21 maio 2020

Resenha | Uma Sombra Na Escuridão - Robert Bryndza


Livro: Uma Sombra Na Escuridão
Série: Detetive Erika Foster #2
#1 - A Garota No Gelo
#3 - Sob Águas Escuras
#5 - Sangue Frio
Gênero: Suspense
Autor: Robert Bryndza
Editora: Gutenberg
Páginas: 336 
Ano: 2017

Resenha:
Existem duas Detetive Inspetora Chefe Erika Foster, a de antes e a de depois da morte de Mark, seu falecido marido. A Erika de antes era uma mulher extrovertida, amorosa, alegre, e uma estrela em ascensão dentro da polícia. A de agora, dois anos depois da morte de Mark, é uma mulher amargurada pela culpa, fria e que praticamente não tem vida fora do trabalho. E sua carreira vai de mal a pior. Mas Erika está tentando mudar isso fazendo alguns amigos, como a Detetive Inspetora Moss, o Detetive Inspetor Peterson e o Patologista Forense Isaac Strong, com quem trabalhou em seu ultimo caso. E é na casa de Isaac que Erika estava quando recebe a convocação para trabalhar em uma cena de homicídio.

A vítima é o Dr. Gregory Munro, que foi encontrado morto pela própria mãe que foi até a casa dele alimentar o gato, pois acreditava que o filho estava viajando. Gregory foi encontrado nu em sua cama com os pulsos amarrados na cabeceira e com um saco de suicídio envolvendo sua cabeça, o que a princípio leva a acreditar que ele morreu asfixiado. E Erika nota uma coisa muito estranha: o quarto dele está muito bem arrumado para um homem recém separado, como se a faxineira tivesse passado pelo quarto depois da morte dele. Isso e as revistas de pornô gay antigas encontradas dentro da gaveta da mesinha de cabeceira, porque até onde se sabe ele era hetero.

A principio a teoria é de crime de cunho homofóbico. E como um dos envolvidos no caso é um suspeito em uma investigação de pedofilia, Erika é convidada a se retirar do caso por seu chefe o Superintendente Marsh. Mas então acontece um segundo assassinato idêntico ao primeiro. Dessa vez a vitima é o famoso e polêmico apresentador Jack Hart. E ele não é homossexual, por isso cai por terra a teoria de crime de homofobia. A hipótese agora é de que eles estão lidando com um serial killer. Mas a unica coisa em comum entre as vítimas é eles serem homens solteiros bem sucedidos. Mas então eles descobrem uma coisa no segundo assassinato que muda completamente o rumo das investigações. E mais uma vez Erika tem sua capacidade questionada e ainda tem que lidar com o assassino que está ameaçando sua vida.

— E se não acontecer?
— Não acontecer o quê?
— Se não pegá-lo?
Erika se virou para ele. Os olhos dela estavam arregalados e não piscavam.
— A única coisa que vai me impedir de pegá-lo é a morte. A dele ou a minha."

Esse é o quarto livro que eu leio dessa série, mas ele é o segundo na ordem cronológica. Eu li tudo fora de ordem e recomendo que não façam o mesmo. Essa é daquelas séries que a vida da detetive é praticamente metade da história, por isso se for lido fora de ordem o leitor vai ficar perdido como eu fiquei. E falando na detetive. Tem autores que gostam de matar seus personagens, mas esse aqui gosta é de fazer a sua protagonista sofrer. Coitada da Erika. Metade do tempo ela está sendo humilhada no seu trabalho, que diga se de passagem ela é a mais competente de lá, e a outra metade do tempo ela está sendo agredida pelo assassino da vez.

Como ela bate de frente com seus chefes, mesmo eles sabendo da competência dela, eles sempre estão dando um jeitinho de puxar o tapete dela. E acho isso um absurdo porque eles deveriam colocar a captura dos assassinos acima de tudo. Se ela é a melhor que eles tem, deixa ela trabalhar poxa. Você não gostar de uma pessoa é uma coisa, agora você querer diminuir o valor dela é outra. E até porque ela não desrespeita nem questiona a autoridade de ninguém, o que ela faz é reclamar da falta de dinheiro e recursos por exemplo. A Erika não é uma pessoa fácil mesmo não, mas dai por qualquer motivo tirar ela do caso e ainda colocar alguém que claramente já errou e muito antes em seu lugar só por ser homem?

