26 maio 2020

Resenha | A Dama Mais Apaixonada - Julia Quinn, Eloisa James e Connie Brockway


Livro: A Dama Mais Apaixonada
Série: A Dama Mais... #2
#1 - A Dama Mais Desejada
Gênero: Romance de Época
Autora: Julia Quinn, Eloisa James e Connie Brockway
Editora: Arqueiro
Páginas: 288 
Ano: 2019

Resenha:
Taran Ferguson é um escocês exocêntrico, por isso ninguém pode dizer que é estranho ele sequestrar algumas damas para que seus sobrinhos finalmente se decidam pelo casamento, afinal ele já fez coisa bem pior que isso, como correr pela vila com o "traseiro" de fora para ganhar uma aposta. E agora ele até que tem uma certa razão já que depois da morte de sua esposa, que não gerou nenhum herdeiro, suas terras e todas as pessoas que ele protege vão ficar desamparadas quando ele se for. Seus únicos parente próximos são seus dois sobrinhos, os condes Rocheforte e Oakley, que até o momento continuam solteiros.

Acreditando que eles ainda não se casaram porque não conseguem conquistar uma dama, Taran resolve dar uma ajuda, reúne alguns homens e vai até o castelo do vizinho onde está tendo um baile com as pessoas mais importantes da região. Ele só não contava que além das damas que ele pretendia trazer para apresentar aos sobrinhos, as irmãs Fiona e Marillia Chisholm e Cecily Maycott, fosse vir junto por engano uma das moradoras locais, Catriona Burns, que não tem onde cair morta, e o duque de Bretton, que estava dormindo dentro da carruagem na hora do sequestro, o que não é estranho já que a carruagem era do próprio duque.

Assim que percebe a confusão armada pelo tio, Oakley tenta resolver a situação de alguma forma, enquanto Rocheforte só faz rir. Mas não vai ter jeito, eles vão precisar passar algum tempo na companhia uns dos outros já que uma nevasca resolveu cair e interditou as estradas. E quase que a ideia de Taran sai pela culatra porque em vez de seus sobrinhos se arranjarem, quem acaba chamando a atenção das damas presentes é o duque de Bretton, principalmente a atenção de Marillia, justo a preferida de Taran para seu futuro herdeiro o Conde de Rocheforte. Mas o cupido vai dar uma ajudinha e o amor vai passear entre as damas e os cavalheiros presentes.

Esse é o segundo livro da duologia A Dama Mais. E a exemplo do seu antecessor, nele temos uma história contada por três autoras onde cada uma delas conta a história de um casal e elas escrevem juntas a introdução e o epílogo da história. Achei A Dama Mais Desejada bem fraco pelo time de autoras que o escreveram, mas indiquei ele para quem gosta de um romance de época leve, porque como são basicamente três histórias em um livro só, o desenvolvimento de cada uma delas deixa um pouco a desejar. E como já disse, são autoras renomadas e a expectativa entra em ação, mesmo que a gente tente deixá-las de lado.

Mas esse segundo livro eu consegui apreciar mais do que o primeiro. Acho que por eu já ter a experiencia com o primeiro livro acabei relevando algumas coisas que me incomodaram nele e coloquei meu foco em outras coisas nesse, como por exemplo no romance, que apesar de ser instalove nos três casais, tem uma certa coerência e como romântica de plantão que sou, acabei gostando bastante e até torcendo pelos casais, mesmo já sabendo que iam ficar juntos é claro. Sendo assim consegui ver o toque das autoras que já conhecia de vários outros livros de romances de época.

A história além de ser muito romântica, também é bastante divertida e me peguei rindo em grande parte da história. Também imaginem a situação inusitada que eles viveram. Meu personagem favorito foi o Taran, o responsável pela confusão toda. E amei o final que as autoras deram para ele. Já a que menos gostei foi a Marillia, e nem foi por ela ser uma oferecida, porque cada um faz o que quer da sua vida, e sim por ela humilhar a irmã toda vez que surgia uma oportunidade. A personagem feminina que mais gostei foi Catriona, que teve sua história contada pela Julia.

Dessa vez não teve uma história entre as três que eu gostei mais. Gostei de todas de igual forma. Julia contou a história de Catriona, Eloisa a da Fiona e Connie a história da Cecily. Marillia passeou pelas três histórias, assim como Taran. E isso foi uma das coisas que gostei bastante no livro. Mesmo os dois personagens citados sendo escritos por três pessoas diferentes, eu não consegui ver nenhuma diferença neles quando mudava a narradora. os outros personagens também passeiam um pela história do outro, já que é um livro só, mas esses dois citados foram desenvolvidos igualmente pelas três autoras.

