uma sequência de acontecimentos e personagens que comunicam um conteúdo emocional. Um ato de fé é um ato de aceitação, aceitação de uma história que nos foi contada. Só aceitamos como verdadeiro aquilo que pode ser narrado.”

Esse é o segundo livro da série O Cemitério dos Livros Esquecidos, mas a história desse livro acontece antes da história do livro A Sombra do vento, por isso ele pode ser lido tanto na ordem de publicação como na ordem cronológica. Estamos de volta as ruas de Barcelona e temos dois cenários comuns nos dois livros: o cemitério dos livros esquecidos que dá o título a série e a livraria dos Sempere que nesse livro temos o avó e o pai de Daniel, protagonista do outro livro. Outro personagem já conhecido para quem leu a Sombra do vento é Isabella, aqui assistente de David e no livro anterior a mãe de Daniel que já é falecida e cujo rosto ele começou a esquecer e que por esse ocorrido se dá inicio a toda aventura do livro.

Como disse na resenha de A Sombra do Vento essa é uma releitura da série, mas diferente do que aconteceu com A Sombra do Vento, eu não lembrava totalmente da história de O Jogo do Anjo, somente dos sentimentos que ela me trouxe. E nessa releitura eles foram os mesmos. Assim como aconteceu na primeira leitura terminei o livro sem saber se tudo o que li aconteceu de verdade, se foi algo mágico ou se foi tudo loucura da cabeça do protagonista. Em A Sombra do Vento já temos uma história com um tom mais sombrio, mas em O Jogo do Anjo o autor colocou um pé no sobrenatural, assim como acontece em seu livro mais famoso, Marina.

Esse segundo livro também não traz uma definição específica a qual gênero pertence, mas acho que ele puxa mais para o suspense. E coloca suspense nisso porque a terceira parte do livro, mais ou menos uma 100 páginas, a gente não consegue largar antes de terminar. Tudo o que o autor vinha preparando devagarzinho, colocando uma pista aqui outra ali, de repente se encaixa e vira uma corrida contra o tempo para tanto o personagem como o leitor desvendar todo o mistério em torno de um dos personagens, que como disse até agora não sei dizer se existiu mesmo. E assim como aconteceu em A Sombra do Vento, o passado se mistura ao presente e não sabemos mais o que é realidade ou não.

Podemos dizer que temos dois protagonistas nesse livro, mesmo cada um deles sendo fundamental para a construção da história. David e Isabella. David entrou para o roll de personagens favoritos. Só queria pegar ele no colo e dizer que tudo ia ficar bem. Já Isabella eu adorei conhecer a mãe do Daniel, protagonista de A Sombra do Vento, ainda jovem. Ela é uma garota que traz alegria as páginas com tons mais escuros da história. O livro não é uma leitura fácil, por isso recomendo para leitores acostumados com livros mais maduros. E se você for ler a série recomendo que leia esses dois antes principalmente do terceiro, O Prisioneiro do Céu. Apesar de muita gente falar que os livros dá para serem lidos em qualquer ordem, não dá não. Só os dois primeiros que pode ter a ordem trocada.

Nota:











17 comentários:

  1. Oi!
    Eu conheço o autor apenas de nome, mas não sabia qual gênero os livros dele se enquadrava, e fiquei curiosa com esse livro por ser de suspense e eu querer ler mais do gênero, fora que gosto de livros mais sobrenaturais.

    Beijão
    https://deiumjeito.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Oi Sil
    Eu lembro a resenha do outro livro aqui, mas a única coisa que me chamou atenção é a ambientação da obra, que se passa em Barcelona, um dos lugares que eu amaria conhecer. Infelizmente não gosto muito de suspenses, então nem penso em ler :/
    Beijo
    http://www.capitulotreze.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Lembro-me da resenha anterior e do quanto me empolgou tudo o que escreveu. Agora, a impressão que tenho é que se tornou um tanto confuso. Espero que isso seja positivo para a trama.

    ResponderExcluir
  4. Os livros do autor parecem encantadores. Sempre vejo muitos elogios, porém nunca li.

