13 março 2019

Resenha | A Garota Desaparecida - Lisa Gardner


Livro: A Garota Desaparecida
Série: Detetive D. D. Warren # 8
Gênero: Suspense
Autora: Lisa Gardner
Editora: Gutenberg
Páginas: 354
Ano: 2019

Resenha:
Um ano atrás a detetive sargento D. D. Warren chefiava uma equipe na unidade de homicídios da BPD e sua alegria era viver para as investigações de assassinatos. Mas então durante uma ocorrência ela caiu em uma escada e fraturou o braço esquerdo, impedindo ela de levantar sua própria arma e seu filho pequeno. Depois de muito repouso e fisioterapia D. D. pôde voltar para o trabalho, mas agora sob regime restrito, o que significa ficar atrás de uma mesa, o que ela odeia. Mas de vez em quando ela dá umas escapadas. E é isso que ela está fazendo na garagem dos Goulding, onde sua ex equipe está investigando um crime. Só foi encontrado os restos carbonizados da vitima, ou será do criminoso?

Quem chamou a policia foram os vizinhos e junto ao corpo estava uma garota nua, toda machucada e com os pulsos amarrados. Para surpresa de todos, a garota é Florence Dane, uma antiga conhecida da policia, já que sete anos atrás ela esteve em todos os noticiários por ter sido sequestrada e mantida dentro de um caixão por 472 dias onde viveu um pesadelo sem tamanho, enquanto seu sequestrador viajava com o caixão escondido atrás da cabine de seu caminhão por todo o país e ainda provocava sua família enviando cartões postais, mensagens e até vídeos. Será Flora tão azarada assim que foi pega novamente por outro sádico? Mas ao conversar com Flora, D. D. percebe que ela não é tão vítima assim, e sabia bem o que estava fazendo.

A policia conseguiu libertar Flora e matar seu sequestrador, mas somente depois que ele quebrou Flora e tirou toda sua humanidade. A garota que voltou não era a mesma que sua família e amigos conheciam. Ela fez aulas de defesa pessoal e se especializou em comportamento criminoso. E essa já e a quarta vez que ela se envolve com criminosos com o mesmo perfil de seu sequestrador e, consegue escapar deles entregando os para a policia. Mas sua sorte não dura muito. Flora é pega e dessa vez por alguém muito mais esperto que ela. Nem todo seu conhecimento e treinamento vai ajudar. Mas D. D. não vai descansar enquanto não encontrar Flora, e ela vai ter a ajuda do Dr. Samuel Keynes, um especialista em vítimas que foi a única pessoa para quem Flora contou o que aconteceu durante seu primeiro cativeiro. 

"Mas humanos são interessantes. Nossa capacidade de adaptação é realmente impressionante. Nossa fúria contra o próprio sofrimento. Nossa necessidade incansável de encontrar uma saída, de fazer alguma coisa, qualquer coisa, para seguir em frente com a vida."

Esse é o quarto livro que leio da autora, e o terceiro com a detetive D. D. Warren. E cada vez me surpreendo mais com a escrita dela. Mas antes de mais nada tenho que falar que a autora aborda assuntos fortes, perturbadores mesmo, por isso já leia preparado, pois, tem algumas cenas que chegam a embrulhar o estômago. Mas nada que a gente não esteja vendo nos noticiários dia e noite ultimamente. Com a narração dividida entre a detetive e a vítima, a história ganha um ritmo alucinante, no qual só conseguimos largar o livro quando vemos o final dele. Os capítulos com a D. D. Warren são em terceira pessoa, e os com a Flora em primeira, e ainda vamos acompanhar Flora em seu primeiro cativeiro e nos dias atuais.

Já tinha lido livros com sequestros antes, mas é a primeira vez que acompanho em primeira pessoa alguém que não apenas foi sequestrado, mas que foi sendo quebrada dia após dia para se esquecer de quem é e se tornar quem o sequestrador quer que ela seja. Foi de arrepiar ler as cenas, e de ver como ela foi se moldando e o tempo todo eu me imaginava ali no lugar dela. É fácil a gente falar e questionar vendo de fora, mas já imaginou ficar trancada dia e noite em um caixão, só sendo retirada dali para ser abusada física e psicologicamente e depois ganhar algumas migalhas de comida e um pouco de água apenas para que a garota sobreviva. Meses nessa situação transforma qualquer um. Por isso não julguei suas atitudes quando finalmente ela foi resgatada.

