07 julho 2020

Resenha | A Sombra do Vento - Carlos Ruiz Zafón


Livro:  A Sombra do Vento
Série: O Cemitério dos Livros Esquecidos #01
Gênero: Romance
Autor: Carlos Ruiz Zafón
Editora: Suma
Páginas: 399
Ano: 2007

Resenha:
Em 1945, em uma Barcelona que tenta se recuperar da guerra, vamos conhecer Daniel Sempere que aos dez anos se desespera porque não consegue mais lembrar o rosto da sua mãe que ele perdeu há seis anos. Para tentar acalmar um pouco a angústia de Daniel seu pai diz para ele que chegou a hora de conhecer um segredo guardado por poucos: o Cemitério dos Livros Esquecidos. O lugar é um labirinto de milhares de livros que por um motivo ou outro chegaram até ali e Daniel como herdeiro da livraria da família, será um dos responsáveis por manter o local "vivo".

Como já é tradição, todos que entram no lugar pela primeira vez pode levar um livro consigo e depois de muito procurar Daniel escolhe um livro de um autor que ele nunca ouviu falar nada a respeito: A Sombra do Vento de Julián Carax. Daniel chega em casa e decide só dar uma folheada para saber do que se trata a história e acaba virando a noite sem conseguir largar o livro até terminar. Fascinado Daniel pergunta por Julián para seu pai que também nunca ouviu falar do autor. Mas vendo o interesse de Daniel ele leva o filho até um amigo, Gustavo Barceló, que diz a Daniel que provavelmente ele tem em mãos o único exemplar de um Carax ainda existente. 

E é através de Barceló que Daniel conhece Clara e sua história de como se apaixonou pela escrita de Carax e descobriu que alguém estava queimando os poucos livros publicados do autor. A beleza de Clara logo faz com que Daniel se apaixone e nem a diferença de dez anos entre eles é capaz de fazer Daniel desistir dela. Mas os anos vão se passando e só aos dezesseis anos Daniel descobre da pior maneira que não era correspondido. E no mesmo dia ele conhece Fermín Romero de Torres que vai se tornar um grande amigo nas aventuras que Daniel vai viver pois, uma figura sombria parece ter saído direto das páginas de A Sombra do Vento para ameaçar Daniel, que sem saber ao encontrar o livro anos atrás, acabou envolvido em uma historia de mistérios e segredos do passado que se misturam com o presente.

"Este lugar é um mistério Daniel, um santuário... Ninguém sabe ao certo desde quando existe ou quem o criou... Cada livro que você vê aqui foi o melhor amigo de um homem."

Quando inaugurei o blog lá em abril de 2012 a primeira pseudo-resenha do blog foi Marina do Zafón. Pesudo porque eu não tinha nem ideia na verdade de como escrever uma resenha e nunca tinha ouvido falar em HTML. E eu amei tanto Marina e a escrita do autor que precisava ler mais livros dele. E quando fui a bienal do mesmo ano comprei a trilogia O Cemitério dos Livros Esquecidos. Na época era uma trilogia, mas em 2016 o autor lançou mais um livro da série. Enfim, li os três livros e amei e o autor entrou para minha lista de autores favoritos da vida. E resenhei eles aqui no blog. Mas como resolvi reler os livros e ler o que falta, também decidi resenhar os livros novamente.

E assim como aconteceu na primeira vez que li o livro, o autor me ganhou na primeira página da história. E percebi que estava sentindo falta de algo que eu nem sabia que precisava, ler alguma coisa escrita por alguém como o Zafón. Eu não vejo muitas pessoas falando dos livros dele e é uma pena porque tem tantos autores medianos que vendem tanto e são tão divulgados dia e noite enquanto gênios como o Zafón ficam esquecidos e sendo lidos por um grupo seleto de fãs. Quem acompanha o blog sabe que sou sempre sincera em minhas resenhas independente de parceria ou não, por isso acreditem quando eu digo que o Zafón é um autor que vale muito a pena.

Para começo de conversa eu não sei nem definir o gênero ao qual pertence esse livro. Poderia ser um romance sombrio, um drama, um suspense, ou um histórico porque o autor descreve com riqueza de detalhes a Barcelona de décadas atrás. Acho que é tudo isso junto e mais um pouco. Com uma narrativa até mesmo poética, o autor conta a história de Daniel que se mescla com a história de Julián e a cada página lida o mistério aumenta e a gente não consegue largar o livro e cai naquela de "vou ler só mais uma página " para ler 100 delas sem nem perceber. Mas ao mesmo tempo fica aquela vontade de se demorar nas páginas para o livro não terminar logo.

Eu não sei o que mais envolve o leitor no livro, se a história de Daniel e Fermín ou a história de Julián. As duas são igualmente fascinantes e diferente de outros livros que eu li onde mesclam passado e presente mas cada uma das histórias são separadas, nessa as cenas se misturam tanto que a gente fica sem saber de quem é a história realmente. Mas não me entendam mal. Não tem nada de confuso na história e sim uma intensidade que faz com que o leitor seja transportado para as ruas de Barcelona e sinta tudo o que os personagens estão sentindo. A Sombra do Vento é aquele tipo de livro que mesmo depois de ter terminado, a gente ainda fica "vivendo" a história por vários dias.