    Abraço

    Imersão Literária

    ResponderExcluir
  5. Oi, Sil como vai? Eu já li alguns livros do autor, este aí eu não li. Ao ler sua resenha parece-me uma obra completa e prazerosa de ser desbravada. Ótima resenha. Abraço!


    https://lucianootacianopensamentosolto.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  6. Oi, Sil.
    Eu não sei seu eu teria coragem de fazer uma releitura de uma série, pois, acho que a preguicinha ia bater forte rsrsrs... Mas, enfim, tenho muita curiosidade pra ler algo do Zafon e, é claro, sua maravilhosa resenha me animou ainda mais <3
    Beijos

    http://coisasdediane.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  7. Olá!
    Confesso que tenho um certo medinho de ler suspense então raramente leio por falta de coragem e porque a minha ansiedade vai ao topo.
    Amei a resenha e a premissa do livro parece que é bem bacana para quem curte o gênero.
    Beijocas.


    https://www.parafraseandocomvanessa.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Oi, Sil! Tudo bom?
    O que eu mais amo em livro assim é quando o suspense dá aquela engatada e você fica roendo as unhas que não consegue largar o livro até ter respostas. Faz TEMPO que não vejo uma história assim, então fiquei ainda mais curiosa pra ler alguma coisa do autor!

    Beijos, Nizz.
    www.queriaestarlendo.com.br

    ResponderExcluir
  9. Oi Sil,

    Nunca li nada do autor, mas tenho uma amiga que ama esses livros dele.
    Preciso pegar para ler qualquer dia. Bom saber que esses dois primeiros podem ser lidos em qualquer ordem, assim eu não me perco rsrs.

    Bjs
    https://diarioelivros.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  10. Oi, Sil!
    Li a sua resenha do primeiro livro, e confesso que esse me chamou bem mais a atenção ;D
    Adoro histórias que a gente não sabe se realmente aconteceram ou foi apenas um delírio do protagonista haha. E por ter um tom de suspense, achei tudo muito mais interessante!

    Estante Bibliográfica

    ResponderExcluir
  11. Estou com A sombra do Vento aqui e tenho altas expectativas para ler algo do autor. Verei como faço para adquirir os outros livros ❤🍃
    Amei a resenha😍

    Passa lá no blog. Fiz uma postagem nova e gostaria muito de saber sua opinião. É uma super dica para quem tem algum dom artístico. Se puder, participa!
    Bjus!

    ResponderExcluir
  12. Meio que passei por cima da resenha porque um dia pretendo ler algo do autor e fiquei com medo de spoiler. Mas algo que achei interessante que você pontuou o fato de não conseguir classificar qual gênero per se é o livro
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  13. Eu só li Marina do Zafon, mas lembro de ter gostado DEMAIS. Quero ler essa série dele também, porém, estou sem poder adquirir novos livros por enquanto. Fico feliz em ver resenhas dos livros dele por aqui, assim dá pra degustar, um pouco, sobre eles <3

    https://monautrecote.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  14. Tenho muita vontade de ler algo do autor, mas não gosto muito de suspense com um pé no sobrenatural, prefiro histórias mais intrigantes. Mas de qualquer forma, não foi um livro que não me chamou a atenção como um todo, se tivesse a oportunidade, eu o leria.
    Beijo,Blog Apenas Leite e Pimenta ♥

    ResponderExcluir
  15. Oi Sil.
    Nunca li nada do autor e também não sou muito de ler esse gênero, mesmo assim estou deixando sua dica anotada, já que a série caiu em seu agrado ao ponto de você fazer uma releitura.
    Bjus

    ResponderExcluir
  16. Oi Sil,
    Eu ainda não consegui me conectar com o autor, tenho um livro dele aqui que não fluiu mas pode ser pelo momento em que li, vou ter que insistir mais, afinal, são tantos elogios que fico pensando que 'li errado' kkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  17. eu li o primeiro livro dessa série e amei muito!
    só não continuei ainda pq não tenho os outros, mas esse autor é muito bom né, passa muita verdade nos seus dramas!

    osenhordoslivrosblog.wordpress.com

    ResponderExcluir

© Blog Prefácio ♥ 2016 - Todos os direitos reservados ♥ Criado por: Taty Salazar || Tecnologia do Blogger. imagem-logo