Se não tivesse esses capítulos onde acompanhamos Flora em seu cativeiro, eu poderia ter pensado como a detetive, e ter questionado como alguém que passou por tudo aquilo se coloca novamente em perigo, sem falar na família dela que pode ter que passar por tudo novamente. Mas depois de ler esses capítulos, eu entendo a Flora. É de cortar o coração, é de perder a fé na humanidade. É de se pensar como o ser humano chega a tal ponto de fazer tanta barbaridade e ainda achar que "eu faço isso porque sou doente, eu não consigo controlar". É depois de ler coisas como essa que eu super concordo com pena de morte. Assim como a detetive, eu também queria matar aquele escroto com minhas próprias mãos.

E para quebrar o clima sombrio e perturbador, temos os capítulos onde acompanhamos as investigações lideradas pela D. D. Nele temos mais ação e também para quem gosta de livros do gênero, é a parte onde quebramos nossa cabeça para tentar descobrir o que está acontecendo. As pistas vão sendo soltas e cabe a nós leitores juntarmos elas e montarmos o quebra cabeça. Mas por mais que eu tentasse, nunca que eu ia chegar no final proposto pela autora. Eu desconfiei de todo mundo. Desde a mãe da Flora, e até ela mesma foi minha suspeita durante boa parte do livro. Desconfiei de algumas pessoas só para depois poder me enganar dizendo: "mas eu pensei nessa pessoa". Só que o final foi completamente diferente de tudo o que pensei. E ainda ficou aquela sensação de "como que não enxerguei isso se estava tão na cara".

Como vocês viram lá no começo da resenha, esse livro faz parte de uma série. Mas é série porque temos a mesma detetive em todos livros, as histórias são independentes. O problema é que se lidos fora de ordem perdemos a cronologia da vida dela. Aqui mesmo, ela já está casada e tem um filho, enquanto nos outros livros dela que eu li, ela ainda era solteira. Mas isso são detalhes que não interferem na história. Não vou falar mais sobre os personagens para não soltar spoilers, mas é um livro que recomendo sem sombra de duvida para quem é fã do gênero. Quanto a edição, eu achei essa capa muito bem feita pois remete a situação vivida pela protagonista. Quanto a diagramação, um detalhe é que temos aspas no lugar do travessão, mas a história é tão envolvente que só me dei conta disso quando já estava terminando o livro.

Nota:









18 comentários:

  1. Amo livros dessa temática e já estou louca por esse, que resenha incrível, amei :D

    https://www.submersaempalavras.com/

    ResponderExcluir
  2. Muito interessante essa história, o suspense.. primeira vez que vejo alguém indicando esse livro. Já gostei!

    www.vivendosentimentos.com.br

    ResponderExcluir
  3. Oi Sil, irei confessar que não pratico a leitura deste gênero, mas eu gosto de le-lo de vez em quando. Essa lance de ler fora da ordem já aconteceu comigo em uma série, acontece rsrs.

    Até mais!

    www.depoisdaleitura.com.br

    ResponderExcluir
  4. Esse livro parece bem bom, depois de ler sua resenha fiquei curiosa a respeito.

    Iasmin Guimarães | E agora?

    ResponderExcluir
  5. Oi Sil, tudo bem?
    Sou muito fã de tramas policiais, mas não tive chance de ler Lisa Gardner ainda.
    Adorei saber mais sobre a obra e com certeza eu leria, se tivesse a oportunidade. Apesar das cenas perturbadoras, acho que conseguiria ler sem muitos problemas.
    Beijos,

    Priih
    Infinitas Vidas

    ResponderExcluir
  6. Oi Sil! Eu li os livros da série que saíram pela NC e gosto da protagonista. Estou doida por este novo. Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  7. Oie Sil =)

    Lendo sua resenha dá para perceber que ao mesmo tempo que a história é envolvente ela é um pouco angustiante, já que ela é narrada pelo ponto de vista da vítima. Confesso que no momento não me sinto emocionalmente preparada para encarar uma narrativa assim, mas quem sabe um dia.

