14 novembro 2016

Resenha | Ligeiramente Pecaminosos - Mary Balogh


Livro: Ligeiramente Pecaminosos
Série: Os Bedwyns #5
Gênero: Romance de época
Autora: Mary Balogh
Editora: Arqueiro
Páginas: 272
Ano: 2016

Resenha:
Alleyne Bedwyn passou todos os seus 25 anos em segurança na Inglaterra e tudo o que conhecia da guerra era o que ouvia por intermédio do seu irmão Aidan, um coronel da cavalaria recém-aposentado. E a idéia que ele fazia da guerra estava completamente errada. Alleyne não era militar, mas recentemente decidiu que estava na hora de fazer algo útil na vida e acabou se tornando um diplomata. E sob as ordens de Sir Charles Stuart, ele acabou em Bruxelas no meio da Batalha de Waterloo. E agora ele está em missão, que é levar uma correspondência de Stuart para o duque de Wellington, que se encontra no pior lugar da batalha. E no meio do caminho ele ainda encontra sua irmã mais nova Morgan. Ele precisa fazer isso o mais rápido possível e colocar sua irmã em segurança. Mas no momento em que está voltando com a resposta do duque, ele é atingido e acaba desmaiando no meio do caminho e ao cair do cavalo ele bate a cabeça na raiz de uma árvore.

Rachel York nem está acreditando no que está prestes a fazer, mas é a única alternativa que lhe resta. Rachel teve uma vida difícil, variava de pobreza, a bons momentos quando seu pai ganhava algum nas mesas de carteado. E depois que ele faleceu, ela passou a ganhar a vida como dama de companhia, até que conheceu o reverendo Nigel Crawley e aceitou ser sua noiva. Foi então que ela reencontrou sua amiga Bridget, que tinha sido ama de Rachel nos bons tempos. O que Rachel não sabia era que agora Bridget não era mais uma dama respeitável. Ela e suas amigas vieram para o meio da guerra na esperança de fazer bastante dinheiro para poderem ter um futuro sossegado. E um bordel no meio da guerra, é o cenário ideal para isso. Mas elas foram enganadas. Todas acreditaram em Nigel e ele roubou tudo o que elas tinham, tanto que elas não tem nem como ir atrás dele para tentar recuperar o dinheiro. É quando elas tem a ideia. Rachel decide ir junto porque foi sua culpa elas terem sido roubadas. Rachel está prestes a saquear os corpos dos mortos na guerra.

Mas quando chega ao local, ela percebe que não vai conseguir fazer isso. Ela não pode roubar um homem morto. Então ela vê o homem ainda jovem e completamente despojado de tudo, até das suas roupas. Ele tem um ferimento na perna e outro na cabeça. E quando chega mais perto, ela percebe que o homem ainda esta vivo. Ela grita por socorro, mas só é atendida quando diz que o homem é seu marido. E como eles acham que os dois são casados, ela se vê obrigada a levar o homem para o bordel. O homem é Alleyne, que já foi dado como morto pelos irmãos. Mas quando acorda, ele não se lembra de nada, nem seu nome. E como o plano de saquear os mortos não deu certo e Alleyne está em divida com Rachel, ele aceita fingir que é seu noivo para ela conseguir receber uma herança que tem direito, mas que só pode receber quando tiver 25 anos ou quando se casar com a aprovação do seu tio. O problema vai ser convencer o tio dela que eles estão apaixonados e convencer a eles mesmos de que não estão.


Esse é o quinto livro da série os Bedwyns e diferente dos outros que as histórias continuavam de onde tinha terminado a anterior, essa acontece paralela ao quarto livro, a história da Morgan. No livro anterior, Alleyne é dado como morto, mas seu corpo não é encontrado. Eu sabia que esse livro seria a história dele, por isso sabia que ele estava vivo, mas a curiosidade era para saber o que tinha acontecido para que ele não tivesse procurado a família, e a resposta foi uma amnésia. A autora continua com o mesmo ritmo nesse livro e a honra dos cavalheiros e da família, continua sendo o ponto forte dos personagens. Mas teve uma coisa que vi nesse livro que até então não tinha visto em nenhum livro do gênero ou do gênero erótico. A primeira vez deles é horrível. E até por isso as cenas hots são mais escassas nesse quinto livro.

