10 junho 2015

Resenha | Primeiro e Único - Emily Giffin


Livro: Primeiro e Único
Série: Não
Autor: Emily Giffin
Editora: Novo Conceito
Gênero: Romance
Páginas: 448
Ano: 2015

Resenha:
O livro conta a história de Shea, uma mulher de 33 anos que namora um ex-jogador de futebol americano e trabalha no departamento atlético da universidade. Ela passa seus dias ao lado do treinador Carr, pai de sua amiga-irmã Lucy. As duas cresceram juntas e são o oposto uma da outra tanto fisicamente como na personalidade. Shea nunca teve coragem de dar um passo maior e preferiu a segurança da sua terra natal, além de ser bem reservada em seus relacionamentos. Lucy é ousada, impertinente e dá muito valor as aparências. E como Shea cresceu na casa de Lucy, a morte de Connie, mãe de Lucy, está sendo sentida por ela como se fosse a da sua própria mãe.

Shea parece mais a filha do treinador Carr do que Lucy. Enquanto Lucy nunca gostou de viver em função do futebol e hoje é dona de uma loja de roupas de luxo, Shea sempre foi fiel ao time da Universidade de Walker, o time do treinador Carr e essa fidelidade beira ao fanatismo. Seus pais se separaram quando ela era muito pequena por isso o treinador Carr foi a sua referência masculina e para agradá-lo, ela se jogou de cabeça no mundo do futebol americano. Ela sabe tudo o que se tem que saber a respeito, desde nome de jogadores, até a jogadas que aconteceram antes dela nascer. Por isso, e por ter medo de arriscar, ela não seguiu o seu sonho que seria escrever sobre esporte. Lucy crítica as suas escolhas o tempo todo. Seu namoro então, é o assunto preferido de Lucy.

Mas agora a morte da Sra. Carr está fazendo Shea repensar sua vida e quando o treinador Carr diz que indicou ela para trabalhar como repórter em um grande jornal, ela decide que está na hora de mudar. Sua primeira atitude é terminar com seu namorado, afinal não existe amor na relação. Ela faz a entrevista e fica ansiosa para conseguir o emprego. E logo depois ela começa a sair com Ryan James um jogador sensação do momento, que acaba de se separar. Ryan é tudo o que Lucy sempre sonhou em um homem, então ela incentiva o relacionamento de Shea com ele. Mas Ryan apesar de ser tudo isso, não é bem o que Shea quer. O que ela quer na verdade ela tenta esconder até dela mesmo, é um sentimento que ela tenta sufocar dentro de si. Mas até quando ela irá conseguir?

Esse é o quinto livro que leio da autora e já sei o que esperar dos livros dela. Ela sempre usa de histórias leves para abordar temas fortes. Nesse livro não foi diferente. Temos duas importantes questões levantadas pela autora. Uma delas é a violência domestica. Apesar de aparentar ser o homem perfeito, Ryan é um tanto quanto nervoso demais e tem ciumes em excesso. Começa com um olhar mais duro e um pedido de desculpa, depois umas palavras agressivas e uma promessa de que isso nunca mais irá se repetir e acaba com ele machucando Shea. E como sempre a vitima acaba se achando a culpada pelo comportamento do agressor. Gostei muito da forma que a autora abordou o assunto. Infelizmente sabemos ser esse o caso de muitas mulheres.

E a segunda questão abordada no livro, fica claro logo no começo da história que isso aconteceria. A admiração que Shea tem pelo treinador é algo fora do comum. Pelas palavras que ela usa quando fala dele, fica evidente que o que ela sente por ele não é só admiração pela figura do treinador e afeto de filha. Mas quando enfim ela resolve assumir esse amor, ela tem que enfrentar o desprezo de Lucy que sente que foi traída, tanto pela amiga, como pelo pai. Além de ter a questão da idade, tem o fato de que ela foi criada como uma filha por ele. Quando li na orelha do livro que seria tirada da minha zona de conforto, nunca imaginei ser esse o assunto, mas realmente a autora me fez pensar e muito. Por fim, uma coisa que achei que não iria gostar, foi o tema futebol americano e apesar de ter ficado perdida no começo do livro, no fim, estava torcendo com todas as minhas forças para o Walker vencer o campeonato.

Nota:




18 comentários:

  1. Oi,
    Curto mt os livros da Emily, eles nos fazem repensar um pouco a vida. Esse já esta na minha lista de desejados!
    Bjs!
    Viciados Pela Leitura

    ResponderExcluir
  2. Olá.
    Não conhecia o livro,Sil. Achei interessante mas não me despertou vontade de ler.

    http://blogexplicita.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Oi, Sil!
    Já li 5 livros da autora também. Dois deles não me agradaram muito, mas acho que este novo livro dela é bom. No entanto, acredito que não o considerarei favorito. Algo está me indicando isto. Quero ler logo logo. Estou curioso.
    Gostei de saber sua opinião. Não sabia que a autora abordava assuntos delicados nesta obra, mas já vi que ela adora fazer isso. Hehe
    Abraço!