E mesmo achando um absurdo o que o autor faz com a personagem, eu tenho que reconhecer que ele usa a Erika para mostrar o machismo dentro da policia. Em todos os lugares na verdade, mas acredito que existem algumas profissões que isso é ainda pior e essa é uma delas. O tempo todo eles frisam que ela é mulher. A Erika sofre com o machismo de todos os lados. E nesse segundo livro em específico, o autor ainda usou de um outro personagem, que não vou falar quem para não soltar spoilers, para mostrar o quanto o machismo está enrustido em cada um de nós. E ele vem de todos os lados, de homens, mulheres, superiores, comandados...

Agora falando sobre o crime. Logo no começo do livro já dá para adivinhar quem é o assassino porque temos capítulos alternados entre a Erika e uma outra pessoa que obviamente é o dito cujo. Mas o autor vai soltando aos poucos o nome da pessoa, depois a motivação. E que motivos essa pessoa tinha. Se for olhar pelo lado da pessoa dá até para concordar que as vítimas mereceram o que tiveram porque o que esses caras tem de culpa no cartório não tá escrito. Mas mesmo a gente já sabendo quem é o assassino, não tira a graça da história. Até porque resta saber se a pessoa será pega ou não. E também se a Erika vai estar viva até o final do livro hehe.

E se tiver alguma coisa de negativo para falar sobre o livro, é que achei o enredo desse segundo bem parecido com o do primeiro. Tem alguns pontos que os dois livros seguem a mesma ordem. Eles descobrem o crime, a Erika discorda dos seus chefes, eles tiram ela do caso, e no fim quem resolve tudo é ela. E ainda tem o assassino ameaçando ela. Essa foi a sequencia de fatos nos dois livros. Mas ainda assim dei nota máxima para ele porque isso não foi algo que me incomodasse tanto assim. Quanto a capa, só eu que tenho medo delas? hehe. Termino a resenha indicando o livro para quem curte um bom livro de suspense policial.

Nota:








16 comentários:

  1. Oi, Sil como vai? Menina que resenha incrível! Este livro deve ser maravilhoso mesmo. O machismo na área policial sempre existirá, infelizmente. Como gosto deste gênero já anotei sua dica. Abraço!


    https://lucianootacianopensamentosolto.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Parece muito bom. Eu comprei um há tempos que se chama "A Garota no Lago". Acho que eu pensei que era esse da Garota do Gelo... rsrs...

    ResponderExcluir
  3. Oie Sil, tudo bem?

    Lembro que li a resenha desse livro no blog da Moonlight Books e achei a premissa da história interessante. Não é um gênero literário que eu leia, mas para quem curte o gênero com certeza é uma narrativa que cativa e prende a atenção do leitor do começo ao fim.

    Beijos;***
    Ariane Reis | Blog My Dear Library.

    ResponderExcluir
  4. Nesse ponto eu sempre leio tudo na ordem bonitinho que é pra não ficar bolada com coisas qeu não entendo
    Eu pretendo dar uma chance ao autor algum dia
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  5. Oi, Sil

    Eu li esse livro ano passado e achei bem ruinzinho, nem resenhei. Achei a motivação bem nada a ver, sei lá. Quando finalmente o "mistério" é revelado eu pensei "sério, só isso?". Erika realmente é uma personagem muito interessante, adorei como ela se posiciona. Então apesar de não ter curtido esse lerei outro da série para tirar a prova dos nove.