Achei bem legal a autora escrever isso, porque geralmente se cria uma ilusão de algo que não é verdade e as mulheres principalmente, acabam frustadas. Infelizmente nos livros do gênero e nos eróticos mais ainda, os homens são apresentados como maquinas do sexo infalíveis e sabemos que a coisa não é bem assim e as mulheres sempre se satisfazem não apenas uma, mas várias vezes o que também passa longe da realidade. Por isso achei pertinente a autora mostrar que não é sempre que as coisas serão perfeitas, e que apesar de ser uma obra de ficção e o leitor esperar que os personagens sejam felizes para sempre, tem muita gente que acredita que o que está nos livros é a cópia da realidade e não é. Quem sabe assim teremos menos pessoas desiludidas com esse assunto.

Alleyne, até o livro anterior onde ele apareceu um pouco mais se mostrando um protetor para Morgan, pouco tinha chamado a minha atenção, e por isso acabei surpreendida com o personagem. Gostei de ver como a autora mostrou o personagem, ele perdeu a memória, mas seu caráter continua o mesmo. E uma das carateristas que me chamou bastante a atenção, foi seu bom humor, um contraste com o irmão mais velho, o duque. Rachel é o exemplo de uma perfeita dama. mesmo tendo se entregado a Alleyne deixando ele acreditar que ela fosse uma prostituta, ela tem todas as características de uma dama que a época exigia. Não é uma personagem marcante, mas é um bom contraponto para Alleyne. O terceiro livro ainda continua sendo meu favorito e o duque o personagem mais interessante, então espero que o próximo encerre a série com chave de ouro. Quanto a capa, essa é de longe a minha favorita.

Nota:





22 comentários:

  1. Oi Sil, sua lida, tudo bem?
    Você não vai acreditar mas comecei a série pelo livro Ligeiramente Seduzidos e gostei muito da parte que se passou na guerra, no diálogo entre os personagens. Não conhecia a autora e gostei muito do meu primeiro contato com ela. Ah, estava louca para saber o que tinha acontecido com o irmão dela e saber que o caráter dele é um dos pontos fortes me deixa muito animada, não vemos muito isso nos livros de hoje. Sabe que já li em outras resenhas pessoas falando que também preferem o terceiro? Estou louca para ler a série inteira, adorei sua resenha!!!!
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oi, Sil!
    Menina, que legal esse livro ser paralelo ao anterior. Achei bem interessante.
    Realmente esse povo tem de parar de fazer homens como máquinas sexuais.
    Beijos
    Balaio de Babados
    Participe da promoção seis anos de Caverna Literária

    ResponderExcluir
  3. Oi Silvana!
    Comecei essa série um tempinho atrás e só li o primeiro livro.
    Lendo a resenha desse 5º livro me deixou com vontade de ler os próximos livros e chegar nesse!
    Beijinhos!
    A Universitária -> www.auniversitaria.com

    ResponderExcluir
  4. Eu necessito dessa série, Sil.
    Eu e minha mãe, minha companheira de romances de época, rs.
    Pior que eu quero terminar de ler a saga da Sarah MacLean primeiro. Não sei como farei para comprar todos os livros, hahahaa.
    Beijos
    https://estante-da-ale.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Infelizmente, o volume não me agradou tanto :( achei a Rachel meio sem sal, sem atitude, diferente das outras protagonistas da série, mas o Alleyne, por outro lado, realmente manteve o seu bom-humor intacto, o que deixa a história mais divertida. Da série toda, o primeiro volume ainda continua sendo meu preferido. Sua resenha ficou ótima!

    xx Carol
    http://caverna-literaria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Homens apresentados como maquinas de sexo foi boa hahahaha livros assim tem esse teor bem puxado, mas as histórias acabam sendo bem legais!

    Bjinhos,
    ❥ AmigaDelicada.com.br

    ResponderExcluir
  7. Hey! Adoro romances de época, mas depende muito da forma como são narrados, já li muito ''romance de época'' com péssima escrita de época. Gostei da premissa desse, não parece ser o caso. bjs

    www.etcelivros.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. Oi, Sil!
    Realmente, achei muito bacana a autora não ter colocado uma primeira vez incrível. É tudo tão ilusório, né? Que bom que a autora não soou forçada como as/os demais escritores do gênero.
    Tenho vontade de começar a ler essa série e creio que vou gostar. Adoro romance de época e a Mary parece ser uma escritora maravilhosa.
    Gostei de saber sua opinião. :)
    Abraço!