E escolher um personagem favorito então? Alguém que leu conseguiu? Por vezes eu achava que um deles tocava mais meu coração, mas então outro ia lá e roubava o posto. Não vou falar de cada um especificamente para não quebrar o clima de mistério que a história exige, mas só posso dizer que se eles fossem reais queria pegar cada um no colo e ficar ali protegendo do mundo lá fora. E para finalizar implorando que leiam o livro é claro, quero falar dessa capa que amo, mas que odeio esse selo vermelho falando sobre os livros vendidos. Por isso que gosto mais da capa da nova edição que a editora relançou esses tempos atrás.

P.S. Quando escrevi essa resenha nunca poderia imaginar que dias depois o autor viria a falecer. Deixo aqui expresso meus sentimentos de tristeza e perda por esse autor magnifico que todos deveriam conhecer.

Nota:









15 comentários:

  1. Olá Sil,
    Eu tenho tanta vontade de ler esse livro. Algum tempo atrás até iiciei a leitura, acho que li umas 100 páginas, estava gostando mas minha cabeça estava fora de órbita, envolvida com a mudança, que não conseguia me prender a leitura nenhuma. Agora que estou enfim voltando a ler, mas ainda estou na fase dos leves e rápidos. Mas pretendo ler ele assim que possível.

    Beijo!
    www.amorpelaspaginas.com

    ResponderExcluir
  2. Oi, Sil

    Eu nunca li nada do autor e mesmo assim lamento muito sua partida. Nessas horas lamento ainda mais não ter lido um de seus livros com ele ainda vivo, mas farei isso assim que conseguir comprar. E como eu adoro histórias que tem uma história dentro da outra e que mesclam passado e presente, eu tenho certeza que será uma grande leitura!

    Beijos
    - Tami
    https://www.meuepilogo.com

    ResponderExcluir
  3. Oi, Sil
    Nunca li nada do autor mas lendo sua resenha percebi que tenho um livro dele em minha estante, vou separar para ver se consigo ler esse mês. Adorei sua resenha e fiquei muito interessada nessa história.

    Beijinhos.
    http://focadasnoslivros.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. O Záfon é sempre bem elogiado, mas sabe que ainda não bateu aquela vontade de ler?... eu tenho um amigo que é louco por essa série (?) dele e vive me indicando
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  5. "Daniel chega em casa e decide só dar uma folheada para saber do que se trata a história e acaba virando a noite sem conseguir largar o livro até terminar" -- ah, isso é o sonho de todo leitor! Já acotneceu comigo algumas vezes. É muito bom!

    Não conheço teu blogue há tanto tempo assim, mas fiquei mesmo com a impressão de que já tinha lido sobre esse livro. Se não foi vasculhando postagens antigas (quando conheço um blog, vou zapeando aleatoriamente por algumas postagens), devo ter lido resenhas de ouros blogs ou instagrans por aí.

    Fica então a sugestão. Obrigado.

    ResponderExcluir
  6. Oi Sil! O primeiro livro dele que li foi Marina e me encantei, depois disso foi paixão e mais paixão por suas obras. A sombra do vento é outro que tenho muito carinho pela história. O Zafon é um autor que senti muito a perda, um grande escritor que fará falta. Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  7. Oi, Sil
    Eu já fui louca achando que era um suspense e o autor me traz vários elementos na obra hahaha eu não leria, infelizmente não fui cativada pela trama mas é tão bom quando o livro nos surpreende e encanta dessa forma! Só não curti essa capa mas entendo o conceito.
    Beijo
    http://www.capitulotreze.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Nunca tive muito interesse nas obras do autor, mas sempre vejo elogios. Talvez eu leia em algum momento.

    Abraço

    Imersão Literária

    ResponderExcluir
  9. Oi, Sil! Tudo bom?
    Uma tristeza a gente perder um nome tão grande assim da literatura. Eu ainda não tive a oportunidade de ler nada do Zafón, mas tá na lista de autores que PRECISO ler em algum momento da vida. Esse é o principal título dele que me interessa; o que tu pontuou de não conseguir escolher um personagem favorito me anima demais, eu aaaaaamo história onde a gente ama todo mundo incondicionalmente.

    Beijos, Nizz.
    www.queriaestarlendo.com.br

    ResponderExcluir
  10. Oi Sil. Pra ser sincera a capa não me chama atenção, mas você não é a primeira a elogiar os livros do Zafón. Os personagens parecem ótimos e bem trabalhados, preciso realmente conhecer a escrita dele, acho que também vou curtir.

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  11. Nunca li, mas vou tomar nota!

    Isabel Sá  
    Brilhos da Moda

    ResponderExcluir
  12. Oi, Sil como vai? Que notícia triste essa do falecimento de Zafón. Que Deus o tenha e que ele possa descansar em paz. Sobre o livro, não li este aí, contudo me parece um livro grandioso, pois li outros livros dele e gostei muito. Muito boa sua resenha. Quando puder irei lê-lo. Abraço!


    https://lucianootacianopensamentosolto.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  13. Olá...
    Adorei conhecer a história que você tem com esse autor e, é claro, também fico triste por essa perda no mundo literário...
    Esse livro já estava nos meus desejados, mas, depois de ler sua linda resenha é impossível não desejar a leitura.
    Beijos

    http://coisasdediane.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  14. Oi, Sil!

    Uma perda enorme mesmo :( adoro Marina também, nunca li Sombra do Vento mas sei que é bem famoso, e pela sua resenha dá pra ver que é mesmo uma leitura espetacular!

    xx Carol
    https://caverna-literaria.blogspot.com/

    ResponderExcluir

© Blog Prefácio ♥ 2016 - Todos os direitos reservados ♥ Criado por: Taty Salazar || Tecnologia do Blogger. imagem-logo