    Beijos
    - Tami
    https://www.meuepilogo.com

    ResponderExcluir
  6. Resenha maravilhosa, amei. livros com algum caso para descobrir o culpado é sempre bom para nos desafiar a descobrir antes de chegar na parte haha.
    Vou tentar ler depois seguindo a ordem cronológica
    beijos
    https://www.dearlytay.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Fiquei curiosa com a história!
    r: O AliExpress é muito seguro, se a encomenda não chegar dá para pedir sempre o dinheiro de volta :)

    ResponderExcluir
  8. TÔ CHOCADA! Pois não sabia que a história da detetive Érika Foster era uma série! Eu li A Garota no Gelo e amei, mas achei que a narrativa acabava ali, PeloamordeDeus, agora eu tenho mais três livros pra ler afim de terminar a série ~O~
    Gostei de conhecer mais sobre Uma Sombra na Escuridão, coloquei ele na minha lista por que sou fã de suspense policial, acho que a semelhança de narrativa com o primeiro livro também não vai me incomodar.
    Beijo, Blog Apenas Leite e Pimenta ♥
    Ps.comecei a seguir o blog pra não perder as atualizações.

    ResponderExcluir
  9. Oi
    que bom que gostou dessa leitura, mesmo tendo se sentido perdida por ter lido fora da ordem, então dica anotada para seguir a ordem correta, acho interessante livros assim que abordam a vida do detetive em vários livros e seus casos.

    http://momentocrivelli.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  10. Eu já ouvi falar muito sobre essa série mas não tive a oportunidade de ler. Eu gosto muito quando usam de personagens para levantar alguns temas importantes, como tu disse que usam da Erika para abordar machismo e etc porém morro de dó quando gosto do personagem e o autor insistem em fazê-lo sofrer, o que é bem comum em livros. Adoro essas obras que tem toda uma investigação e essa coisa de 'gato e rato' onde um tenta capturar o outro. Eu super leria porém é uma pena que seja algo do mesmo com relação ao anterior. Mesmo assim, valeu muito pela dica <3

    Abraço,
    Larissa ♥
    Parágrafo Cult

    ResponderExcluir
  11. Oi!
    Lendo essa resenha eu me toquei que tenho quase nenhum costume de ler histórias com detetives (por mais que eu ame séries do tipo!), vou ficar de olho nessa série por ser uma detetive mulher e ter os alertas de machismo no trabalho. A capa é meio estranha mesmo!

    Beijão
    https://deiumjeito.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  12. As capas são lindas, mas também me dão um certo medo kk. Ainda não li nenhum dos livros, mas sempre vejo elogios sobre eles.

    Beijos

    Imersão Literária

    ResponderExcluir
  13. Oi Sil,
    Eu também acho as capas dessa série impactantes!
    Eu só li o livro 1 e quero continuar, só que ainda não encontrei o 2 por um preço bom.
    Gosto da Erika como protagonista, ela é meio traumatizada mas é inteligente. Uma boa mistura dramática!
    beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  14. Olá...
    Eu amo as capas dessa série e suas fotos ficaram lindas, parabéns!
    Ainda não li nenhum dos livros, mas, essa série está na meta de 2020... Vamos ver se pelo menos o primeiro volume eu leio, né?

    Bjo
    Eu voltei para o blog! Dá uma passadinha lá ;)
    http://coisasdediane.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  15. Oiii Sil

    Ainda bem que você avisou que essa série é daquelas pra ser lida sim ou sim na sequência por causa dos detalhes da vida da personagem. Eu li só o primeiro destes livros e lembro que até que gostei bastante, a leitura fluía bem. Quero ler os seguintes, mas vou te confessar que dá uma soneca pensar nessas séries policiais que vão se tornando largas....rsrs com um monte de livro e o pior, a editora demora vidas inteiras pra publicar por aqui.

    Beijos, Ivy

    www.derepentenoultimolivro.com

    ResponderExcluir
  16. Cheguei a baixar A garota no gelo, mas não sabia que era uma série. Aiaiai... lá vou eu ficar maluca atrás dos outros livros, rsrs. Esse parece ser um bom livr, ainda mais que eu curto um bom suspense.
    Bjks!

    Mundinho da Hanna
    Pinterest | Instagram | Skoob

    ResponderExcluir

© Blog Prefácio ♥ 2016 - Todos os direitos reservados ♥ Criado por: Taty Salazar || Tecnologia do Blogger. imagem-logo