Não vou contar com quem cada uma das personagens fez par para deixar um pouco de suspense para quem vai ler. Mas amei os pares formados porque eles não poderiam ser mais diferentes e ao mesmo tempo tão perfeitos juntos. A principio eu teria feito outras combinações com base nas informações que temos no começo da história. Mas enfim, não vou ficar me repetindo. Eu indico novamente para que é fã do gênero. E antes de terminar tenho que falar dessa capa que amei demais. Eu vi muita gente falando mal delas, dessa e do outro livro da duologia, mas achei elas tão românticas e tão delicadas que acho que acabaram se tornando minhas capas favoritas dos livros que tem a Julia como autora.

Nota: 











16 comentários:

  1. Eu não tive experiências muito positivas com romances de época mas já li muitos elogios a essas autoras, principalmente para a Quinn porém ainda não tive a oportunidade de ler nada sobre ela. Eu não consigo imaginar uma história que foi escrita por três pessoas e que tenha dado certo, acho que só lendo para ter uma ideia rsrs

    Abraço,
    Larissa | Parágrafo Cult

    ResponderExcluir
  2. Oi Sil! Sua resenha me animou a ler porque o primeiro curti muito não, mas agora fiquei mais confiante de que esse livro vai rolar. Não gosto quando as histórias parecem contos, mas tudo bem, eu supero.
    Beijo!
    http://www.capitulotreze.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Ainda não li essa duologia pois eu tenho uma péssima experiência com a Eloisa, mas quem sabe um dia.. tá anotadinho aqui
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  4. Oi Sil. Eu ainda não li o primeiro, mas já vou alinhar minhas expectativas. Realmente pelo time de autoras, a gente acaba esperando mais. Que bom que o segundo volume foi melhor!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  5. Olá,
    Achei muito legal a ideia dessa duo, lindo as autoras se unirem pra entregar belos pares.
    Eu não gosto muito de personagens que humilham outros a troco de nada, então capaz de não simpatizar com esta também. Fiquei curiosa pra conhecer o Taran, parece engraçado.

    até mais,
    Canto Cultzíneo

    ResponderExcluir
  6. Achei a capa desse segundo tão linda. Gostei da ideia de várias autoras escreverem os livros, combinou :)

    www.vivendosentimentos.com.br

    ResponderExcluir
  7. Olá...
    Suas fotos ficaram belíssimas, parabéns!
    Ainda não li nenhum livro dessa duologia, mas, eles estão dentre os meus desejados. Amo um bom romance de época e, é claro, sua dica está mais que anotada!
    Bjo

    http://coisasdediane.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  8. Oii Sil

    Eu acho as capas desse slivros incríveis, são perfeitas demais. Mas a estória e o enredo não sei se é pra mim, mesmo sendo divertido ao ponto de roubar risadas. EU me canso fácil com romance,s ams ainda pretendo futuramente investir mais no gênero, quem sabe de tanto tentar acabo até curtindo novamente ler um bom romance de época.

    Beijos, Ivy

    www.derepentenoultimolivro.com

    ResponderExcluir
  9. Quero ler essa duologia por que não leio muitos de romances de época, mas sempre quis conhecer a escrita das autoras, então, em dois livros eu já poderia iniciar bem em conhecer as histórias das escritoras, mesmo que elas não tenham suprido a expectativa de quem já é fã.
    Amei a resenha, bem sincera e completa.
    Beijo, Blog Apenas Leite e Pimenta ♥

    ResponderExcluir
  10. Olá1 Fiquei curiosa por saber que você faria outras combinações na série. Ainda não sei quando poderei ler pois, não estou comprando livros mas, assim que conseguir com certeza lerei.
    Beijocas.

    https://www.parafraseandocomvanessa.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Oi
    que bom que gostou mais desse segundo livro, dessas autoras só li os livros da Julia, parece ser história bem gostosinha de se ler.

    http://momentocrivelli.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  12. Ah eu fico feliz que nesse livro deu para apreciar melhor a história, já tinha lido uma resenha do primeiro. Estou curiosa com essa história, a Julia é incrível ♥

    Beijos
    http://www.leiapop.com/

    ResponderExcluir
  13. Oi, Sil tudo bem? Eu li poucos livros de Julia Quinn, pois não gosto muito de romances em geral. Contudo ela escreve muito bem, e os poucos livros que li dela muito me agradaram. Saber que este aí lhe agradou é um indicativo para mim, caso o leia futuramente. Excelente sua resenha. Abraço!


    https://lucianootacianopensamentosolto.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  14. Olá Sil,


    Acho que eu já mencionei aqui que eu ainda não li nada da autora e que gosto do gênero, mas ainda não tive oportunidade e ainda não e o momento, mas ainda vou ler...kkk.




    https://devoradordeletras.blogspot.com/

    ResponderExcluir

© Blog Prefácio ♥ 2016 - Todos os direitos reservados ♥ Criado por: Taty Salazar || Tecnologia do Blogger. imagem-logo