    Sobre ler os livros fora de ordem, eu meio que sou campeã em fazer isso rs...

    Beijos;***
    Ariane Reis | Blog My Dear Library.

    ResponderExcluir
  8. Olá Sil!!
    Esse é exatamente o tipo de livro que acho que iria gostar bastante! Adorei a resenha, deu mesmo vontade de ler!
    Um Beijo!

    EVENTUAL OBRA DE FICÇÃO

    ResponderExcluir
  9. Parece uma boa obra, realmente. Quanto às aspas, é difícil ver um livro com elas no lugar do travessão, mas, às vezes, acontece. Uma vez alguém mencionou em algum lugar que esse era uma característica européia, mas a gente nunca sabe o quanto deve confiar em comentários asim.

    ResponderExcluir
  10. Oi Sil!
    Tratando-se de suspense eu ja ignoro, porque não é muito minha praia, mas esse eu nem vi a capa KKKK. Nunca nem ouvi falar. Parece envolvente, mas por hora não seria uma leitura que eu faria.

    Abraços
    David
    http://territoriogeeknerd.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  11. Hey Sil! Tudo bem?
    Eu não conhecia essa série, mas adorei a premissa pela sua resenha. Gosto de suspense, mas fico bem aflita quando leio kkk
    Quanto a aspas no lugar do travessão, confesso que nunca tinha visto!
    Obrigada por comentar lá no blog.
    Volte sempre!

    | Blog Misto Quente | Siga no Instagram | Curta no Facebook |

    ResponderExcluir
  12. Oi, Sil.
    Dessa autora já li Sangue na Neve e gostei muito.
    Ela tem uma escrita muito interessante e nos deixa mais curiosos para saber o que realmente aconteceu.
    Essa mescla de falar em primeira e terceira pessoa ajuda a dar mais suspense e a descrever as emoções dos personagens.
    Esse livro em particular traz mais drama e cenas fortes por causa do sequestro.
    Bela resenha.
    Abraços.
    Diego || Visite Diego Morais Viana

    ResponderExcluir
  13. Oi, Sil!
    Realmente não lendo na ordem a gente perde alguns detalhes, mas o importante é que não atrapalha a leitura.
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  14. Olá
    Os livro da Lisa Gardner são ótimos, eu li Sangue na Neve e achei muito bom, a autora consegue prender a atenção da gente até o final. Gostei da sua resenha ficou ótima
    Beijinhos
    Renata
    Escuta Essa | Facebook | Twitter | Instagram

    ResponderExcluir
  15. Oi Sil! Não sou tão tão fã do gênero, dai não pretendo ler a série, sempre acho que ler na ordem é melhor mesmo. Mas parece ser bom pra quem acompanha a personagem!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  16. Oi, Sil

    Nossa, fiquei muito interessada em conhecer a Flora! Que barra que ela passou, ficar presa dentro de um caixão e ter sua cabeça remexida ao ponto de fazer o que vem fazendo. Acho que eu também não a julgaria!
    Antes já queria ler agora PRECISO ler! Hahahahaha

    Beijos
    - Tami
    https://www.meuepilogo.com

    ResponderExcluir
  17. Oi Sil,
    Sabe o que me desanima? Esse livro ser o 8 e eu não achar os anteriores para comprar :(
    E olha que essa resenha me ajudou muito, porque se eu comprasse e descobrisse só depois, iria ficar #chateada! rs
    beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  18. Oie!

    Eu gostei muito do livro, me interesso muito pelo gênero, e a história é realmente fascinante. Eu fiquei bastante intrigada para conhecer melhor a personagem Flora. Uma pena ser uma série, e o fato de não ler os anteriores nos atrapalhar a entender a historia da detetive.. mas de qualquer forma, é um livro que acredito que valha a pena ser lido.

    Bjus
    Início de Conversa

    ResponderExcluir

© Blog Prefácio ♥ 2016 - Todos os direitos reservados ♥ Criado por: Taty Salazar || Tecnologia do Blogger. imagem-logo