    "Palavras ao Vento..."
    www.leandro-de-lira.com

    ResponderExcluir
  4. Eu ainda não li nenhum livro da autora acredita? haha, gostei bastante da proposta desse livro. Vou procurar saber mais *-*

    Beijos
    http://intoxicadosporlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Oi, Sil! Tudo bem? Não tenho muito interesse em ler o livro, mas achei a premissa dele legal! Gostei de saber que a autora aborda temas pesados como violência doméstica. É bom que autores abordem um tema como esse que é frequente na realidade de muitas mulheres... Adorei a resenha! :)

    Abraço

    http://tonylucasblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Não conhecia o livro, mas parece muito interessante! Amei, beijos

    www.estiloassembleiana.com

    ResponderExcluir
  7. Oi Sil!!!! Eu também achei que não ia gostar por causa do futebol e tal e quando vi tava amando a história e torcendo! Vai Broncos! ahhahahahahha
    Amei a escrita da autora, esse livro foi uma bela surpresa, um presente! Adorei e parabéns pela resenha! Beijos
    http://overdoselite.blogspot.com.br/2015/06/resenha-dupla-apenas-um-dia-apenas-um.html

    ResponderExcluir
  8. Oi, passei pra conhecer seu blog, achei muito lindo e caprichado, parabéns!
    Te convido a conhecer meu blog também e peço por favor que me siga lá em "Participar deste site"
    Se quiser que eu te siga também é só deixar um recadinho, tá.
    Bjs
    http://thelmasallesartesanatos.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. Amiga eu ainda não tive a oportunidade de fazer a leitura desse livro, porque mandei para minha colaboradora Agatha e estou aguardando a resenha ansiosamente, porque com certeza o livro deve ser muito bom. Espero poder ter a oportunidade de fazer a leitura também. Mas enfim...Gostei bastante do seu ponto de vista sobre o livro. Nem sei o que esperar pra falar a verdade, mas não vou com muita expectativa, porque estou terminando o livro APENAS UM ANO e sinceramente não foi tudo aquilo que esperei, mas vamos ver como desfecho agora hahahaaha...Mas enfim...Espero poder ler esse ai em breve quando eu recebe-lo de volta =D

    http://lovereadmybooks.blogspot.com.br/2015/06/caixinha-de-correio-parte-2.html

    ResponderExcluir
  10. Oi, Sil!
    Você me deixou curiosa com essa resenha.
    Nunca li nenhum livro da Emily Gififn, mas parece que ela sabe abordar muito bem e de maneira interessante os assuntos do livro.
    Gosto de livros que me colocam para ver as coisasde outra maneira. Fiquei interessada.
    Beijos

    Construindo Estante || Curta a fan page
    #MêsDosNamorados do Costruindo Estante. Concorra a 1 vale presente de R$ 50,00 da Saraiva.
    Participe!

    ResponderExcluir
  11. Oie,
    futebol mesmo que americano não é mesmo meu estilo, mas a história parece ser muito bonita.
    Estou com o livro em casa, logo deve ler.

    bjos
    http://blog.vanessasueroz.com.br

    ResponderExcluir
  12. Oie Sil =)

    Ainda não li nenhum livro dessa autora, acredita? Sempre leio ótimas resenhas dos livros dela e as histórias parecem ser bem tocantes e bonitas. Espero ter a oportunidade de ler algo dela em breve ^^

    Ótima resenha!

    Beijos;***

    Ane Reis.
    mydearlibrary | Livros, divagações e outras histórias...
    @mydearlibrary

    ResponderExcluir
  13. Oii Sil, tudo bem???? Olha eu aqui, hahahaha.
    Já conhecia o livro, mas não sabia bem do que se tratava. Adorei conhecer =D
    Gosto muito quando os livros abordam esses temas que as vezes são tão esquecidos. Acho que eu ia curtir bastante =D
    Um beijão
    http://profissao-escritor.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  14. Oi Silvana!
    Não conhecia esse livro, mas fiquei interessada pela história. Nunca li nada tratando futebol americano e violência doméstica.

    Beijos,
    Epílogos e Finais

    ResponderExcluir
  15. O unico livro que li desta autora foi Uma Prova de Amor, e nao curti mto.
    Mas acho bacana quando o autor consegue explorar temas mais pesados através de uma estória leve.
    Abraço,
    Alê
    www.alemdacontracapa.blogspot.com

    ResponderExcluir
  16. Oi Sil!
    Nunca li nada da autora e gostei muito de conhecer esta estória, parece ser mesmo cativante, por abordar temas tão delicados com certa leveza, não é todo autor que consegue esse feito. Fiquei curiosa e vou ver se coloco alguns livros dela na minha lista. Ótima resenha. :)
    beijos ♥
    nuclear--story.blogspot.com

    ResponderExcluir
  17. Oii Sil,
    Nunca li nada da autora, mas parece ser bem interessante a história.
    Achei muito legal ela abordar esses dois temas, principalmente o da violência dosméstica, infelizmente tantas mulheres sofrem disso hoje em dia :/
    Agora estou cheia de livros para ler, mas em outro momento irei começar a leitura dele.
    Bjs
    http://diarioelivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  18. A Emily Giffin é envolvente, adora mexer em tabus e nos fazer olhar com outros olhos para certas situações = Foi isso que pensei lendo sua resenha!

    A Mi leu esse livro para o blog do Alexandre o #DoQueEuLeio então tivemos papos sobre ele, agora vc leu também... fiquei curiosa, como sou fã de futebol, adoro uma história com esporte no meio.

    Pandora
    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir

© Blog Prefácio ♥ 2016 - Todos os direitos reservados ♥ Criado por: Taty Salazar || Tecnologia do Blogger. imagem-logo