    "Palavras ao Vento..."
    www.leandro-de-lira.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. Oi Sil, tudo bem?
    Interessante a abordagem diferente desse livro. De fato, o sexo é retratado de uma maneira extremamente fantasiosa na maioria das obras, ainda mais as de conteúdo erótico.
    Beijos,

    Priscilla
    Infinitas Vidas

    ResponderExcluir
  10. Muito Interessante..
    Adorei

    Beijos ❤️

    https://apegoamaternidade.blogspot.com.br/?m=1

    ResponderExcluir
  11. Caramba eu ameei essa serie...
    Quero muito ler..
    A historia eh fascinante
    Bjinhos
    naosouapenaslouca.blogspot.com

    ResponderExcluir
  12. Oie Sil =)

    O Alleyne é um dos meus personagens favoritos dessa série, então não nego que estou bem curiosa para conhecer a história dele.

    Gosto muito da escrita da Mary, pois além dela ser mais madura seus personagens são sempre bem desenvolvidos.

    Mal posso esperar para começar a leitura de Ligeiramente Pecaminosos! Ainda bem que já estou com o livro aqui em casa =D

    Beijos;***

    Ane Reis.
    mydearlibrary | Livros, divagações e outras histórias...
    @mydearlibrary

    ResponderExcluir
  13. Oi Sil!

    Menina estou fugindo de livros de época mais posso se sincera, sua resenha ganhou tanto meu coração <3 faz tanto muito tempo mesmo que eu não leio nada assim, mas achei o cenário da estória o enrendo tão diferente! Os dois se conheceram na guerra e eu achei isso super interessante, por que vamos ser sinceras, desde de quando um romance clichê ou de época começa assim? E perfeito! Eu estou muito curiosa, mas gostaria de saber se posso ler ele separadamente ? :( me diga que sim ?

    Beijinhos

    https://resenhaatual.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  14. Oi Sil,
    Sim, eu ainda não peguei os livros para hahaha. (acho que eu falo isso em todas as resenhas da série) mas eu juro que esse ano ainda leio o primeiro.
    Já está na lista.
    Bjs e uma ótima noite!
    Diário dos Livros
    Siga o Twitter

    ResponderExcluir
  15. Quero esse livro, eu adorei a sinopse e fiquei super curiosa. ♥
    Art of life and books.

    ResponderExcluir
  16. As vezes essas séries me parecem enormes.. quantos livros hehehe :P
    Nunca li nenhum deles. Não sou muito de romances de época, apesar de achar uma leitura rica em detalhes :)

    www.vivendosentimentos.com.br

    ResponderExcluir
  17. Ainda não conhecia essa série. Mas confesso que o título em si não me atraiu. Não gosto muito de livros que possuem muitas senas hot. Porém, achei bem interessante a autora abordar a primeira vez de forma realista, porque se existe uma primeira vez perfeita certamente é exceção da regra haha

    ResponderExcluir
  18. Oi Sil!

    Eu estou lendo ainda, mas me surpreendendo tb com o Alleyne, ele nunca foi um personagem forte na família, mas estou gostando dele como protagonista! E tb achei interessante a primeira vez deles ser horrível, foi bem realista, acho que por isso gosto tanto da narrativa da autora <3

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  19. Olá lindona,
    agora comprei alguns livros (em série) para eu ler. esse que você apresentou eu não conhecia, amei conhecer e já quero comprara coleção.
    Beijocas.

    meumundosecreto

    ResponderExcluir
  20. Oi Sil! Este foi o meu preferido da série até agora, gostei de ser mais leve e divertido. O mocinho e a mocinha tem muito carisma.
    Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  21. Oi, Sil

    Já falei que tenho o primeiro, né??
    Eu gostei muito de saber que nesse livro a autora abordou o sexo de uma outra maneira. Quem faz sexo sabe que nem sempre o negócio é uma belezura! Hahahahhahahahahahahah
    Também acho que as mulheres acabam frustradas, nada é perfeito.
    Acho que vou gostar muito do livro!

    Beijos
    -Tami
    http://www.meuepilogo.com

    ResponderExcluir
  22. Olá, Sil.
    É bom que nesse livro a autora abordou o lado sexual de outra maneira. Acho que nunca tinha visto dessa maneira em um livro. Contudo, ainda assim, achei a premissa meio previsível.
    De toda forma, talvez eu dê uma chance.

    Desbravador de Mundos - Participe do top comentarista de novembro. Serão dois vencedores, dividindo 3 livros.

    ResponderExcluir

© Blog Prefácio ♥ 2016 - Todos os direitos reservados ♥ Criado por: Taty Salazar || Tecnologia do Blogger. imagem-logo